[Quinta Essência]Opinião "Vertigem de Paixão",de Elizabeth Hoyt


Titulo: Vertigem de Paixão
Autor: Elizabeth Hoyt 




 Durante anos, Melisande Fleming amou Lorde Vale de longe... vendo-o seduzir uma sucessão de amantes e, uma vez, entrevendo a intensidade de sentimentos sob o seu exterior despreocupado. Quando ele é abandonado no dia do casamento, ela enche-se de coragem e oferece-se para ser sua mulher. Vale tem todo o gosto em desposar Melisande, nem que seja apenas para produzir um herdeiro. Porém, tem uma agradável surpresa: uma dama tímida e recatada durante o dia, ela é uma libertina durante a noite, entregando-lhe o seu corpo... mas não o seu coração. Decidido a descobrir os segredos de Melisande, Vale começa a cortejar a sua sedutora mulher - enquanto esconde os pesadelos dos seus dias de soldado nas Colónia que ainda o atormentam. No entanto, quando uma mortífera traição do passado ameaça separá-los, Lorde Vale tem de expor a sua alma à mulher com quem casou... ou arriscar-se a perdê-la para sempre.



Um historia de amor lindíssima, com uma pouco de mistério à mistura! Que mais se pode querer? Agora que terminei a leitura deste livro apenas uma frase me vem à cabeça “Ups! She did it again.”. Esta é a mais pura das verdades! Sendo este o segundo livro da serie “A Lenda dos Quatro Soldados” não há duvida que esta historia está na mais completa sintonia com o livro anterior, não mostrando qualquer falha ou inconsistência com acontecimentos anteriores. A escrita de Elizabeth Hoyt é muito semelhante a Lisa Kleypas, adoro este género literário e não me canso de ler estes livros que nos fazem viajar até a uma época tanto tem para nos contar.
Neste livro conhecemos a história de Lord Vale e de Melisande. Devido ao passado trágico do protagonista masculino, ele esconde-se por detrás de uma “máscara” muito própria, não mostrando aos outros todo o sofrimento que o envolve. Apesar disso é uma personagem muito caricata, com um humor muito engraçado que acaba por encontrar a sua alma gémea na pessoa que menos esperava (e numa situação ainda mais especial). Melisande não é a típica mulher que se submete ao marido e, tendo ela também já passado por dolorosos momentos, tem uma maturidade que lhe oferece uma igualdade para com ele. Juntos conseguem oferecer momentos deliciosos nos quais os leitor acaba por se envolver se uma forma incrível. Perdi a conta das gargalhadas que soltei, mas também muitas foram as vezes que tive vontade de dar uma palavrinha a Lord Vale para que este para-se de fugir dos seus sentimentos.
Em relação ao resto da história, gostei muito da história que foi crescendo em torno dos dois criados pessoais de Melisande e Jasper. Desde o início que pensei que iam terminar juntos e fiquei muito contente por me aperceber que isso acabou por acontecer.
O próximo livro será ainda mais surpreendente, iremos voltar à Escócia e ao castelo onde vive Alistair Munroe e também iremos descobrir novos habitantes naquele imenso castelo. Pois é verdade, Melisande enviou para lá Helen Fitzwilliam e os seus filhos…estão ansiosos por saber como tudo se vai passar. Só de pensar no terrível humor de Munroe e do seu criado… Vai, sem dúvida, ser mais um livro inesquecível.

0 comentários:

Enviar um comentário