[TopSeller]Novidades a caminho...da TopSeller

Quase Adulta, de Jami Attenberg
N. Páginas: 240
PVP: 15,98€
Saída a 22 de janeiro

Quando lhe perguntam quem é, Andrea Bern tem a resposta na ponta da língua: ela é designer, nova-iorquina, amiga, filha e irmã.
Mas, nas entrelinhas, percebe-se a sua verdadeira natureza: ela é quase quarentona, quase artista, quase à deriva, quase adulta. À sua volta, as pessoas arquitetam a vida tal qual os padrões que as revistas e as séries de TV populares comandam.
Mas há muito que Andrea deixou de perseguir esse sonho e de ter expetativas irreais sobre a sua vida. Contudo, quando a sua sobrinha nasce com uma doença incurável, Andrea e a família têm que rever prioridades.
Pela primeira vez, ela é forçada a fazer algo impensável: a preocupar-se com os outros.
Jami Attenberg é norte-americana e colabora com a New York Times Magazine, o Wall Street Journal e o Guardian, entre outros.
Foi finalista dos prémios Los Angeles Times Book Prize for Fiction e St. Francis College Literary Prize.
Quase Adulta foi selecionado para várias listas de melhor livro do mês, incluindo as revistas Elle e Vogue UK, o jornal Chicago Tribune, o site Book Riot e a Amazon.

[Marcador]Novidades a caminho...da Marcador

Os Passageiros do Tempo, de Alexandra Bracken
N. Páginas: 391
PVP: 18,95€
Data de Lançamento: 17/01/2018

Os Passageiros do Tempo acompanha Etta, uma miúda nova-iorquina do século XXI que perde tudo o que conhece e ama, e Nicholas, um marinheiro negro do século XVIII que se acabou de livrar da poderosa família Ironwood. Embarcam numa viagem perigosa através dos séculos e de vários continentes, da Revolução Americana à Segunda Guerra Mundial, das Caraíbas a Paris, seguindo e interpretando pistas deixadas por um viajante do tempo que fez tudo para esconder dos poderosos Ironwood o objeto misterioso.

 Os Viajantes, de Alexandra Bracken
N. Páginas: 456
PVP: 18,95€
Data de Lançamento: 17/01/2018

Este é o livro sequela de Os Passageiros do Tempo.
Etta Spencer não sabia que era uma viajante até ao dia em que emergiu a quilómetros e a anos da sua casa.
Agora que lhe roubaram o objeto poderoso que era a sua única esperança de salvar a mãe, Etta encontra-se presa mais uma vez, longe do seu tempo e de Nichola, corsário do século XVIII por quem se apaixonou. Quando se vê no coração do inimigo, promete terminar o que começou e destruí-lo de uma vez por todas. Mas é surpreendida com uma revelação bombástica sobre quem é o seu pai. De repente, questionando tudo pelo que lutou, Etta tem de escolher um caminho que poderá transformar o seu futuro.

Dei o Teu Nome às Estrelas, de Rui Conceição Silva
N. Páginas: 328
PVP: 17,45€
Data de Lançamento: 17/01/2018


Em 1883, numa terra como tantas outras, perdida na imensidão das serras e longe dos olhares do mundo, vivia Joaquim, professor e narrador desta história, um homem sem alento, esperando por tempos que não vinham. Contudo, nesse ano, chegam à terra duas pessoas que irão mudar a sua vida para sempre: José Malhoa e Manuel Henrique Pinto, semeadores de maravilhas. É com eles, e com outros caminhantes, que Joaquim encontrará o lado bonito da sua terra, qual paraíso escondido entre montanhas. Um dia, ele escuta a voz de Olinda, a mulher que lhe seduz os silêncios e os sonhos, e fica preso a esse amor, o único que guardará eternamente.

