[Asa]Opinião "O Segredo de Sophia",de Susanna Kearsley


Susanna Kearsley




















Sinopse: Carrie McClelland é uma escritora de sucesso a braços com o pior inimigo de qualquer artista: um bloqueio criativo. Em busca de inspiração, ela decide mudar de cenário e visitar a Escócia, onde se apaixona pelas belas paisagens e pelo Castelo de Slain, um lugar em ruínas que lhe transmite uma inexplicável sensação de pertença e bem-estar. Tudo parece atraí-la para aquele lugar, até mesmo o seu coração, que vacila sempre que encontra Graham Keith, um homem que acaba de conhecer mas lhe é, também, estranhamente familiar. Com o castelo como cenário e uma das suas antepassadas - Sophia - como heroína, Carrie começa o seu novo romance. E rapidamente dá por si a escrever com uma rapidez invulgar e com um imaginário tão intrigante que a leva a perguntar-se se estará a lidar apenas com a sua imaginação. Será a "sua" Sophia tão ficcional como ela pensa? À medida que a sua escrita ganha vida própria, as memórias de Sophia transportam Carrie para as intrigas do século XVIII e para uma incrível história de amor perdida no tempo. Depois de três séculos de esquecimento, o "segredo de Sophia" tem de ser revelado.


Opinião: Mesmo antes de iniciar a leitura deste livro vários foram os avisos que tive para a enorme carga emocional que ele continha, mesmo assim acabei por ser surpreendida de uma forma que não julguei ser possível. Este é sem dúvida uma das histórias mais bonitas e mais bem contadas que já li e que tenham a acção passada na Escócia. Talvez mesmo por tudo se passar nesse maravilhoso país tudo se transforme e mostre em cada detalhe um pouco de magia e mistério. A forma como são feitos os avanços e recuos no tempo, tal como a mistura dos mesmos mostra a mestria e o profissionalismo exímio com que a autora tratou toda a sua obra, não achei que em 512 páginas existisse qualquer erro, tudo me pareceu detalhado, bem descrito e mostrou também uma enorme pesquisa por parte da autora para que o livro se torna-se plausível e até mesmo coerente na medida em que a patologia das recordações transmitidas através do ADN parecessem reais. Com este livro e as suas fortes personagens fui percorrendo cada página, dando algumas gargalhadas no inicio, acabando por deitar algumas lagrimas próximo do final, chegando mesmo a ficar desgostosa pelo fim provável que toda aquela historia parecia que ia levar. Apesar de verificar que ainda faltavam algumas paginas para terminar, nunca pensei que a historia sofresse toda aquela reviravolta e que afinal nem tudo era o que parecia ao inicio. Claro que no meio de alguns acontecimentos reais, este é um livro ficcional em que o autor tem a ultima palavra respeitante ao final, mas a verdade é que me parecia que toda aquela luta, todo aquele sofrimento teria sido em vao e que este seria mais um daqueles livros que terminam com as personagens principais sozinhas e mergulhadas na sua própria tristeza, felizmente isso não aconteceu e sem querer entrar com spoilers apenas posso dizer que o que acontece de seguida me deixou bastante surpreendida. Adorei a historia de Sophia e de John Murray, personagens fortes que pareciam ganhar vida própria e que me transportaram para todo aquele clima de tensão e romance, gostei também da Carrie e dos irmãos Graham e Stuart, que por momentos pensei que iam lutar entre si para conquistar Carrie (felizmente este não é um livro igual a tantos outros e nada disso aconteceu) e gostei ainda de toda aquele explicação para entrelaçar os destinos de todas estas personagens através do tempo.
Termino então este livro com um sentimento de tristeza, pois não queria que terminasse e espero também que a Asa volte a lançar mais livros desta espantosa autora que me deslumbrou e cativou sem qualquer sombra de dúvida. Parabéns Asa por nos trazerem histórias tao bonitas que nos fazem sonhar e transportar para um mundo de sonhos e magia!

2 comentários:

  1. dos melhores livros que li recentemente :)
    também adorei e gostava de ler mais desta escritora.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tb achei fantástico, mas devo dizer que a história da Sophia e do John me cativou muito mais que a da Carrie. Achei que faltou um pouco mais de química aos protagonistas do presente. Mas tb gostei muito deles, só não me arrebataram em comparação com Sophia e John. Espero que a ASA continue a publicar esta autora. Muito boa!

    ResponderEliminar