18/05/2018

[Planeta]Eu Sou Eric Zimmerman, de Megan Maxwell | Novidade

sexta-feira, maio 18, 2018 0

Eu Sou Eric Zimmerman, de Megan Maxwell
N. Páginas: 536
PVP: 18,85€
Nas livrarias a partir de 15 de maio

Eu Sou Eric Zimmermam de Megan Maxwell, conta a história de Eric Zimmerman, um poderoso empresário alemão que se caracteriza por ser um homem frio e distante, habituado a usufruir de sexo sem amor e sem compromisso.
Numa das suas viagens a Espanha, por motivos de trabalho, conhece a jovem Judith Flores, que lhe desperta emoções que não estava habituado a sentir e a que não estava acostumado. Coisas simples como rir, cantar ou dançar, são novidades que mexem com ele e quando se apercebe sentia mais por ela do que devia. Assustado, retrai-se e tenta distanciar-se, mas a atracção é magnética. Judith estava no seu destino. A partir desse momento, embarcam juntos numa história de erotismo, recheada de fantasia, onde Eric se torna o seu mentor, ensinando-lhe o que ela nunca imaginara. 

Megan Maxwell é uma reconhecida e prolífica escritora do género romântico sendo a autora espanhola com o maior êxito de vendas no género da literatura erótica, com mais de 1,7 milhões de leitores. Em Portugal os seus livros chegam sempre ao top dos mais vendidos.
Filha de mãe espanhola e pai americano, a autora conta já com várias distinções no seu currículo, tais como, Prémio Internacional Seseña de Novela Romántica (2010), Prémio Dama de Clubromantica.com (2010, 2011 e 2012), AURA, galardão do encontro Yo Leo RA (romântica adulta) em 2013.

[Bertrand]Os Távoras, de Maria João Fialho Gouveia | Novidade

sexta-feira, maio 18, 2018 0

Os Távoras, de Maria João Fialho Gouveia
Género: Literatura / Romance
N.º de páginas: 320
PVP: € 16,60
Data de lançamento: 18 de maio de 2018

Esta é a história da nobre família Távora, aqui contada na voz de Dona Mariana Bernarda e Dona Teresa Tomásia, duas senhoras desta ilustre Casa, que viveram em fausto e glória até o futuro marquês de Pombal tentar apagar a sua semente da face da Terra. Apesar de unidas pelo sangue e pela vaidade da sua estirpe, Dona Mariana e Dona Teresa não podiam ser mais diferentes uma da outra. A primeira era uma mulher religiosa e recta; já a segunda ─ sua tia e cunhada ─ entregava-se sem pruridos a uma vida de luxúria, vivendo um romance pecaminoso com El-rei de Portugal. A altivez e o poder dos grandes Távoras muito incomodavam a Sebastião José de Carvalho e Melo, Secretário de Estado. Tanto que, quando D. José I é vítima de um intrigante atentado, Sebastião José, futuro marquês de Pombal, tratou de os inculpar, prendendo-os em masmorras e conventos, sem poupar mulheres nem crianças. O Tribunal da Inconfidência, a que presidiu, torturou os réus e condenou-os a mortes cruéis. Por fim, baniu-lhes o nome, picou-lhes as armas de família, julgou tê-los calado para sempre. Mas tê-lo-á conseguido?

Maria João Varela Santos Fialho Gouveia é filha dos anos 60 e do Estoril. Cursou Comunicação Social, Línguas e agora História. Jornalista há quase 40 anos, passou pelas várias áreas da imprensa. Hoje abraça a literatura, definindo a aventura da escrita como uma doce e viciante solidão que lhe completa a alma. Mulher de causas, mantém ainda afincada militância pelos direitos humanos e dos animais. Tem outros seis livros publicados: Fialho Gouveia - Biografia Sentimental; D. Francisca de Bragança, A Princesa Boémia; As Lágrimas da Princesa; Inês; Sob os Céus do Estoril - Um Romance entre Espiões no Estoril da II Grande Guerra; Maria da Fonte - Rainha do Povo.