[Planeta]Novidades a caminho...da Planeta

O Homem De Giz, de C. J. Tudor
N. Páginas: 320
PVP: 18,85€
Data de Lançamento: 16 de Janeiro

A história começa quando aos doze anos Eddie e os amigos tiveram contacto com o misterioso Homem de Giz. Uma personagem central na trama e Eddie será assombrado por ela.
As estranhas figuras de giz conduzem Eddie e os amigos a um cadáver de uma rapariga pouco mais velha que eles e esta descoberta irá marcá-los para sempre.
Tudo aconteceu há trinta anos, e Eddie convenceu-se de que o passado tinha ficado para trás. Até ao dia em que recebeu uma carta que continha apenas duas coisas: um pedaço de giz e o desenho de uma figura em traços rígidos.
À medida que a história se vai repetindo, Eddie vai percebendo que o jogo nunca terminou.

Catarina De Aragão -  A Princesa Determinada, de Philippa Gregory
N. Páginas: 432
PVP: 19,95 €
Data de Lançamento: 16 de Janeiro

Catarina de Aragão nasce Catarina, infanta da Espanha, filha mais nova dos Reis Católicos. Aos três anos foi prometida ao príncipe Artur, filho e herdeiro de Henrique VII de Inglaterra, e é educada para se tornar princesa de Gales. Sabe que o seu destino é reinar sobre aquela terra distante, húmida e fria.
Lentamente, adapta-se à corte Tudor, e a vida como mulher de Artur torna-se s suportável. De forma inesperada, neste casamento combinado nasce um amor terno e apaixonado.
Mas, quando Artur morre, Catarina tem de construir o seu futuro: como pode ser rainha da Inglaterra e fundar uma dinastia? Só casando com o irmão mais novo de Artur, o alegre, mas mimado Henrique. O pai e a avó de Henrique são contra e os poderosos pais de Catarina revelam-se de pouca utilidade. No entanto, Catarina possui um espírito lutador é indomável e fará tudo para alcançar o seu objectivo; mesmo que tal implique contar a maior das mentiras e mantê-la.

[PenguinRandomHouse]Novidades a caminho com... Penguin Random House

Reino De Feras, de Gin Phillips
Editora: Suma de Letras
N. Páginas: 270
PVP: 17,45€

Lincoln é um bom menino. Aos quatro anos é curioso, inteligente e bem comportado. Lincoln faz o que sua mãe diz e sabe quais são as regras.
"As regras são diferentes hoje. As regras são que nos escondamos e que não deixemos que o homem com a arma nos encontre."
Quando um dia comum no jardim zoológico se transforma num pesadelo, Joan encontra-se presa com o seu querido filho. Deve reunir todas as suas forças, encontrar coragem oculta e proteger Lincoln a todo custo - mesmo que isso signifique cruzar a linha entre o certo e o errado; entre a humanidade e o instinto animal.
É uma linha que nenhum de nós normalmente sonharia cruzar.
Mas, às vezes, as regras são diferentes.
Um passeio de emoção magistral e uma exploração da maternidade em si - desde os ternos momentos de graça até ao poder selvagem. Reino de Feras questiona onde se encontra o limite entre o instinto animal para sobreviver e o dever humano para proteger os outros. Até onde vai uma mãe para proteger o seu filho?

Amor em 59 poemas, de Vários autores
Editora: Suma de Letras
N. Páginas: 141
PVP: 14,00€
Data de Lançamento: 16 de janeiro

Neste livro figuram 59 poemas, para celebrar o Amor.
Descubra o único sentimento que faz girar o mundo através das palavras de poetas de diferentes tempos e lugares.

