Passatempo "O Fabricante de Bonecas de Cracóvia"

Bom dia a todos!!!!
E que tal iniciarmos o dia com um passatempo? É verdade que por aqui não havia algo assim à muito tempo, mas agora que se voltou ao ativo vamos lá andar com isto para a frente,
Então, como se gosta muito e muito dos nossos seguidores e é sabido que vocês gostam muito de receber livrinhos, vai ser realizado um passatempo em parceria com a Editorial Presença. É muito fácil, apenas têm de responder às perguntas que vos faço, juntamente com os vossos dados e daqui a 15 dias ficamos a saber quem foi o sortudo ou sortuda que irá ganhar o livro. Podem então participar até dia 30 de Novembro, às 23:59h.
Vamos às regras:

1 – Ser seguidor público do blogue e seguidor da página de Facebook do blogue e da Editorial Presença.

Página Facebook da Editorial Presença: https://www.facebook.com/presenca/

2 – Residir em Portugal continental e Ilhas.

3 – Apenas efetuar uma participação por Nome e Morada.

4 – Todos os campos são de preenchimento obrigatório, com exceção do campo para link de divulgação de passatempo.

5 – O sorteio será realizado de forma aleatória no já vosso conhecido Random.org

6 - Se partilharem o passatempo no facebook ou twitter de forma pública terão entrada dupla.

Então, muito boa sorte para todos.


Titulo: O Fabricante De Bonecas De Cracóvia
Autor: R. M. Romero
Coleção: Ficção Juvenil nº 25
Título Original: The Dollmaker of Krakow
Tradução: Fatima Andrade
PVP c/ IVA: 15,90 €
Páginas: 288
Para mais informações sobre o livro, clique aqui.

O poder do amor e do instinto de sobrevivência, vivido de um modo fantasioso, até nos tempos mais sombrios 

Há guerra.
Há dor.
Mas há magia e há esperança.

Cracóvia, Polónia, 1939.
Por magia, uma boneca chamada Karolina adquire vida numa loja de brinquedos e torna -se amiga do amável e discreto fabricante de bonecas, que é também o proprietário da loja.
Quando a ocupação nazi se abate sobre a cidade, Karolina e o Fabricante de Bonecas têm de recorrer à magia para salvar, custe o que custar, os seus amigos judeus dos perigos iminentes que pairam sobre eles.
Reunindo uma atmosfera de magia, história, tradições e cultura local, esta impressionante narrativa fala-nos sobre como encontrar esperança e amizade nos lugares mais tenebrosos. 


R.M. Romero vive no Colorado com a família e os seus animais de estimação. Estudou Escrita Criativa na Universidade de Southern Maine. Começou por querer ser professora de História; no entanto, trabalha atualmente num hotel assombrado, faz caminhadas e aproveita todos os momentos para escrever. O Fabricante de Bonecas de Cracóvia é o seu primeiro romance.


Passatempo



[SDE]Opinião "Rutura Mortal", de J.D. Robb

Titulo: Rutura Mortal
Autor: J.D. Robb

Reva Ewing é uma especialista em segurança nas empresas Roarke. Agora é também a principal suspeita de um duplo homicídio. Tinha todos os motivos para matar o marido que cometera adultério com a sua melhor amiga.
Mas a tenente Eve Dallas acredita na inocência de Reva. Os seus instintos dizem-lhe que tudo parece excessivamente planeado no local do crime e, à medida que ela investiga, surgem novos detalhes: a vítima morrera esfaqueada com uma faca de cozinha e foram destruídas informações vitais no seu computador.
Para Roarke, esse ataque informático constitui a verdadeira ameaça. Ele e Reva preparavam um novo programa para combater terroristas cibernéticos que infetam sistemas informáticos de empresas. E agora, de modo a impedir que um vírus se propague no país inteiro, terão de ser eles a infiltrar-se em organizações secretas… e a lidar com as consequências mortais. 