[Porto Editora]A Resignação, de Luís Miguel Rocha | Novidade

sexta-feira, maio 18, 2018 0

A Resignação, de Luís Miguel Rocha
Coautores: Porfírio Silva e Rui Sequeira
N. Páginas: 296
Capa: mole com badanas
PVP: 18,80 €

No próximo dia 24 de maio, a Porto Editora publica A Resignação, o último romance de Luís Miguel Rocha.
A 11 de fevereiro de 2013, Bento XVI anuncia a sua renúncia à liderança da Igreja Católica, que justifica com a avançada idade e com a falta de capacidade física para exercer o cargo. Em várias entrevistas e declarações públicas realizadas na altura, Luís Miguel Rocha afirmou que aquele momento e as verdadeiras motivações para a decisão de Joseph Ratzinger tinham todos os ingredientes para um bom romance – mistério, segredo e intriga – e que esse seria o tema do seu próximo livro, A Resignação.
Ainda que considerasse um desafio escrever sobre um evento cujas implicações ainda não estavam completamente terminadas, o autor inicia imediatamente a escrita deste livro. A doença e a sua morte prematura, a 26 de março de 2015, não permitiram que terminasse aquele que seria o seu quinto romance sobre os segredos do Vaticano.
Cumprindo a vontade manifestada pelo autor, a família decide concluir o original inacabado. Para dar sequência ao enredo idealizado, foram convidados dois escritores seus amigos, Porfírio Silva e Rui Sequeira, que, com base nas várias notas deixadas, escreveram o desfecho de A Resignação.

Sessão de lançamento

No dia 25 de maio, dia de abertura da 88.ª edição da Feira do Livro de Lisboa, a Porto Editora organiza uma sessão de tributo a Luís Miguel Rocha, no Espaço “Autores que nos unem”, a partir das 18:30. Este é o palco para o lançamento de A Resignação e também para a apresentação do Prémio Literário Luís Miguel Rocha, instituído recentemente pela Câmara Municipal de Viana do Castelo.
Naquela que é a cidade natal do autor está marcada uma sessão de homenagem, no dia 1 de junho, às 21:30, na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.
Em dezembro de 2012, Bento XVI recebeu de uma comissão de cardeais um relatório de 300 páginas sobre o mediático caso “Vatileaks”.
Dois meses depois, no dia 11 de fevereiro de 2013, evocando razões de saúde, e ciente da gravidade da sua decisão, o Papa anunciou ao mundo que resignaria ao trono de São Pedro. Não se sentia capaz, física e espiritualmente, para continuar a exercer o cargo.
Que segredos comprometedores guarda o extenso relatório? A resignação terá acontecido por razões de saúde, como Bento XVI anunciou, ou por pressões políticas que jamais serão tornadas públicas?
Os mistérios de tão inesperada decisão serão agora revelados. 

Luís Miguel Rocha nasceu na cidade do Porto, em 1976. Foi técnico de imagem, tradutor, editor e guionista, até se dedicar em exclusivo à escrita.
Publicou seis títulos: Um País Encantado, O Último Papa, Bala Santa, A Virgem, A Mentira Sagrada e A Filha do Papa. A título póstumo foi publicada a sua obra de não ficção Curiosidades do Vaticano. As suas obras estão traduzidas em mais de 30 países. O Último Papa marcou presença no top do The New York Times e vendeu meio milhão de exemplares em todo o mundo.
Luís Miguel Rocha morreu a 26 de março de 2015, em Viana do Castelo.

OS COAUTORES
Porfírio Pereira da Silva é fundador e diretor do jornal Foz do Lima e da revista Íbis. Entre 1999 e 2005, foi presidente da Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Alto Minho. Atualmente desempenha funções de técnico superior na Biblioteca Pública Municipal de Viana do Castelo. É autor de obras de poesia, romances e livros de História e colabora assiduamente com a imprensa regional.
Rui Sequeira é um entusiasta da cultura e dos povos, um apaixonado por História, nomeadamente da Antiguidade. Essa paixão reflete-se na sua escrita, que combina a História com o fantástico. É autor de O Segredo de Tutankamon. A escrita é um escape da vida stressante de uma profissão ligada aos ERP de Gestão

[Planeta]Tenho de Saber, de Karen Cleveland | Novidade

sexta-feira, maio 18, 2018 0

Tenho de Saber, de Karen Cleveland
N. Páginas: 296
PVP: 18,80€
Nas livrarias a partir de 15 de Maio

