[Asa]Opinião "Ligeiramente Perigoso",de Mary Balogh

Titulo: Ligeiramente Perigoso
Autor: Mary Balogh

Wulfric Bedwyn, duque de Bewcastle, é um lobo solitário. A única coisa que o leva a aceitar o convite para uma festa privada é a expectativa de uma noite calma entre velhos amigos. Não contava encontrar mulheres, a grande maioria à caça de… um duque. E contava muito menos que o seu olhar se detivesse na única que não manifesta qualquer interesse por ele.
Christine Derrick é viúva e não tem paciência para jogos. Além disso, não está minimamente interessada em ser amante do gélido Wulfric. Mas as circunstâncias acabam por juntá-los em várias ocasiões, e a verdade é que a atração entre ambos é inegável. A personalidade efervescente e ousada de Christine surpreende o duque, e desperta nele um sentimento inédito. Agora, apenas o amor satisfará a ânsia que o consome…
O derradeiro volume da inesquecível saga Bedwyn é uma imperdível história de desencanto, amor e redenção. O desfecho perfeito para uma série inesquecível!

Esta foi uma série que sempre me deixou entusiasmada desde a publicação do primeiro livro e, agora que terminou, Mary Balogh conseguiu-me deixar com aquela sensação triste de ter terminado uma série, mas ao mesmo tempo calma, por ter deixado todas as personagens terem aquele final feliz que elas mereciam.
Os irmãos Bedwyn foram-nos apresentados de uma maneira muito especial durante os primeiros livros (Uma noite de amor e Um Verão Inesquecível) e desde aqueles momentos que fiquei bastante curiosa acerca da personalidade daquelas pessoas e o que as movia. Afinal, sempre que alguém se apresenta frio ou altivo é porque algo lhes aconteceu e lhes deixou marca nas suas personalidades. Fico contente que não me tenha enganado! A série foi realmente viciante e difícil de ignorar nos momentos em que não tinha tanto tempo devido ao facto de ter algum trabalho para fazer.
Em relação a este livro, Wulfric Bedwyn ultrapassou tudo aquilo que eu estava à espera. Sabia que teria uma personalidade forte, pensava mesmo que seria complicado sentir alguma empatia pela personagem, mas a verdade é que desde o inicio da historia que me foi parecendo que a personagem não era assim tão terrível e que apenas queria ver felizes aqueles que lhe eram mais próximos, os irmãos. No final, Wulfric e Christine tornaram-se num dos meus casais preferidos desta série pela forma como se foram conhecendo e pelos momentos fantásticos que foram proporcionando ao longo de todo o livro.
Espero ansiosamente pelo momento da Asa voltar a publicar mais livros desta autora simplesmente fantástica.

0 comentários:

Enviar um comentário