[Quinta Essência]Opinião "Máscaras ao Luar",de Jude Deveraux

Titulo: Máscaras ao Luar
Autor: Jude Deveraux
Sophie Kincaid está a passar por um momento difícil.
Foi abandonada pelo noivo e a sua carreira de escultora está num impasse. Felizmente, a sua amiga Kim parece ter a solução: basta que Sophie se mude para Edilean. Kim acredita que a pequena povoação é o Paraíso na Terra. Mas a experiência de Sophie vai assemelhar-se mais a uma descida ao Inferno. Para começar, o seu carro avaria, e quase é atropelada por um condutor em excesso de velocidade. Sophie resolve então levar a cabo uma pequena e criativa «vingança» contra o motorista, que é nada menos do que… o seu novo empregador. E o Dr. Reede Aldredge bem merece ser castigado. Quanto mais não seja pelo seu temperamento amargo e modos rudes, conhecidos de toda a vila. Mas apenas ele sabe os motivos que o levam a agir assim. A fogosa Sophie, porém, fá-lo rir... algo que não acontecia há muito tempo. A química entre eles é palpável. A tensão também. Afinal, ambos têm segredos a esconder.
Quando, sob o luar de Edilean, partilham um momento de pura magia, algo parece mudar... Porém, até os habitantes da vila já perceberam que nada é simples para aqueles dois. Conseguirá a magia sobreviver à luz implacável da manhã, ou transformar-se-á em apenas mais uma memória embaraçosa? 

Lembro-me da primeira vez que li um livro de Jude Deveraux, foi há cerca de sete anos (mais ou menos) e desde esse momento que fiquei completamente apaixonada pela sua escrita.
Os seus livros encontram-se cheios de pequenos momentos tão especiais que nos deixam a suspirar por viver historias semelhantes àquelas que esta nos conta. Em relação a esta série confesso que neste momento não consigo eleger o melhor, são todos tão únicos e especiais que se torna impossível dizer qual o melhor ou o menos bom.
Neste ultimo livro que li encontrei novamente a magia, aquele toque especial que a autora deixa sempre nos seus livros. Desde o momento em que conheci Sophie tive a certeza que este seria mais um livro que me iria fazer largar bastantes gargalhadas e fiquei muito contente por não me ter enganado, sem contar com Reede, o médico que se encontra em Edilean, mas que o seu sonho é sair de lá para viajar pelo mundo. A relação entre os dois é completamente explosiva, principalmente devido ao primeiro encontro entre os dois, que acabou por ditar toda a trama da historia.
Foi também muito bom rever algumas das personagens dos livros anteriores e saber como estavam a seguir com as suas vidas (É verdade, estou a repetir-me em relação a outras opiniões, mas não posso deixar de o dizer visto que esse é um dos motivos que me faz ler tantas séries!) e pergunto-me se voltaremos a rever todos estes personagens em mais algum livro da autora.
De qualquer forma, espero que a Quinta Essência continue a publicar os livros da autora, mesmo estes não tendo qualquer relação com esta série, pois acredito que seja mais uma aposta que nos irá surpreender.

[Clube do Autor]Novidade "O Segredo do Rei",de José María Zavala

Titulo: O Segredo do Rei
Autor: José María Zavala
PVP: 17,50 €
N. Páginas: 436
Nas livrarias a 20 de Abril 

Famílias reais, espiões e glamour num país dominado pelo regime conservador de Salazar são os principais ingredientes deste romance, que depressa se tornou um sucesso de vendas.
A partir de factos reais, O Segredo do Rei narra a investigação policial na sequência da morte do irmão do rei Juan Carlos, no Estoril. Coordenada pelas polícias portuguesa e espanhola, a Operação Giralda conduz-nos de Portugal até Paris, em busca de uma organização criminosa.
Ação, suspense e romantismo fundem-se neste romance histórico baseado numa das etapas mais desconhecidas da biografia de Juan Carlos, escrito por um dos maiores especialistas na Casa Real Espanhola.

[SDE] Opinião "Perdição em Roma",de Sylvain Reynard

Titulo: Perdição em Roma
Autor: Sylvain Reynard

Uma história arrebatadora e bela de um confronto milenar que poderá condenar dois amantes para a eternidade.
Raven e a sua irmã, Cara, estão à mercê de inimigos que se movem no submundo de Florença e que as mantém como reféns e oferenda de paz à temida Cúria de Roma.
Sem certezas de que William sobreviveu ao golpe que destruiu o seu domínio, Raven está determinada a proteger a sua irmã a todo o custo, mesmo que isso implique desafiar Borek, o líder dos inimigos de William.
Num esforço para manter Raven longe dos seus rivais, William decide entregar-se ao Romano, o misterioso e perigoso rei do submundo italiano.
Mas o Romano revela-se como alguém totalmente inesperado… Alianças e rivalidades irão ser feitas e quebrar-se enquanto William luta para salvar a mulher que ama e o seu reino, sem iniciar uma guerra civil. Conseguirão os amantes permanecer juntos, contra todas as expectativas? 

Mais uma trilogia que termina e ainda nem caí em mim…. Desde que terminei a leitura da ultima trilogia do autor que tinha a certeza do que iria suceder, mas estava muito enganada e nada me tinha preparado para estes três livros.
Utilizando um mundo completamente sinistro, cheio de mistérios e com um tema que adoro – vampiros -, este tipo de livros faz-me lembrar um pouco o mundo vivido nos livros de Sherrilyn Kenyon e talvez por isso me tenha prendido desde o primeiro momento, sem contar que nesta trilogia podemos ir revendo o nosso querido professor Gabriel Emerson e a sua amada Julia.
Ao longo deste livro temos bastante ação e romance, juntamente com aquele humor característico a que o autor nos tem habituando ao longo dos seus livros. A forma como Sylvain vai juntando o mundo real com o mundo sobrenatural é completamente perfeita e faz-nos pensar como seria o universo caso tudo o que lemos nestes livros fosse real…mas isto é apenas uma fantasia minha, claro!
Não vou contar nada acerca da historia, pois, penso que iria estragar a surpresa, apenas posso dizer que esta trilogia é imperdível e que acaba de forma surpreendente. Tenho de confessar que no momento em que terminei a leitura pensei mesmo que haveria um próximo livro. Fico ansiosamente à espera que Sylvain Reynard publique mais uma obra fantástica, pois não irei perder a oportunidade de a ler e fica também a esperança que este seja publicado no nosso país.