Este foi, sem duvida, um livro de muitas emoções. Um daqueles que começamos a ler e já não queremos parar.. Mas será que existe algum desta série que não esteja assim avaliado? Sinceramente, esta autora deve querer arruinar as nossas carteiras, porque estes são livros de chorar por mais.
Sei que devia de andar já cansada, farta de ler sempre sobre as mesmas personagens e do mesmo género de historia, mas a verdade é que nada disso se passa. Para além de irmos conhecendo muitos detalhes do passado das personagens ao longo de cada livro, a forma como a autora vai desenrolando cada enredo faz-me pensar como ela consegue ter uma imaginação tão fértil e ao mesmo tempo ter um cuidado extremo com cada detalhe que vai relatando, fazendo com que o leitor se sinta uma parte integrante do livro.
Este volume foi um daqueles que nos prende desde o primeiro momento, que nos faz questionar a todo o instante sobre o que se está a passar e se querem saber nunca me passou pela cabeça a verdadeira identidade do assassino. Foi com uma enorme surpresa que vi a verdade bem na frente dos meus olhos e mesmo assim não queria acreditar naquilo que estava a ler. Nada me tinha preparado para aquilo e ainda mais surpreendente foi a forma como o criminoso foi preso. Apesar disso houve algo que me deixou um pouco reticente…o final! Para um livro tão fantástico, tão arrebatador creio que aquele não era o momento de terminar a historia e só por isso não consigo dar a pontuação de 5 estrelas, algo que me deixa muito triste porque o livro realmente merecia essa classificação.
As nossas personagens favoritas continuam a deixar-nos sempre com vontade de conhecer mais um pouco sobre os seus passados e com este livro conhecemos mais um pouco acerca do pai de Eva e Roarke, sendo que foi interessante perceber como estas duas personagens malvadas estavam, de certa forma, envolvidas no passado. Não quero estar a estragar mais surpresas, até porque muitas outras se encontram neste livro, mas posso dizer que foram muitas as vezes que tive vontade de mandar umas boas bofetadas tanto no Roarke como na Eve. São dois teimosos inveterados, mas que no fundo se amam tanto… ou seja, são o sonho de muita gente. Adoro conhecer o desenvolvimento do casamento deles em cada livro, tal como Peabody, que agora sendo detetive também vai dando grandes passos na sua carreira e na sua vida pessoal. É apaixonante ver como a relação entre ela e McNab, a forma de interação entre estes dois deixa qualquer pessoa com um enorme sorriso e até se torna impossível de não largar uma enorme gargalhada em certas ocasiões.
Espero que a Saída de Emergência não demore muito a publicar o próximo livro, pois estou desejosa de continuar a ler esta série. Já agora, parabéns pelas capas, estas últimas estão fabulosas.

[TopSeller]Opinião "A Condessa Acidental",de Valerie Bowman

Titulo: A Condessa Acidental
Autor: Valerie Bowman

Uma história de amor encantadora, inteligente e espirituosa.
Lady Cassandra Monroe esperou sete longos anos por que o homem dos seus sonhos, o Capitão Julian Swift, voltasse da guerra. Escreveu-lhe durante todo o tempo em que ele esteve fora e agora, por fim, ele regressou. Infelizmente, Julian está comprometido com Penelope, prima de Cassandra…
Julian regressa com a intenção de romper o seu compromisso com Penelope e procurar Cassandra, mas esta não o sabe, julgando que Julian nunca poderá ser seu. É então que a sua amiga Lucy tem a ideia de apresentar Cassandra a Julian como Patience Bunbury, de modo a aproximá-los.
Patience não existe, é apenas uma amiga que Penelope inventou para escapar a obrigações sociais. Só que Julian fica encantado com esta bela e sensual dama, não percebendo que se trata, na verdade, da mulher que realmente ama.
Poderá uma grande farsa conduzir ao verdadeiro amor? 

Mais um livro de Valerie Bowman que chegou até a nós e mais uma vez a autora conseguiu deixar-me encantada. A cada página a autora consegue prender o seu leitor de uma forma inequívoca e sempre com aquele toque especial e característico que marca os seus livros. Que toque é esse? Não sei explicar, a verdade é que a autora consegue escrever de uma forma muito própria, com um toque de humor muito característico e que faz com que consiga reconhecer os seus livros de uma forma muito singular. Cada livro publicado faz-me pensar na escolha acertada da TopSeller em publicar esta autora em Portugal.
É claro que com toda esta conversa já perceberam que adorei este livro. Depois da leitura do livro anterior cheguei a pensar que seria difícil que a próxima historia igualasse o mesmo, mas a verdade é que, na minha opinião, o conseguiu superar. A historia de Julian e Cassandra é lindissima, desde o inicio que se conseguia entrever-se alguns dos contornos da trama mas estes conseguiram sempre deixar-me boquiaberta e com a vontade de ler mais um pouco. Pior mesmo foi acordar no dia seguinte para ir trabalhar! Foi ainda melhor poder rever outras personagens que apareceram no livro anterior e ver como estas estão a evoluir ao longo do tempo. Lucy continua tão louca como no livro anterior, sendo que nem o casamento a acalmou e aquela historia de apresentar Cassandra como Patience tinha tudo para trazer grandes problemas. Em relação a Penelope…nem sei o que dizer…apenas que tenho vontade de bater na miúda ou fazer com que tenha um valente susto. É o que ela merece, depois de colocar a prima em tantos problemas. Devia ter dito logo a Julian que não queria nenhum compromisso com ele e ficava tudo resolvido.
E por ultimo, mais uma vez tenho de dar os parabéns à TopSeller pelas capas dos livros que tem publicado. As escolhas têm sido fantásticas e sempre que vejo um livro com capas tão lindas só me apetece pegar nele e leva-lo para casa. Muitos parabéns e obrigada por terem arriscado na publicação deste tipo de capa. Usem e abusem, penso que o pessoal gosta tanto como eu <3