[Quetzal]Novidades a caminho...da Quetzal

Odeio a Internet, de Jarett Kobek
Género: Literatura / Romance
N.º de páginas: 368
PVP: € 17,70
Data de lançamento: 19 de janeiro de 2018

Neste romance hilariante, a Internet é um mundo obsceno e deprimente: as personagens vivem dependentes de uma fotografia no Instagram e de um post no Facebook, bem como dos seus próprios ódios, indignações, pregações morais e armadilhas estendidas com perfídia e crueldade. Como foi possível aceitarmos um mundo em que aplaudimos e endeusamos os líderes das grandes empresas que enriquecem à custa dos fracos e dos ingénuos, ao mesmo tempo que abdicamos da nossa liberdade, dos nossos direitos e da nossa intimidade? Como pudemos permitir que esse gigantesco universo de «redes sociais», comentários instantâneos, gritaria, ameaças, vaidade fotográfica, ódio às mulheres, notícias falsas ou tweets idiotas que inundam a Internet se transformassem nas armas dos novos escravos – seres infelizes cuja maior alegria é causar infelicidade aos seus semelhantes? «Odeio a Internet» é um romance cínico, cómico, paranoico, justiceiro, feminista, inteligente e cruel. Impossível parar de ler.
Jarett Kobek é um escritor norte-americano de ascendência turca. Vive na Califórnia. É um humanoide canibal habitante do submundo (C.H.U.D.) da literatura internacional.
O seu primeiro romance, Odeio a Internet, foi publicado ou tem publicação prevista em sete idiomas.

[Bertrand Editora]Novidades a caminho...da Bertrand Editora

Código de Conduta, de Brad Thor
Género: Literatura / Thriller
N.º de páginas: 408
PVP: € 17,70
Data de lançamento: 12 de janeiro de 2018  

No seio de uma das organizações mais poderosas do mundo, existe um núcleo secreto com uma agenda arrasadora. Os seus membros recebem proteção e privilégios incríveis; são considerados uma elite, são intocáveis. Mas uma gravação de quatro segundos transmitida para Washington, DC, desencadeia uma ação clandestina que lança Scot Harvath, o excecional agente do contraterrorismo, na missão mais perigosa da sua carreira.
Aquilo que começa por ser um favor vai transformar-se num drama que se estende a todo o planeta, em que grandes paradas do foro privado se jogam num contexto de intriga internacional e duplicidade política.
Uma intriga cortante, personagens complexas e surpresas a cada página, consolidando Brad Thor como um dos grandes mestres da intriga internacional.

Escola da Noite, de Lee Child
Género: Literatura / Thriller
Tradução: Vasco Teles de Menezes
N.º de páginas: 400
PVP: € 18,80
Data de lançamento: 19 de janeiro de 2018

Estamos em 1996 e Reacher ainda está no exército. De manhã dão-lhe uma medalha e à tarde mandam-no de volta para a escola. Nessa noite está estafado.
Há mais dois homens na turma – um agente do FBI e um analista da CIA. São ambos agentes de primeira e ambos se perguntam o que estão ali a fazer.
E depois descobrem: uma célula jiadista em Hamburgo recebeu a visita de um mensageiro saudita. Um agente da CIA infiltrado ouve dizer: «O americano quer cem milhões de dólares.»
Para quê? E de quem? Reacher e os amigos terão de o descobrir. Se falharem, o mundo será palco de um atentado terrorista de enormes dimensões.
Da América a Hamburgo, de Jalalabad a Kiev, a narrativa dispara como uma bala por territórios ambíguos, identidades falsas e novos e terríveis inimigos.

Doida Não e Não!, de Manuela Gonzaga
Género: Biografia
N.º de páginas: 408
PVP: € 17,70

A mulher que enfrentou Egas Moniz, Júlio de Matos e os sábios da época.

Filha e herdeira do fundador do Diário de Notícias, mulher do administrador do mesmo jornal, o escritor Alfredo da Cunha, Maria Adelaide Coelho da Cunha veio a ser presa num manicómio, o hospital Conde de Ferreira, no Porto, por um «crime de amor». Os factos relevantes têm início em Novembro de 1918: era uma vez uma senhora muito rica que fugiu de casa, trocando o marido, escritor e poeta, por um amante. Tinha quarenta e oito anos, pertencia à melhor sociedade portuguesa. O homem por quem esta senhora se apaixonou tinha praticamente metade da sua idade e fora seu motorista particular. A história chocou a sociedade da época e foi conhecida além-fronteiras.

