[SDE]Opinião "O Inferno de Gabriel",de Sylvain Reynard

Sylvain Reynard



















Sinopse: Venha mergulhar num mundo de obsessões, segredos e prazeres sem limites.
O enigmático e sedutor professor Gabriel Emerson é um reputado especialista na obra de Dante. Mas à noite dedica-se a uma vida de prazer sem limites, não hesitando em usar a sua beleza de cortar a respiração para manipular as mulheres a satisfazerem cada capricho seu. Talvez por isso se sinta torturado pelo passado e consumido pela crença de que está para lá de qualquer salvação. Quando a jovem Julia Mitchell se inscreve como sua aluna de pós graduação, Gabriel não consegue ficar indiferente. Ela é linda, deliciosamente inocente, um diamante em bruto para ele polir. Sempre que Julia se apercebe do olhar de predador dele, espera sentir receio, mas o que verdadeiramente sente é uma estranha luxúria que a assusta. Desejando desesperadamente possuí-la, Gabriel põe em perigo não só a sua carreira, como ameaça desenterrar segredos de um passado que preferia manter oculto. Uma história inebriante sobre amor proibido, luxúria e redenção, O Inferno de Gabriel retrata a jornada de um homem que procura escapar do seu próprio inferno pessoal enquanto tenta conquistar o impossível: perdão e amor.
Um livro obsessivo e viciante como As Cinquenta Sombras de Grey.


Opinião: Já passaram algumas horas desde que terminei a leitura deste livro, mas ainda estou com aquela conhecida sensação de “ressaca” que por cá costuma aparecer depois de terminar um livro tão bom como este “Inferno de Gabriel”.
Confesso que antes de o iniciar tinha o pensamento que este livro seria mais uma cópia do bestseller “As Cinquenta Sombras de Grey” devido ao que estava escrito na sinopse, mas o que encontrei foi algo muito diferente. Primeiro, Sylvain Reynard tem uma escrita muito mais bonita e envolvente que E.L. James, em segundo a própria história é envolta em temas que obrigam a conhecimentos específicos e só com uma grande pesquisa se poderiam desenvolver da forma como estão no livro e por último, ao contrário da outra obra mencionada, este não é um livro sexual. Sendo assim, fiquei bastante satisfeita por Reynard ter enveredado por um caminho mais sensual e que nos deixa a sonhar com o que poderia ter acontecido se as suas personagens não tivessem parado em determinado momento. Claro que não posso afirmar que não existem semelhanças, mas essas ficam-se apenas pelos passados marcantes que ambos os protagonistas tiveram, tudo o resto é diferente. A temática “Dante e Beatriz” tornam a história mais colorida e faz o leitor transportar-se directamente para dentro do livro e sonhar em viver um amor assim. Sendo que a apresento como uma boa historia, existem ingredientes como o amor proibido e mistério q.b., fazendo com que a nossa vontade de leitura se mantenham aguçadas. A ideia de haver amor entre um professor e uma aluna pode não ser original, mas o esforço notado ao longo do livro para que não houvesse relações sexuais entre eles enquanto houvesse esse entrave existisse torna tudo ainda mais maravilhoso. Em relação ao mistério, são muitos os fios que mantêm esse ingrediente presente na história e quando pensamos que finalmente descobri-mos a razão para um problema, aparece outro logo de seguida, fazendo com que o leitor se mantenha fiel á sua historia até ao fim.
O final do livro foi perfeito. Apesar de não apresentar nada desastroso, este aparece de forma a querermos ler o próximo volume o mais depressa possível e isso é apenas o que importa. Ao contrário de outras obras, que no final nos trazem acidentes ou acontecimentos desastrosos para um dos protagonistas, este apenas presenteia o leitor com o tão esperado clímax e por isso fica a vontade de saber como tudo se vai passar a partir daquele momento.
Como conclusão quero apenas dizer que estou ansiosa para que chegue o próximo livro e que, apesar das diferenças que mencionei entre Sylvain Reynard e E.L. James, gostei muito de ler a trilogia d’As Cinquenta Sombras, o que apenas quis dizer é que este livro apresentou-se muito superior em comparação com o outro.
Uma trilogia a não perder.

15 comentários:

  1. Quero muito ler este livro!... Adorei a opinião e fiquei ainda com mais vontade de o ler :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana!
      Fico muito contente que tenhas gostado da opiniao. Tenho a certeza que vais adorar tb o livro :)

      Eliminar
  2. Tal como disse fiquei tb com a sensacao de ressaca e aguardo pelo livro seguinte com alguma urgencia.entretanto e no seguimento do livro vou me dedicar a leitura da divina comedia q ficou parada deste os tempos da faculdade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Revejo-me neste comentario. Depois de ler este livro tambem fiquei curiosa acerca da Divina Comédia, um dia destes parto á descoberta dessa obra :D

      Eliminar
  3. Ana sabe se ja existe alguma data prevista para a saida do segundo livro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim! Segundo o que foi anunciado pela SDE, o proximo livro sai em Abril. Pode verificar na tabela publicada pela editora http://www.saidadeemergencia.com/editorial/destaques-o-202294/proximos-lancamentos/ os proximos lançamentos.

      Eliminar
  4. Obrigada Ana,ja agora eu tambem comecei a ler a Triologia Crossfire mas ate ao momento so saiu o primeiro volume e ja andei a ver se havia novidades sobre o segundo e nada,por acaso consegue saber mais alguma coisa
    obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse tambem gostaria de saber, mas ainda não ouvir nada acerca da data

      Eliminar
    2. Enganei-me da trilogia Crossfire não sei.

      Eliminar
  5. Eu tb gostava de saber...ja quase que me atrevi a ler em brasileiro para conseguir matar a minha curiosidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tb ainda não saiu no Brasil o 2º. Só sai em julho. O que há é uma tradução feita por algumas fãs brasileiras, que puseram o original no tradutor mecânico e depois fizeram uns ajustes no texto. As traduções são muito más, com palavras que às vezes nem existem e erros de semântica, entre outros. Eu não aconselho pois acho que essas traduções estragam e muito a leitura.

      Eliminar
    2. Infelizmente as pessoas colocam os textos no tradutor automático e depois fazem poucas ou nenhumas alterações, depois o que aparece é algo sem qualidade. Temos então de esperar um pouco mais ou ler em inglês :D

      Eliminar
  6. Gostei bastante da opinião e fiquei curiosa com o livro, e felizmente que não é parecido com o Grey, até pq estou a ler neste momento "Porque és minha", e não podia ser mais parecido com ele. Realmente enganei-me mesmo na opcção de compra :S (já que estava indecisa entre um e outro)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não desista Marta e assim que puder agarre neste livro tambem. É delicioso! :D

      Eliminar