[Porto Editora]Novidade "O regresso da primavera",de Sveva Casati Modignani

Título: O regresso da primavera
Autor: Sveva Casati Modignani
Tradução: Regina Valente
Págs: 400
Capa: mole com badanas
PVP: 17,70 €

A Porto Editora publica, no próximo dia 16 de outubro, O regresso da primavera, o mais recente romance de uma das mais amadas autoras dos leitores portugueses, Sveva Casati Modignani.
Pelos olhos de Fiamma e Lorenzo, duas personagens que se movem nos meios da Educação e da Cultura e a quem o destino junta num amor que não acreditavam ser possível, a autora retrata a Itália de hoje.
No estilo inconfundível que a torna num caso ímpar de popularidade e fidelidade entre os leitores portugueses, Sveva Casati Modignani mostra um país a braços com a crise da economia e da escola, mas também as pessoas que resistem e não desistem de lutar por dias melhores. 
Passamos muito tempo a perseguir sonhos que nos escapam da mão, uma felicidade que não se deixa aprisionar. E depois acontece que o melhor da vida se revela num instante, talvez na magia de um encontro inesperado.
Como aquele que aconteceu entre Lorenzo e Fiamma, surpreendidos por um amor que nem mesmo eles, provavelmente, acreditavam ser ainda possível.
Lorenzo Perego, um homem fascinante e culto, é professor de Geografia Económica numa escola profissional de Milão. Poderia ter escolhido um estabelecimento de maior prestígio, mas o ensino é a sua paixão e ajudar jovens com talento numa realidade difícil e muitas vezes desoladora é um desafio que o entusiasma e enriquece. Fiamma Morino, com pouco mais de 40 anos, é diretora editorial de uma pequena editora de sucesso que ela própria fundou. Agora que a editora está prestes a sofrer uma drástica mudança de gestão, com que Fiamma não concorda, está disposta a tudo para a defender e continuar a garantir o cuidado e o amor que desde sempre dedica aos seus autores.
Através das vivências de Fiamma e Lorenzo, conhecemos a Itália de hoje, a da crise da Escola e da Economia, mas também aquela que é feita de pessoas empreendedoras, prontas a arregaçar as mangas e decididas a não se renderem.
Reconhecida como a grande signora do bestseller italiano, com mais de 11 milhões de exemplares vendidos, Sveva Casati Modignani está traduzida em 17 países e é hoje uma das autoras mais populares em Portugal. No catálogo da Porto Editora figuram já os seus romances Feminino Singular, Baunilha e Chocolate, O Jogo da Verdade, Desesperadamente Giulia, O Esplendor da Vida, A Siciliana, Mister Gregory, A Viela da Duquesa, Um Dia Naquele Inverno, O Barão, A Família Sogliano, 6 de abril ’96, A Vinha do Anjo e Como vento selvagem. A sua obra autobiográfica, O Diabo e a Gemada também já se encontra publicada no catálogo da Porto Editora.

[Porto Editora]Novidade "Mea Culpa", de Carla Pais

Título: Mea Culpa
Autor: Carla Pais
Págs.: 208
PVP: 16,60 €

Mea Culpa é o primeiro romance de Carla Pais, uma obra reveladora de grande talento literário que anuncia uma nova voz na literatura portuguesa e que é publicada pela Porto Editora a 23 de outubro.
Na escrita segura, dura e poética de Carla Pais, Mea Culpa fala sobre os marginalizados de uma aldeia remota portuguesa, vítimas de uma sociedade condenatória e decadente, onde ninguém é quem parece ser. O livro esteve indigitado para o Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís, que acabou por não lhe ser entregue pelo facto de a autora ter já publicado uma pequena obra de caráter ficcional, o que ia contra o regulamento.
Carla Pais, emigrante há cinco anos em Paris, vai regressar a Portugal para lançar esta novidade a 2 de novembro, às 18:30, no Le Consulat (Praça Luís de Camões, Lisboa). A apresentação estará a cargo de Ana Margarida de Carvalho. 

