[Asa]Opinião "Aquele Beijo", de Julia Quinn

Titulo: Aquele Beijo
Autor: Julia Quinn


Gareth St.Clair vive momentos difíceis. Após a morte do irmão, passa a ser o único herdeiro da fortuna do pai. Infelizmente, o ódio deste por Gareth é tanto que prefere desbaratar o seu património a vê-lo nas mãos do filho. Resta-lhe como legado um velho diário, escrito pela avó paterna, que poderá conter os segredos do seu passado e a chave para o seu futuro. O único problema é que… o diário foi escrito em italiano, uma língua que o jovem não domina de todo.
Por um golpe de sorte, Gareth conhece Hyacinth Bridgerton, a mais jovem menina do conhecido clã, que nunca recusa um desafio, embora o seu italiano deixe muito a desejar. Além disso, Gareth intriga-a, pois parece estar sempre a rir-se dela.
Juntos, embrenham-se nas páginas do velho diário, mas aquilo que vão descobrir transcende as palavras escritas em papel, e manifesta-se sob a forma de um simples - mas inesquecível - beijo…


Finalmente chegou o mais recente livro de Julia Quinn e que livro…
Sabem aquelas historias que nos deixam sem ar? Que nos fazem ansiar por mais? Pois bem, esta é uma delas.
Não consigo dizer-vos qual dos livros desta sério é o meu favorito, mas tenho de confessar que Hyacinth conseguiu com que este ficasse no óptima posição. A mais nova dos irmãos Bridgerton sempre se mostrou muito independente, com uma personalidade muito á frente para a sua época. É verdade que todos os irmãos também o eram, mas com esta personagem pareceu-me que esse detalhe estava mais vincado.
Depois de termos descoberto a identidade de Lady Whistledown tinha ficado um pouco mais desmotivada com esta serie. Apesar de gostar bastante dos livros parecia que faltava algo e a autora finalmente conseguiu tirar-me essa sensação que me fazia desgostar um pouco daquilo que estava a ler. Claro que para isso contribuiu as aparições de Lady Danbury e, sendo esta avó de Gareth, garantiu que todo o livro fosse cada vez mais envolvente sempre que se virava a página.
Em relação a Gareth deixem-me que vos diga que ele é uma personagem excepcional, um neto digno da sua avó. Não gostei do pai dele, a forma como o tratava era deplorável e, apesar de ele ser um filho bastardo, acho que não merecia o tratamento que estava sempre a ter da parte do pai. Pelo menos tinha a avó que sempre lhe deu amor, carinho e um lar estável, onde ele se tornou num homem fantástico.
O que posso dizer-vos mais? Irão ter momentos de muito riso e diversão. As personagens são completamente hilariantes e a autora sempre teve um forte sentido de humor que nos cativou desde o inicio da serie. Leiam também e digam o que acharam!

1 comentário:

  1. Ainda só li o primeiro mas quero mais! E já deu para ficar a adorar Hyacinth ;)

    ResponderEliminar