Vivian Miller (Viv) é uma dedicada analista de contraespionagem que tem por missão descobrir os chefes das células de agentes «adormecidos» a operar nos Estados Unidos. Prestes a alcançar uma promoção de que muito necessita, criou um sistema para identificar os agentes russos que levam uma existência aparentemente normal à vista de toda a gente.
A vida de Viv parece perfeita. Tem um excelente trabalho na CIA e um marido amoroso, Matt. Na CIA cria algoritmos para identificar e desmantelar as organizações russas que se tentam infiltrar no país. Um dos algoritmos permite-lhe encontrar um homem de nome Yury, que a CIA acredita ser um manipulador. Através dele esperam encontrar os cinco agentes que controla. Viv entra no computador de Yury e, fica surpreendida por não encontrar documentos encriptados, como pensava e em vez disso encontra uma pasta de nome Amigos com grande facilidade.
Viv fica em êxtase, pensando que por fim encontrou os cinco agentes. Mas de súbito enquanto olha para as fotografias que a pasta contém, o coração cai-lhe aos pés quando vê uma fotografia do seu marido Matt. Decide interrogá-lo antes de reportar a descoberta à chefia, mas pensa que deve ser um erro a fotografia do marido naquela pasta. Quando o confronta, ele choca-a ao assumir que trabalha para a Rússia há vinte e dois anos.
Vivian jurou defender o seu país contra todos os inimigos, tanto externos como internos. Mas agora deparam-se-lhe escolhas impossíveis. Dilacerada entre a lealdade e a denúncia, a fidelidade e a traição, o amor e a suspeita, em quem poderá confiar?
Um thriller viciante; espionagem, investigação, mentira, traição e segredos que proporcionarão ao leitor uma viagem inesquecível. 

Karen Cleveland trabalhou para a CIA como analista durante oito anos, os últimos seis ligados ao contraterrorismo. Possui mestrados do Trinity College, de Dublin, onde estudou como bolseira Fulbright, e da Universidade de Harvard. Vive no norte do estado da Virgínia com o marido e os dois filhos pequenos.
A experiência profissional da autora inspirou-a a escrever Tenho de Saber e documentou muito bem o livro pelos meandros da CIA e da sua forma de actuar.
Mais informações em: www.karen-cleveland.com

08/05/2018

[Quetzal]O Bairro dos Jornais, de Paulo Martins | Novidade

terça-feira, maio 08, 2018 0

O Bairro dos Jornais, de Paulo Martins
Género: Literatura / Ensaio
N.º de páginas: 432
PVP: € 15,50
Data de lançamento: 20 de abril de 2018

Foram cerca de 600 as publicações que se instalaram no Bairro Alto até aos dias de hoje: diários e semanários, matutinos e vespertinos, generalistas e especializados, desportivos e satíricos, folhas anarquistas, órgãos partidários, revistas de banda desenhada e jornais de espetáculos.
Paulo Martins antologia e analisa a história do Bairro da Imprensa e do seu mapa interminável, dando a conhecer ao leitor as publicações, a localização das redações, o território urbano da «capital da Imprensa portuguesa» e a sua evolução ao longo do tempo.
Das publicações às redações, da evolução do território urbano às entidades do sector (Sindicato dos Jornalistas, Casa da Imprensa, Hemeroteca, Serviços de Censura/Exame Prévio do Estado Novo), «O Bairro dos Jornais» é uma visita-guiada evocativa e enciclopédica às histórias que marcaram o Bairro Alto e os seus jornais. 

Paulo Martins é jornalista desde 1983, professor universitário e autor de vários livros. Integrou a redação de uma dezena de jornais e exerceu funções de chefia no Jornal de Notícias entre 1998 e 2014. Licenciado em Comunicação Social e doutorado em Ciências Sociais, é investigador do CAPP (FCT-ISCSP), no Grupo de Sociedade, Comunicação e Cultura.

04/05/2018

[SDE]Novidade “O Poder”, de Naomi Alderman

sexta-feira, maio 04, 2018 0

“O Poder”, de Naomi Alderman
Nº de Páginas: 368
PVP: 17.70€
Data de Lançamento: 11/05/2018

E se, um dia, as raparigas ganhassem subitamente o estranho poder de infligir dor excruciante e morte? De magoar, torturar e matar?
Quando o mundo se depara com esse estranho fenómeno, a sociedade tal como a conhecemos desmorona e os papéis são invertidos. Ser mulher torna-se sinónimo de poder e força, ao passo que os homens passam a ter medo de andar na rua, sozinhos à noite.
Ao narrar as histórias de várias protagonistas, de múltiplas origens e estatutos diferentes, Naomi Alderman constrói um romance extraordinário que explora os efeitos devastadores desta reviravolta da natureza, o seu impacto na sociedade e a forma como expõe as desigualdades do mundo contemporâneo. 

