[Porto Editora]Novidade "Contos Naturais",de Carlos Fuentes


Título: Contos Naturais
Autor: Carlos Fuentes
Tradutor: Helena Pitta
Págs: 120
PVP: 13,30 €

A arte do conto de Carlos Fuentes
Contos Naturais chega às livrarias no dia 6 de setembro
Carlos Fuentes, falecido recentemente, aos 83 anos, foi um dos mais importantes escritores da América Latina e só lhe faltaria o Prémio Nobel para comprovar o seu mérito. A Porto Editora, depois de publicar o romance Adão no Éden, apresenta, a 6 de setembro, Contos Naturais, uma vez que também na arte do conto o escritor se revelou um dos grandes mestres contemporâneos.
A identidade e os cenários mexicanos estão presentes com uma força particular em Contos Naturais, livro cujas histórias tratam de temas tão diversos como o amor, a morte, a religião e a hipocrisia, os direitos humanos e o capitalismo.
Vencedor de vários prémios, entre os quais se destaca o Prémio Cervantes e o Prémio Príncipe das Astúrias, Carlos Fuentes foi também um habitual candidato ao Prémio Nobel e, juntamente com Mario Vargas Llosa e Gabriel García Márquez, completava o «triângulo de ouro» da literatura latino-americana. Segundo o Nobel português, José Saramago, Fuentes foi «um escritor de altíssima categoria artística e de uma incomum riqueza conceptual».


O LIVRO
Desde a publicação da sua primeira obra, um livro de contos intitulado Los Días Enmascarados (1954), ficou bastante claro que estávamos perante um dos mestres contemporâneos da arte do conto. As obras que se seguiram, Cantar de Ciegos, A Fronteira de Vidro e Todas las Familias Felices, só vieram confirmar essa ideia. Contos Naturais recicla vários contos originalmente publicados nas obras acima mencionadas, à exceção do último, que saiu em Cuerpos y Ofrendas.


O AUTOR
Carlos Fuentes (1928 - 2012) é autor de uma vasta obra, que inclui romances, contos, teatro e ensaio, e um dos principais expoentes da narrativa latino-americana. Ao longo da sua carreira recebeu numerosos prémios, entre eles o Prémio Cervantes (em 1987) e o Prémio Príncipe das Astúrias (em 1994). Em 2003 foi condecorado com a Legião de Honra pelo governo francês e em 2008 recebeu a Grã-Cruz da Ordem de Isabel, a Católica. A Porto Editora, que, de Carlos Fuentes, já publicou Adão no Éden, publicará em breve Contos Sobrenaturais, segunda parte deste díptico de narrativas breves.


IMPRENSA
O seu trabalho é de grande importância para percebermos o porquê de estarmos no mundo.
Nadine Gordimer

Carlos Fuentes nunca deixou de se preocupar com a identidade mexicana e a forma de a expressar.
Diário de Notícias

Fuentes encarnou a ideia de levar o México para o mundo e trazer o mundo para o México.
Federico Reyes Heroles

Um dos escritores que mais influenciou a mudança de paradigma sofrida pela literatura hispano-americana nos últimos tempos.
Thesaurus Editora

Um homem excecional, instalado há muito no panteão das Américas, a figura paradigmática do escritor universal.
Nélida Piñon

Carlos Fuentes tem a mestria narrativa de escritores como Balzac.
ABC

0 comentários:

Enviar um comentário