[Bertrand Editora]Um ano de leituras irresistíveis

A Bertrand Editora começa 2018 com várias novidades irresistíveis. Na área da Ficção, destaca-se o novo livro de João Barrento: «Goethe: O Eterno Amador». Trata-se de uma biografia pessoal e literária, através da qual é dada a conhecer o Goethe íntimo e se analisam as suas principais obras no contexto da sua personalidade e percurso de vida. Também em janeiro são publicados: «Código de Conduta», o novo livro de Brad Thor, que acompanha a operação mais perigosa da história dos EUA, que está nas mãos de Scot Harvath; «Não é Bem Namorar», de Catherine Bybee, bestseller do New York Times, da Amazon e do Washington Post; e «Escola da Noite», de Lee Child, mais um thriller protagonizado pelo cativante Jack Reacher, interpretado por Tom Cruise em duas adaptações de livros do autor para o cinema. Em fevereiro, chega a Portugal o sucesso internacional de Chloé Esposito, «Louca», um dos livros mais esperados e disputados do ano. Repleto de loucura e humor, cada
capítulo incorpora um dos 7 pecados capitais, prometendo uma leitura compulsiva. Ainda em fevereiro é publicado «Semente de Bruxa», de Margaret Atwood, inserido na coleção das obras de Shakespeare adaptadas ao século XXI e que conta com outros escritores de renome, tais como Tracy Chevalier, Anne Tyler ou Howard Jacobson, entre outros; e «Solteiros Incorrigíveis», de Danielle Steel, que conta a história de três amigos descomprometidos prestes a descobrir que o amor é a aventura mais imprevisível de todas. Também no primeiro semestre de 2018, os leitores vão poder ler «Uma Verdade Simples», de Jodi Picoult; «Isto Sim, Foi um Homem», de Jeffrey Archer, e «Guerra», de Janne Teller. Os aficionados de Stephen King vão poder contar com duas novidades: «Perdido e Achado» e «It», que foi recentemente adaptado ao cinema. Mary Higgins Clark, Andri Snaer Magnson, Jude Deveraux e Rachel Heng são outros dos autores publicados até ao final do ano.


Na área da Não-Ficção, Rutger Bregman lança «Utopia para Realistas», uma obra extremamente bem recebida pela crítica internacional e que faz um convite à reflexão, na qual o autor coloca na ordem do dia tópicos quentes – do rendimento básico incondicional a uma semana de trabalho de 15 horas, de um mundo sem fronteiras a um mundo sem pobreza, à livre circulação de pessoas – baseando-se em factos e conceitos esclarecedores e fundamentados. O autor vai estar em Lisboa entre os dias 15 e 16 de janeiro para a promoção do seu livro. «A Natureza Cura», de Florence Williams, chega às livrarias portuguesas em fevereiro. Este livro apresenta resultados e conclusões científicas de forma acessível e dinâmica, permitindo ao leitor acompanhar o trajeto da autora pelos quatro cantos do mundo e compreender como a natureza tem um impacto positivo nos nossos níveis de stresse, bem-estar e na nossa saúde. Ainda neste mês, «Saudáveis e à Portuguesa», um livro de receitas para famílias, de vários autores, chega às livrarias para propor as melhores e mais tradicionais receitas portuguesas, tudo dentro de padrões nutricionais equilibrados. «O Fim da Desigualdade», do prémio Nobel da Economia Joseph Stiglitz, chega em março a Portugal.

