07/02/2018

[Editorial Presença]Passatempo "Já Te Disse Que Te Amo?"

quarta-feira, fevereiro 07, 2018 4
Olá 😃
O dia dos namorados está a aproximar-se e por isso O Mundo Encantado dos Livros não queria deixar os seus queridos leitores sem uma prendinha romântico e por isso, em parceria com a Editorial Presença, tem para sortear nada mais, nada menos que um exemplar do livro “Já Te Disse Que Te Amo?”, de Estelle Maskame. Gostam da ideia? Esperamos muito que sim.
É tão fácil participar, apenas têm de responder às perguntas que vos faço, juntamente com os vossos dados até dia 18 de Fevereiro e então algum sortudo ou sortuda irá receber em sua casa o livro que foi mencionado anteriormente.
Agora vamos às regras?

1 - Podem então participar até dia 18 de Fevereiro, às 23:59h.

2 – Ser seguidor público do blogue e seguidor da página de Facebook do blogue e da Editorial Presença.

Página Facebook do blogue: https://www.facebook.com/omundoencantadodoslivros/
Página Facebook da Editorial Presença: https://www.facebook.com/presenca/

3 – Residir em Portugal continental e Ilhas.

4 – Apenas efetuar uma participação por Nome e Morada.

5 – Todos os campos são de preenchimento obrigatório, com exceção do campo para link de divulgação de passatempo.

6 – O sorteio será realizado de forma aleatória no já vosso conhecido Random.org

7 - Se partilharem o passatempo no facebook ou twitter de forma pública terão entrada dupla.

Então, muito boa sorte para todos.


Já Te Disse Que Te Amo?, de Estelle Maskame
Título Original: Did I Mention I Love You? (The Dimily trilogy book 1)
Tradução: Maria Eduarda Colares
PVP : 17,90 €
Páginas: 344
Para mais informações sobre o livro, clique aqui.
O amor é inesperado!
Eden, de dezasseis anos, vai passar o verão na Califórnia com a nova família do seu pai, numa tentativa de esquecer o drama que deixou em casa. Mas quando conhece Ella, a madrasta, e os seus três filhos, Eden mal sabe o que a espera.
O filho mais velho de Ella, Tyler Bruce, é um autêntico bad boy: sedutor, egocêntrico, violento... Eden não o suporta. Mas com o passar do tempo, Eden descobre nele uma grande fragilidade, consequência de um passado difícil. Ao tentar perceber a verdade sobre Tyler, Eden dará por si a apaixonar-se pela única pessoa por quem isso não devia acontecer...
Estelle Maskame nasceu em 1997 e vive numa pequena cidade no Norte da Escócia. Começou a escrever este livro quando tinha apenas treze anos e publicou-o no Wattpad, uma plataforma de escrita online, onde rapidamente reuniu um grande grupo de leitores dedicados. Aos dezasseis anos, concluiu esta história que entretanto já teve mais de 4 milhões de leituras online. Estelle tem, neste momento, cerca de 170 000 seguidores no Twitter (incluindo o cantor Justin Bieber...). A autora venceu o Young Scot of the Year Award 2016 na categoria de Artes e foi nomeada para os prémios Young Adult Romantic Novel e Romantic Novel of the Year pela Romantic Novelists‘ Association.

Passatempo:



02/02/2018

[SDE]Opinião "O Duque Mais Perigoso de Londres", de Madeline Hunter

sexta-feira, fevereiro 02, 2018 0
O Duque Mais Perigoso de Londres,de Madeline Hunter
N. Páginas: 288

Três duques pecaminosamente atraentes, três corações prestes a encontrar os seus parceiros.
Toda a sociedade londrina está em suspenso com o regresso de França do escandaloso duque de Stratton. A sua reputação precede-o e sussurra-se que procura vingança pela morte do seu pai. Quando conhece Clara Cheswick, a bela e rebelde filha do homem que suspeita ser seu inimigo, o desejo complica o objetivo do duque.
Clara pode ser a mulher que deslumbra Stratton, mas ela está mais interessada em publicar o seu jornal feminino do que em ser seduzida — especialmente por um homem que dizem estar sedento de vingança. No entanto, com o seu faro para uma boa história, Clara questiona-se se ele será sincero no seu desejo de justiça. Deixar-se arrebatar pelo duque tem provavelmente desafios que não antecipa, mas quem diria que seria tão divertido ser cortejada pelo perigo? 

Madeline Hunter é uma autora que tento seguir e que, apesar dos imensos livros já publicados, consegue manter sempre uma posição privilegiada no meu TOP10.
Para mim, os seus livros têm sempre uma escrita aliciante e as histórias são sempre construídas com uma imaginação incrível, que nos deixam ser com vontade de continuar a ler. Mesmo depois de terminado um livro e parece que as suas personagens ganham vida à medida que a trama se vai desenrolando.
Esta é a mais recente trilogia publicada pela autora, tanto em Portugal como no estrangeiro e por isso é provável que o segundo livro demore um pouco a chegar às nossas mãos. Mesmo assim a leitura deste livro não deve ser deixada para trás, pois trata-se de uma historia com todos aqueles ingredientes que tanto gostamos neste género literário. É incrível como, depois de ler tantos livros dentro da mesma linha ainda não me sinto cansada e continuo a devorar cada um deles como se do primeiro se tratasse. É uma época incrível que, apesar de ser uma altura da historia em que as mulheres eram bastante penalizadas, os seus usos e costumes deixam-me sempre fascinada e com aquela sensação de que devo ter nascido na época errada.
Quanto aos personagens, devo dizer que Clara e o duque de Stratton são mesmo feitos um para o outro, sendo que a forma como se relacionam mostra que apesar de se encontrarem em desacordo, vão-se completando e transformando os seus sentimentos em algo mais. É claro que logo no inicio do livro vamos adivinhando os contornos que a historia irá levar, mas existe pelo menos um pormenor que nem me passou pela cabeça e no momento em que aconteceu pensei algo como “Mas como não me lembrei disto antes?”. De todos os outros, gostei bastantes do amigos de Stratton, os membros da Sociedade dos Duques Decadentes mostram-se sempre animados e parece-me que pelo menos algo está a acontecer na vida de um deles que poderá ser a historia de um dos livros seguintes…infelizmente tenho mesmo de esperar para ver se tenho mesmo razão.
Quanto à avó de Clara…que mulherzinha odiosa! Nem sei ao certo o que dizer dela, mas penso que por estas palavras podem já perceber o que achei dela.
Esta foi então a primeira vez que a Saída de Emergência publicou este género literário e esta autora em particular e, apesar de não ser este o tipo de livros que nos habituou espero sinceramente que continue a publicar, sendo que existem imensas autoras dentro do mesmo género que ainda não vimos os seus livros a serem publicados no nosso país. Muitos parabéns à editora por se “atrever” a sair da sua zona de conforto. ^^

@Way2themes

Follow Me