Naomi Alderman cresceu em Londres e frequentou a Universidade de Oxford. É professora de Escrita Criativa na Bath Spa University e escreve frequentemente para o The Guardian. O seu primeiro romance, Desobediência, já publicado pela Saída de Emergência, ganhou em 2006 o Orange Award for New Writers. Em 2017, O Poder venceu o Baileys Women’s Prize para Ficção.

03/05/2018

[SDE]Opinião "Retribuição", de Sherrilyn Kenyon

quinta-feira, maio 03, 2018 0

Retribuição, de Sherrilyn Kenyon


Órfã desde criança e criada por vampiros, Abigail tem apenas um objetivo na vida: destruir os implacáveis Predadores da Noite que perseguem e matam a sua raça adotiva. Mas, acima de tudo, encontrar o responsável pelo brutal assassinato da sua família: o ex pistoleiro Jess “Sundown” Brady…
Jessup Brady sempre viveu a sua vida com um pé para a cova. Ressuscitado dos mortos por uma deusa grega rancorosa, Jess trocou a sua alma imortal pela possibilidade de vingança. Na sua busca para destruir quem está a assassinar os Predadores da Noite, a última coisa que espera encontrar é um rosto humano que o recorda da traição que sofreu há anos. Jess sabe que não assassinou os pais de Abigail, mas agora tem de a convencer da sua inocência antes que o mais negro dos poderes os destrua a ambos…

Podem passar mil anos, podem passar mil livros, mas se há algo que não passa é a minha paixão por esta série. É verdade que é enorme, que nos deixa muitas vezes a questionar se alguma vez iremos ver as nossas dúvidas terminadas, mas também é verdade que a cada livro que passa vejo-me ligada a estas historias de uma forma inexplicável.
A autora, que desde o inicio me deixou fascinada, vem adensando o mistério, criando universos novos e com personagens renovadas e, mesmo assim, vemos que de quando em vez acontece a resolução do destino de algumas personagens que tanto merecem o seu final feliz. Adoro quando ao longo dos seus livros podemos vislumbrar um pouco da vida daqueles que já tiveram o seu momento, daqueles que tanto desejamos ainda aparecer e interiormente pedimos a todos os deuses que a autora não se esqueça deste ou daquele mistério que queremos ver resolvido.
Este é só mais um desses livros que tanto nos fazem sonhar, um livro que nos fala principalmente de traíção e de perdão. Se há algo que adoro encontrar em livros são pequenas lições que nos fazem crescer enquanto pessoas e este detalhe é apenas mais um daqueles que me fazem prender a esta série. Jess e Abigail são simplesmente deliciosos e as suas histórias de vida são tão iguais, mas ao mesmo tempo diferentes. Fiquei rendida aos momentos finais, em que descobrimos o grande segredo deste livro e não vou estar a contar, porque não quero estragar a surpresa, apenas vos digo que foi um desfecho perfeito e que deixou a suspirar por mais.
Sei que esta opinião está muito repetitiva, mas que posso eu fazer? Sempre que o tema toca nos livros da Sherrilyn Kenyon não me consigo conter. 
E mais uma vez, por favor, publiquem a sério das Crónicas de Nick. Existe um outro universo fantástico, mesmo ao virar da esquina e existem tantos detalhes que os leitores estão a perder no momento…. Só quem já leu consegue compreender as minhas palavras. Por favor, Saída de Emergência, faço este apelo porque realmente é algo que está a faltar na serie…
De qualquer forma, muito obrigada pela continuação da publicação dos livros da autora, pois continuam a deixar qualquer leitor rendido.