[Editorial Presença]Opinião "O Fabricante de Bonecas de Cracóvia", de R.M. Romero

O Fabricante de Bonecas de Cracóvia, de R.M. Romero
PVP: 15,90 €   
Nº de Páginas: 288

Há guerra. Há dor. Mas há magia e há esperança.
Cracóvia, Polónia, 1939. Por magia, uma boneca chamada Karolina adquire vida numa loja de brinquedos e torna-se amiga do amável e discreto fabricante de bonecas, que é também o proprietário da loja.
Quando a ocupação nazi se abate sobre a cidade, Karolina e o Fabricante de Bonecas têm de recorrer à magia para salvar, custe o que custar, os seus amigos judeus dos perigos iminentes que pairam sobre eles.
Reunindo uma atmosfera de magia, história, tradições e cultura local, O Fabricante de Bonecas de Cracóvia fala-nos sobre como encontrar esperança e amizade nos lugares mais tenebrosos. Na linha de A Rapariga que Roubava Livros e O Rapaz do Pijama às Riscas, esta impressionante narrativa demonstra maravilhosamente o poder do amor e do instinto de sobrevivência.
Acabou a época festiva e por isso é tempo de publicar novidades e opiniões e por isso começo com a minha mais recente leitura.
Ler o “O Fabricante de Bonecas da Cracóvia” fez-me fazer uma viagem até à minha infância, da mesma maneira que também me fez recordar um pouco da razão de gostar tanto de ler. Começar um livro com um “Era uma vez…” num mundo mágico onde bonecos têm vida, que voltam ao mundo humano e falam com o seu construtor faz-me recordar o Pinóquio e também a Polegarzinha, filmes imortalizados pela Disney e que tanto me fizeram sonhar durante a infância. É verdade que este livro não pertence ao grupo de leitura onde me tenho envolvido recentemente, mas a mudança foi tão doce que fiquei rendida a toda a trama.
Desde o inicio ao fim, ao virar de cada página, sente-se a vontade de continuar a ler um pouco mais e a conhecer mais um pouco da história que se desenrola numa época de confrontos, de fatalidades que deixaram marcas na historia não apenas de um país, mas do mundo. A forma como o autor vai contando a sua historia vai dando a conhecer também um pouco da realidade vivida não apenas por judeus, mas também por aqueles que lhes eram próximos. É triste constatar o quanto essas pessoas sofreram e perceber que, apesar da 2ª Guerra Mundial ter terminado à tanto tempo, os grandes lideres mundiais continuam a cometer erros, muitos vezes devido à sua próprio arrogância.  
As personagens encontram-se bastante bem construídas e ao longo de toda a trama dei por mim a esquecer que Karolina era simplesmente uma boneca. Gostei bastante do tom que a autora utilizou na forma como utilizou a personificação desta, dando-lhe uma alma e uma humanidade que muitas vezes conseguimos realmente ver numa pessoa. Estarei a exagerar? Talvez, mas foi o que senti no momento em que li o livro e espero que também vocês sintam a mesma magia.
Em relação ao livro, gostaria de dar os parabéns à Editorial Presença, não apenas pela sua publicação, mas também pelo cuidado na impressão deste livro. Vou deixar-vos aqui algumas fotos para que possam perceber o que quero dizer. Obrigada Editorial Presença. 





[Quinta Essência]Novidades a caminho...da Quinta Essência

Com a chegada do novo ano começaram também a chegar também as novidades…Desta vez tenho para vos mostrar as novidades da Quinta Essência. Das duas que tenho para vos mostrar, tenho bastante curiosidade com o livro da autora Aleatha Romig. Espero sinceramente que a editora continue a publicar os livros dela, principalmente a serie “Consequences”

Traição, de Aleatha Romig
N. Páginas: 280 pages

Prometeram viver uma semana de paixão. Apenas isso...
Alexandria Collins tem uma semana para viver os seus sonhos. Nascida numa família tradicional, está habituada ao privilégio mas também às amarras que a alta-sociedade impõe aos seus. É por isso que uma semana de férias com a sua melhor amiga é a oportunidade perfeita para ignorar as convenções. Uma tarefa que não é fácil para uma pessoa tão recatada como ela. Então... por que não imaginar que é outra pessoa?
Durante essa semana, Alexandria decide transformar-se na aventureira e destemida Alex. Mas ao conhecer o misterioso e sedutor Lennox, acontece o impensável. Quando ele lhe pergunta o nome, ela não diz ser Alexandria ou mesmo Alex. Na presença de Lennox, ela dá por si a ser mais do que aventureira, mais do que destemida: ela é insaciável. E quando lhe diz chamar-se Charli... aquela que seria uma escapadela entre amigas passa a ser uma semana de tórridos prazeres.
Lennox Demetri não é homem de hesitações. Deseja Charli assim que a vê. Juntos, fazem um pacto: nada de nomes, nada de compromissos. Uma semana apenas, e nada mais. Charli vai dar-lhe a conhecer cada centímetro do seu corpo... mas o resto guardará para si.
Só que as decisões tomadas a coberto da noite ficam sempre expostas com o raiar do dia... e é ao regressar ao lar da família que Alexandria perceberá o verdadeiro significado da palavra traição.