Amadeu Jesus é um homem a quem Deus roubou a fé, um corvo definhado que perdeu o norte do ninho. Briosa tem olhos grandes de silêncio e fome de mundo, e um irmão-menino que não sabe falar.
Cândida Jesus pariu um assassino e por isso se fez puta.
Em dia de Nossa Senhora de Fátima, um inocente sai do inferno onde passou dez anos e uma menina de corpo feito pestaneja mais do que os olhos ao desejo.
Do lado errado da aldeia dividida a meio pelo fio de água da nascente, um novo amor nasce como as papoilas do cemitério. E os dois, sem mais mundo, planeiam atravessar os vales e as montanhas com os pássaros, para saber como é a liberdade por lá. Ao seu lado vai o cão.
Carla Pais nasceu em Leiria, em 1979. Abandonou a escola aos dezassete anos para ser mãe, terminando mais tarde o 12.º ano à noite. Em 2012 decidiu instalar-se de armas e bagagens em França, onde fez limpezas, embalou salmão e tomou conta de crianças. Hoje é empregada de escritório num Centro de Formação à Distância.
Em 2015 venceu o Prémio Literário Horácio Bento Gouveia com o conto «A Alma do Diabo». No mesmo ano obteve também o terceiro lugar no concurso de poesia Agostinho Gomes com o poema «Assimetria dos Lábios». Em 2016 o seu conto «O búzio do meu pai» foi selecionado para integrar a antologia de contos A Infância, promovida pelo Centro de Estudos Mário Cláudio.
Em 2017 a sua obra A Instrumentação do Fogo arrecadou o Prémio de Poesia Francisco Rodrigues Lobo. Indigitado para o Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís de 2016, o presente romance, Mea Culpa, acabou por não o obter, dado que a autora tinha publicado anteriormente uma outra obra de carácter ficcional, o que o regulamento não permitia. 

Com a rentrée chega uma voz nova à literatura portuguesa: Carla Pais.
José Riço Direitinho, Público

Um romance que transporta o leitor para um duro patamar de existência humana e social. Miséria e decadência sob formas violentas, que vão do incesto a diversos modos de servidão, [que] circunscrevem relações humanas envenenadas por injustiças e desesperos.
Júri do Prémio Revelação Agustina Bessa-Luís

[SDE]Opinião "Implacável",de Sherrilyn Kenyon

Titulo: Implacável
Autor: Sherrilyn Kenyon

Vive rapidamente, luta ferozmente e, se morreres, leva contigo o maior número de inimigos que conseguires
É de acordo com este lema das Amazonas que Samia vive e pelo qual morreria. Na Nova Orleães contemporânea, a imortal Amazona está prestes a conhecer um mal pior do que tudo o que já encontrou e que está a chegar para massacrar a Humanidade.
O transmorfo Dev Peltier guardou o Santuário durante praticamente duzentos anos e nesse período viu de tudo. Ou assim pensou. Agora, os seus inimigos descobriram uma nova fonte de poder – uma que torna tudo o que enfrentaram até agora uma brincadeira.
A guerra começa, e Dev e Sam estão no centro dos acontecimentos. Mas, para vencerem, eles terão de quebrar a mais importante de todas as regras e esperar que isso não destrua o universo como o conhecem. 

É provável que esta não seja a primeira vez que digo isto, mas tenho de repetir que na minha opinião Sherrilyn Kenyon é uma das autoras que consegue surpreender-me a cada livro que é publicado no nosso país e, apesar deste livro ser já o 19º livro da série Dark-Hunter, mantenho sempre a alegria e curiosidade de ler os seus livros como se do primeiro se tratasse.
Este livro conta a historia de Dev e Samia e sendo que se iniciou um novo arco no livro anterior, encontra-se recheado de novos personagens e mistérios, focando-se noutras frentes, mas sempre com aquela aura de mistério que sempre foi envolvendo a série. Se até ao momento a historia sempre se focou nos Dark-Hunters e nas suas vidas, os horizontes começam agora a expandir-se e é a vez de nos ser dada a oportunidade de conhecer outras personagens que tiveram um papel não muito definido em outros livros. Já conhecemos Dev de outros livros, sendo que a família Peltier teve sempre um grande peso na serie, mas é neste livro que descobrimos a sua verdadeira natureza e mais um pouco da historia da sua família. De cada vez que a cortina se abre mais um pouco fica aquela sensação de vazio e tristeza ao pensar no quanto sofrimento terão passado os membros daquela família e penso sempre no quanto é injusto alguém passar por tanta desgraça. Mas Dev não é o único a mostrar sofrimento nesta historia, sendo que a autora nos vem habituando a este clima de ação e mistério, não foi com admiração que Samia nos foi apresentando a sua historia (que várias vezes me deu vontade de ir à tromba da irmã e dar cabo dela). 
Concluindo, foi uma historia emocionante que foi mostrando mais um pouco do evoluir de outras personagens, principalmente no desenvolvimento na nova personalidade de Nick. Não me canso de dizer que a editora devia de apostar na série Cronicas de Nick, que cada vez mais se torna indispensável e não me venham dizer que não tenho razão, porque podem não dar por isso neste momento, mas há muitos pequenos desenvolvimentos importantes a acontecer e o leitor deveria de ter conhecimento delas de forma a melhor compreender certos pormenores e ações. Enfim, não há muito mais a dizer, mas de qualquer forma fico feliz pela Saída de Emergência não ter desistido de publicar esta série, mesmo que a conta-gotas e também por ter melhorado bastante nas traduções dos seus livros. Espero ansiosa pelo próximo!

[Bertrand Editora]Novidade "Origem",de Dan Brown

Titulo: Origem
Autor: Dan Brown
Tradução: Nuno Castro
N.º de páginas: 552
PVP: € 22,90
Data de lançamento: 4 de outubro de 2017 

Bilbau, Espanha.
Robert Langdon, professor de simbologia e iconologia religiosa da universidade de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbau para assistir a um grandioso anúncio: a revelação da descoberta que «mudará para sempre o rosto da ciência.» O anfitrião dessa noite é Edmond Kirsch, bilionário e futurista de quarenta e dois anos cujas espantosas invenções de alta tecnologia e audazes previsões fizeram dele uma figura de renome a nível global. Kirsch, um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, duas décadas atrás, está prestes a revelar um incrível avanço científico… que irá responder a duas das perguntas mais fundamentais da existência humana.
No início da noite, Langdon e várias centenas de outros convidados ficam fascinados com a apresentação tão original de Kirsch, e Langdon percebe que o anúncio do amigo será muito mais controverso do que ele imaginava.
Mas aquela noite tão meticulosamente orquestrada não tardará a transformar-se num caos e a preciosa descoberta do futurista pode muito bem estar em vias de se perder para sempre.
Em pleno turbilhão de emoções e em perigo iminente, Langdon tenta desesperadamente fugir de Bilbau. Tem ao seu lado Ambra Vidal, a elegante diretora do Guggenheim que trabalhou com Kirsch na organização daquele provocador evento.
Juntos, fogem para Barcelona, com a perigosa missão de localizarem a palavra-passe que os ajudará a desvendar o segredo de Kirsch.
Percorrendo os escuros corredores de história oculta e religião extremista, Langdon e Vidal têm de fugir de um inimigo atormentado que parece tudo saber e que parece até de alguma forma relacionado com o Palácio Real de Espanha… e que fará qualquer coisa para silenciar para sempre Edmond Kirsch.

Numa viagem marcada pela arte moderna e por símbolos enigmáticos, Langdon e Vidal vão descobrindo as pistas que acabarão por conduzi-los à chocante descoberta de Kirsch… e a uma verdade que até então nos tem escapado e que nos deixará sem fôlego.

[Planeta]Novidade "As Mulheres No Castelo",de Jessica Shattuck

Titulo: As Mulheres No Castelo
Autor: Jessica Shattuck
N. Páginas: 360
PVP: 18,85 €
 Nas livrarias a partir de 4 de Outubro 

No meio das cinzas da derrota da Alemanha nazi, Marianne von Lingenfels regressa ao outrora majestoso castelo dos antepassados do marido, uma imponente fortaleza de pedra arruinada por anos de guerra.
Viúva de um resistente assassinado na sequência da tentativa gorada de matar Adolf Hitler, a 20 de Julho de 1944, Marianne tenciona cumprir a promessa que fez aos corajosos conspiradores: encontrar e proteger as suas mulheres, ela viúvas da Resistência.
Marianne resgata Martin, de seis anos, filho do seu mais querido amigo, de uma casa de reeducação nazi. Juntos, viajam por entre os fumegantes escombros da pátria vencida, até Berlim, onde a mãe de Martin, a bela e ingénua Benita, caiu nas mãos de soldados do Exército Vermelho. Depois localiza Ania, outra viúva, e os dois filhos, refugiados que enlanguescem num dos muitos campos onde se alojam os milhões de pessoas deslocadas pela guerra.
Enquanto reúne os membros desta improvisada família, Marianne está convencida de que a dor partilhada e as circunstâncias os manterão juntos. Mas descobre que o mundo regido por estritos princípios do seu passado privilegiado se tornou mais complicado, cheio de segredos e negras paixões que ameaçam separá-los. 

É a autora premiada de The Hazards of a Good Breeding, que foi um The New York Times Notable Book e finalista do PEN/Windship Award, e de Perfect Life.
Os seus escritos apareceram no The New York Times, no The New Yorker, na Glamour, na Mother Jones, na Wired e na The Believer, entre outras publicações.
Licenciada pela Harvard University, recebeu um MFA da Columbia University.


Vive com o marido e três filhos em Brookline, Massachusetts.

[Clube do Autor]Novidade "A Cicatriz do Mal",de Pierre Lemaitre

Titulo: A Cicatriz do Mal
Autor: Pierre Lemaitre 

Galerie Monier, Paris. Uma mulher é apanhada de surpresa por três homens armados que assaltam uma joalharia em plena galeria de lojas dos Campos Elísios. A mulher chama-se Anne Forestier. Trata-se nada mais nada menos do que a companheira do comissário Camille Verhœven, responsável pela Brigada Criminal. Fazendo tábua rasa da lei e correndo o risco de perder o posto de trabalho, o comissário esconde dos demais polícias o facto de conhecer Anne e toma a investigação a seu cargo. É o primeiro passo de uma manipulação orquestrada por um assassino vingativo. Na realidade, quem dá caça a quem? E quem é a verdadeira presa?
Gravemente ferida e coberta de cicatrizes, Anne fica internada no hospital, até que Camille a esconde na casa isolada que herdou da mãe. Perseguida por um dos atacantes, esta misteriosa mulher manterá o comissário na corda bamba, tanto a nível pessoal como profissional. Digno herdeiro de Sherlock Holmes e Hercule Poirot, com uma costela de Philip Marlowe, o comandante é um mestre na arte de bem investigar, mas este caso revela-se uma manipulação com requintes de vingança pessoal.
Como habitualmente acontece na escrita de Lemaitre, as aparências enganam, e Camille acabará por compreender que é vítima de uma intriga que remonta ao passado, vendo-se obrigado a recorrer a todos os expedientes e mais algum para descobrir o responsável, bem como as razões que motivam o enigmático assassino.
Pierre Lemaitre nasceu em Paris, em 1951. Deu aulas de Literatura francesa e americana durante vários anos e atualmente dedica-se à escrita e ao teatro.
Os cinco thrillers que escreveu, premiados pela crítica e aplaudidos pelos leitores, fizeram dele um dos grandes nomes das letras francesas e granjearam-lhe o reconhecimento internacional.
A trilogia do comandante Camille Verhoeven recebeu, entre outros, os prémios Dagger, Prix du Premier Roman Policier de Cognac, the Prix du Meilleur Polar Francophone e Melhor Romance Policial Europeu. Até nos vermos lá em cima, a sua primeira incursão fora do romance «negro», foi galardoado com o Prémio Goncourt de 2013, o Prix du roman France Télévision, o Prix des lycéens en toutes lettres, o Prix des librairies Nancy/Le Point e o Prix littéraire de la ville de Brignoles.

As suas obras estão traduzidas em trinta línguas, e várias foram adaptados ao cinema e ao teatro.

[TopSeller]Opinião "O Boss",de Vi Keeland

Titulo: O Boss
Autor: Vi Keeland

Quando o teu patrão é convencido, mas sedutor,
arrogante, mas sensual,
irritante, mas irresistível,
o resultado só pode ser um?
... horas extra... ordinárias.

Estás no primeiro encontro com um homem para lá de aborrecido. O que é que fazes? Finges ir à casa de banho, ligas à tua amiga e pedes-lhe que te ligue de volta, fingindo uma emergência que te tire dali, certo? Foi o que fiz. Até porque era mesmo uma emergência?
Mas um desconhecido ouviu a conversa, chamou-me pretensiosa e teve o atrevimento de me dar conselhos! Respondi-lhe que se metesse na sua vida? na sua vida de homem alto, musculado, lindo de morrer e irritantemente convencido? e voltei para a minha mesa deprimente.
De onde estava, não pude deixar de olhar para ele, acompanhado por uma loira bombástica. Típico! Quando me apanhou a olhar, piscou-me o olho, levantou-se com a sua bimba e dirigiu-se à minha mesa. Pensei que fosse denunciar-me, mas, em vez disso, fingiu que nos conhecíamos, juntou-se a nós, e partilhou histórias mirabolantes sobre um passado fictício entre nós... Tenho de confessar que o meu encontro passou de chato a estranhamente excitante.
Quando a noite acabou, não parei de pensar nele, mesmo sabendo que nunca mais o veria. Afinal, quais seriam as probabilidades de voltar a encontrá-lo numa cidade com oito milhões de pessoas? Quais seriam as probabilidades de, um mês depois, ele vir a ser o meu novo Boss? 

Antes de fazer qualquer comentário acerca deste livro só queria dizer uma coisa: Uauuu!!!
Pronto, já disse…só por esta pequena frase penso que já conseguiram compreender, sem qualquer duvida, qual a minha reação a este livro. Tenho a dizer que não conhecia a autora, nunca tinha lido qualquer livro seu, mas a verdade é que é mais uma que tenho de adicionar aos meus autores de eleição. A quem pensar que este é mais um daqueles romances eróticos sem qualquer conteúdo, só tenho a dizer: Esqueçam lá isso!!! É verdade que este é um romance erótico “light”, daqueles que nos fazem esquecer um pouco a realidade do dia-a-dia, mas é também um romance bastante divertido e que nos faz largar bastantes gargalhadas ao longo de todo o livro. O Chase é, sem duvida, um Boss “à maneira”, com um humor e imaginação sem precedentes. A sua historia, juntamente com a de Reese, transformaram este livro em algo fantástico e muito próximo da realidade de cada um de nós, tirando claro o conteúdo fantasioso que penso que cada um de nós consegue entender durante a leitura do livro.
Gostei bastante de conhecer a irmã de Chase, Anne é uma personagem incrível e gostaria imenso de conhecer a sua historia (que deve estar cheia de momentos tão engraçados como a do irmão), mas andei a pesquisar e infelizmente, não encontrei qualquer registo da existência desse livro. O mesmo posso dizer da Sam… Estas foram duas personagens secundárias que adorei e que acredito cegamente que as suas historias dariam livros fantásticos. Infelizmente parece que não teremos a chance de os conhecer…
Que mais posso dizer acerca deste livro? Adorei, adorei , adorei…Já vos disse que adorei? Não há muito mais a dizer, apenas que recomendo bastante e que este é um livro fantástico para ler neste final das férias de Verão. Espero que gostem tanto como eu gostei e que a TopSeller continue a publicar livros desta autora, porque cá estarei para os ler!

[Quinta Essência]Opinião "Amor Verdadeiro",de Jude Deveraux

Titulo: Amor Verdadeiro
Autor: Jude Deveraux

Quando Alix Madsen está a terminar a faculdade de arquitetura, Adelaide Kingsley morre e deixa-lhe em testamento o usufruto, por um ano, de uma encantadora casa do séc. XIX em Nantucket. A relação da idosa com a família Madsen é um mistério para a voluntariosa Alix –que terminou há pouco uma relação -, mas Alix aceita o estranho legado, em parte porque lhe dá tempo para planear o casamento da sua melhor amiga.
Porém, forças invisíveis movimentam-se nos bastidores, fazendo ranger as tábuas antigas da Casa Kingsley. Parece que Adelaide Kingsley tinha uma tarefa bastante específica para Alix: resolver o estranho desaparecimento de uma das mulheres da família Kingsley, Valentina, há mais de duzentos anos. Como se isso não fosse suficientemente perturbador, Alix tem ainda de lidar com o arrogante (e extremamente bem-parecido) arquiteto Jared Montgomery, que vive no anexo da casa.
Sem o conhecimento de Alix, Jared foi incumbido de olhar por ela enquanto está na ilha - tarefa fácil para ele, considerando a inegável química entre os dois. Mas Jared tens os seus segredos que, se revelados, podem cavar um fosso entre ambos.
Com um glorioso casamento de Nantucket no horizonte, há faíscas no ar e os fantasmas do passado começam a mostrar-se - alguns deles mesmo a sério. Vendo as suas vidas intimamente entrelaçadas com os destinos turbulentos dos seus antepassados, Alix e Jared descobrem que apenas corrigindo os erros do passado podem esperar ficar juntos. 

Eu sei que ainda à pouco tempo terminei a leitura do ultimo volume desta trilogia, também sei que não devo ler muitos livros seguidos da mesma série, porque vou cansar-me e depois é uma grande chatice, mas a verdade é que não consegui parar quieta no meu canto e decidi ler o primeiro volume logo de seguida. E sabem de uma coisa? Gostei tanto *.*
Não consigo dizer qual dos dois gostei mais, até porque as historias são um pouco diferentes (apesar de seguirem um certo padrão), mas fiquei tão apaixonada por esta historia que me está a ser um pouco difícil ler o segundo livro, o único que me falta…
Mais uma vez a autora consegue prender o leitor na sua trama, demonstrando que a mesmo seguindo a mesma linha de pensamento consegue reinventar historias fantásticas e ao mesmo tempo surpreendentes. O que mais me fascinou nesta historia foi toda a trama passada nos bastidores, ou seja, tudo o que se tinha passado durante a infância das personagens principais e secundárias e também na justificação de tudo o que se ia passando, tanto no passado como no presente. O que mais me surpreendeu em toda a historia foram as ligações entre todos os personagens relativamente as reencarnações, pois havia algumas que eu não estava à espera. De qualquer forma, e tal como referi anteriormente, foi um livro que me deixou maravilhada e com aquela sensação de querer saber mais acerca do futuro que estava reservado para todas as personagens. Sem duvida que recomendo a leitura!

[Quinta Essência]Opinião "Contigo Para a Eternidade",de Jude Deveraux

Titulo: Contigo Para a Eternidade
Autor: Jude Deveraux

A jovem fisioterapeuta Hallie Hartley acreditava estar habituada aos caprichos da meia-irmã, Shelly. Até ao dia em que descobre que ela se apropriou da sua identidade com o objetivo de lhe roubar uma herança.
Num impulso, Hallie parte para a ilha de Nantucket, à descoberta da mansão que lhe foi deixada por um misterioso familiar. Mas a presença de um hóspede inesperado vai virar-lhe a vida de pernas para o ar. O desconhecido (e extremamente atraente) James Taggert está a ocupar um dos quartos e precisa dos seus serviços. Tem um ferimento na perna, fruto de um acidente de esqui. Mas Hallie depressa percebe que as cicatrizes de Jamie não são apenas físicas – e que os pesadelos que o assolam só têm uma cura...
Naquela mágica ilha, tudo pode acontecer. E com a ajuda de dois fantasmas casamenteiros, o caminho para o amor, ainda que repleto de obstáculos, depressa se revela...
A belíssima conclusão da série Noivas de Nantucket que o vai deixar a suspirar por mais. 

Comecei a leitura pelo fim!
Começar a ler esta trilogia pelo ultimo livro fez com que aumentasse a vontade de ler os outros livros e eu já devia de estar habituada. Jude Deveraux sempre teve este poder sobre mim e depois de tantos livros publicados isso continua a acontecer.
Por entre as suas séries, a autora consegue seguir sempre a mesma “receita”, mas sem deixar de maravilhar o leitor e mantê-lo cativado ao longo de toda a historia, desejando saber o que irá acontecer e quais os mistérios que aguardam as ultimas páginas do livro.
Contigo para a Eternidade é o ultimo livro da trilogia “Noivas de Nantucket” e, apesar de ainda não ter lido os livros anteriores, posso garantir que mais uma vez a autora consegue superar-se e transformar algo simples em algo completamente emocionante. Desde a primeira página, a historia mostra-se fantástica, cheia de momentos emocionantes e com diversos momentos de mistério, fazendo com que fiquemos presos às suas páginas, imaginando o que irá acontecer de seguida.
Gostei muito dos personagens principais, Hallie e James mostraram ser bastante teimosos, mas ao mesmo tempo perfeitos um para o outro, enquanto que a família de James era completamente louca, prendendo-me ainda mais a toda a trama. Mas o melhor de tudo? Sem duvida que eram os dois fantasmas casamenteiros, que com que as suas armadilhas iam conseguindo fazer com que Hallie e James se fossem apaixonando e apercebendo dos seus sentimentos.
Um livro que, sem duvida, não deve não perder! (nem deixar esquecido na estante) 😃

[SDE]Opinião "Imitação Mortal", de J.D. Robb

Titulo: Imitação Mortal
Autor: J.D. Robb

Num jogo letal de gato e rato, Eve Dallas irá enfrentar um admirador de um dos mais infames assassinos de todos os tempos…
Um homem de capa e cartola aproxima-se de uma prostituta numa viela escura de Nova Iorque. Minutos depois, ela surge morta. No cenário do crime, um bilhete é endereçado à Tenente Eve Dallas, convidando-a a juntar-se a um jogo que irá revelar a identidade do criminoso. A carta contém apenas a assinatura de “Jack”.
Dallas é forçada a ir em perseguição de um assassino que sabe tanto de serial-killers quanto ela, um homem que estudou alguns dos homicídios mais infames de sempre. E não só é um especialista como quer deixar a sua própria marca.
Ele já escolheu a sua próxima vítima: Eve Dallas. E a única coisa que ela sabe é que o assassino planeia imitar o mais famoso assassino de sempre: Jack, o Estripador. 

Mais um livro desta série e mais uma vez a autora consegue surpreender…
Não consigo explicar as razões de tanta surpresa, mas a verdade é que mais uma vez a autora consegue deixar-me com aquele misto de sensações incríveis, em que só existe a vontade de ler mais um livro desta série. A verdade é que depois de tantos volumes seria normal que já existisse um cansaço, aquela ideia que seria mais do mesmo e que não valeria a pena ler o livro assim que este fosse publicado, mas nada disso acontece. Desde o inicio ao fim que a autora nos delicia com uma historia surpreendente, capaz de nos deixar aflitos por ter de parar a leitura e fazer outra coisa diferente ou de lermos o livro todo de uma só vez.
Os livros desta série possuem características atípicas neste género (pelo menos na minha opinião) e isto afirmo devido ao facto de normalmente, em livros de outros autores, conseguir descortinar rapidamente a identidade do vilão, enquanto que nesta série por vezes vejo-me a fazer um pouco de batota e a folhear as ultimas páginas a procurar saber quem cometeu os crimes – eu sei, não devia de fazer isto, mas é mais forte do que eu!
Em relação a esta “Imitação Mortal” tenho a dizer que me perdi completamente na leitura e que só consegui descansar a cabeça no momento em que terminei o livro. Desde a relação de Eve e Roarke, até aos momentos de amizade partilhados entre Eve e Peabody, a verdade é que uma pessoa vai-se deliciando com cada pormenor e envolvendo-se cada vez mais na trama. Tal como referi, o assassino conseguiu mascarar-se durante todo o tempo e as minhas suspeitas caíram sempre sobre a pessoa errada, fazendo assim com que toda a trama terminasse de uma forma excecional. Um clímax perfeito para um livro perfeito.
Fico muito contente pela Saída de Emergência nunca ter desistido de publicar esta série fantástica e espero sinceramente que o continue a fazer e com mais regularidade, visto ser uma das minhas séries favoritas (juntamente com a série Dark Hunter, de Sherrilyn Kenyon).