[Pergaminho]Novidade "A Vida Secreta dos Animais", de Peter Wohlleben

quinta-feira, maio 03, 2018 0

A Vida Secreta dos Animais, de Peter Wohlleben
Género: Ciências exatas e naturais / Zoologia
N.º de páginas: 240  
PVP: 16,60€
Data de publicação: 4 de maio de 2018

Esquilos superprotetores, corvos apaixonados, ratos de campo compassivos e veados de luto... Mas estes sentimentos não pertencem só aos seres humanos? Peter Wohlleben, autor de alguns dos maiores bestsellers mundiais sobre a vida na floresta e um apaixonado pela natureza, apresenta-nos fascinantes e inesperados factos sobre a vida emocional dos animais. Recentes descobertas científicas, a par de histórias divertidas e comoventes, revelam-nos um mundo por descobrir: o das complexas inter-relações de animais na floresta e na quinta, e da sua vida emocional e cognitiva. Irá ficar surpreendido ao verificar como os animais nos são muito mais semelhantes do que alguma vez suspeitámos... 

Peter Wohlleben é guarda-florestal, apresentador de um popular programa de televisão e autor de vários livros sobre silvicultura e ecologia que, no seu conjunto, venderam já perto de um milhão de exemplares só na Alemanha e se encontram publicados em mais de 18 países.

[Suma de Letras]Novidade "A Casa da Beleza", de Melba Escobar

quinta-feira, maio 03, 2018 0

A Casa da Beleza, de Melba Escobar
N. Páginas: 244
PVP: 16,90€

Karen, esteticista de profissão, muda-se de Cartagena para Bogotá em busca de uma vida melhor, mas ao chegar não só consegue trabalho como depiladora n'A Casa da Beleza, como se converte na chave para resolver o mistério da morte de uma das suas clientes - uma jovem rapariga, vestida com o uniforme da escola, que aparece morta no dia a seguir a ter visitado Karen no salão.
Com quem se ia encontrar a cliente de Karen?
Entre conversas íntimas e confissões, Karen acabará por ser a confidente de uma psicanalista, da mulher dum congressista, de uma famosa apresentadora de televisão e de uma mãe desolada que busca justiça num país onde a verdade só pertence àqueles que podem pagar por ela.
Melba Escobar (Cali, 1976) estudou Literatura e finalizou os estudos com uma tese sobre o jornalismo literário. Publicou vários títulos infantis antes de escrever o seu primeiro romance, A Casa da Beleza. Na actualidade vive em Bogotá e é colaboradora habitual dos jornais El Espectador e El País. O seu romance A casa da beleza, eleito um dos melhores livros pelo Prémio de Novela da Colômbia, foi um sucesso de vendas de direitos na Feira do Livro de Londres e será publicado em mais de 16 países.

30/04/2018

[TopSeller]Novidade "O Projeto Acidente", de Julie Buxbaum

segunda-feira, abril 30, 2018 0

O Projeto Acidente, de Julie Buxbaum
N. Páginas: 288
PVP: 17,69€

Kit é a rapariga mais gira da escola. David é um rapaz solitário, incapaz de interagir com os colegas. Ele sabe que é pouco provável que Kit alguma vez repare nele.
Até ao dia em que Kit, cansada das conversas fúteis das amigas, decide almoçar na mesa de David. A química é imediata e os dois passam a partilhar o tempo das refeições. Fruto desta nova e inesperada amizade, David começa a aprender a relacionar-se com os outros, e Kit, ainda a recuperar da trágica e recente morte do pai, encontra o ombro de que precisava.
Kit só conseguirá reaprender a viver se descobrir a causa do acidente do pai e, sabendo disso, David decide ajudá-la. Mas nenhum dos dois está preparado para o mistério que estão prestes a desvendar, e é aí que a sua amizade é posta à prova.
Julie Buxbaum é uma autora bestseller do New York Times.
Iniciou a sua carreira profissional como advogada. No entanto, a sua paixão pela escrita e pelas palavras levou-a a abandonar a advocacia para se dedicar a tempo inteiro aos livros.
O seu percurso enquanto escritora conta já com dois romances para adultos e, ainda, com o internacionalmente aclamado Contame Três Coisas (ed. Topseller, 2017), o seu primeiro livro para jovens adultos. Vive em Los Angeles com o marido, os dois filhos e um peixe-dourado «imortal». Quando era pequena acreditava que ia crescer e tornar-se a Mulher-Maravilha.
Mais sobre a autora em: www.juliebuxbaum.com

@Way2themes

Follow Me