Os Sedutores, de Elizabeth Adler
N. Páginas: 280           
PVP: 15,90€

Num dos locais mais paradisíacos da Terra, nada é o que parece...
A morte repentina de Jolly, tia de Mirabella Matthews, surge como uma grande tragédia para a escritora. Mas traz também um novo começo, pois Mirabella passa a ser a proprietária de uma luxuosa mansão no Sul de França. Mas a herdeira rapidamente vai perceber que a fortuna traz consigo inesperados mistérios... e incontáveis perigos.
A caminho da Villa Romantica acontece um estranho incidente que por pouco não lhe tira a vida. E será o primeiro de vários… Aparentemente, Jolly era uma mulher mais complicada do que Mirabella pensava. Os homens do seu passado regressam agora com planos pouco ou nada claros. Num lugar onde tudo é belo, onde paira no ar o aroma a lavanda, pairam também segredos e perigo. Em quem pode Mirabella confiar? Quem é o homem que usa a máscara de um sedutor para ocultar a face de um assassino?
Com o detalhe e a mestria de que só Elizabeth Adler é capaz, o seu mais recente thriller vai prender o leitor da primeira à última página...

[Porto Editora]Novidades a caminho...da Porto Editora

Depois de Cavalo de Fogo - Paris/Congo/Gaza, a Porto Editora lança a 11 de janeiro a história que antecede esta trilogia de Florencia Bonelli. O que dizem os teus olhos conta a conturbada história de amor de Francesca e Kamal, capaz de atravessar fronteiras, sobreviver a conflitos políticos e romper com as convenções sociais. Quem leu Cavalo de Fogo recordar-se-á destas personagens por serem os pais de Eliah, o carismático protagonista da trilogia que encantou os leitores portugueses e que fez de Florencia Bonelli uma das escritoras argentinas mais populares da atualidade.

O que dizem os teus olhos, de Florencia Bonelli
Tradutor: Luísa Feijó
Págs.: 376
PVP: 17,70 €

Argentina, 1961. Francesca de Gecco é uma jovem de 21 anos, filha de imigrantes italianos. Embora a sua família seja humilde, com a ajuda de um parente rico Francesca recebe uma educação primorosa e inicia uma brilhante carreira de jornalista. No entanto, vítima de uma terrível deceção amorosa, que somente o tempo e a distância podem curar, a jovem jornalista aceita um cargo de secretária na embaixada argentina em Genebra, cidade que será apenas a primeira etapa de uma jornada especial.
A vida é generosa para com o coração de Francesca e oferece-lhe uma nova oportunidade para o amor: do outro lado do mundo, os palácios mais deslumbrantes do deserto árabe, conhecerá Kamal Al-Saud, um príncipe herdeiro da coroa saudita. Porém, no meio de tantos obstáculos, conseguirá Francesca ultrapassar as diferenças entre ela e Kamal e abraçar a felicidade?
Florencia Bonelli nasceu em 1971, na cidade argentina de Córdoba.
Com formação universitária na área das Ciências Económicas, renunciou à sua atividade profissional para se dedicar à escrita, sua paixão de sempre, e em poucos anos tornou-se uma das mais populares escritoras argentinas da atualidade.
Página oficial da autora: www.florenciabonelli.com

Outros títulos da autora: