[Livros do Brasil] Novidades Setembro 2015


Novo livro de Faulkner e o icónico romance de Kafka chegam às livrarias em setembro Livros do Brasil publica pela primeira vez A Aldeia, de William Faulkner, e lança uma nova edição deO Processo, de Franz Kafka
No dia 3 de setembro, a Livros do Brasil publica A Aldeia, de William Faulkner, o primeiro romance da trilogia sobre a ardilosa família Snopes, que até hoje nunca foi publicada na sua totalidade em Portugal. Os volumes seguintes, A Cidade e A Mansão, serão lançados já no próximo ano. A Aldeia foi considerado pela crítica como um marco na obra do autor e revela a sua capacidade excecional para narrar com humor episódios assustadores.
No mesmo dia, chega também às livrarias uma nova edição de O Processo, provavelmente o romance mais famoso de Franz Kafka, cuja primeira edição ocorreu há precisamente 90 anos. A tradução é de Álvaro Gonçalves, a primeira em Portugal a ser feita a partir da versão alemã baseada no manuscrito original de Kafka, que anula as alterações introduzidas pelo amigo e testamenteiro do autor, Max Brod.

Título: A Aldeia
Autor: William Faulkner
Tradução: Jorge Sampaio
N.º de Páginas: 368
PVP: 16,60 €


Jody Varner, filho do grande proprietário do Velho Domínio do Francês, está a cortar corda no armazém quando vê chegar um homem baixo, de chapéu de abas largas e casaco demasiado grande. «O meu nome é Snopes. Ouvi dizer que tem uma quinta para alugar.» Sobre os Snopes correm histórias de um passado sombrio, com indícios criminosos que à primeira vista os tornam vítimas fáceis em jogos de poder. Mas rapidamente a enigmática família de jornaleiros dá provas de que a sua presença naquela aldeia do sul dos Estados Unidos será tudo menos passiva. Numa sucessão de incidentes assustadores contados com humor retorcido, A Aldeia marca o arranque da trilogia construída por William Faulkner em torno da família Snopes. Um romance surpreendente e um empolgante predecessor de A Cidade, o segundo momento da saga.

Título: O Processo
Autor: Franz Kafka
Tradução e Prefácio: Álvaro Gonçalves
N.º de Páginas: 256
PVP: 15,50 €



Um belo dia, Josef K., um bem-sucedido gerente bancário, é subitamente preso no seu próprio quarto, sem saber porquê nem por quem. Vê-se então envolvido num labiríntico e absurdo processo que decorre secretamente em obscuras secretarias instaladas em sótãos, conduzido por juízes menores que têm a mera incumbência de o inquirir. Concebido em 1914, o romance O Processo constitui para Kafka a forma ideal para expressar a fragmentação do mundo e da realidade em que vive o homem moderno.

[Planeta]Opinião "Deslumbrada",de Abigail Barnette

Titulo: Deslumbrada
Autor: Abigail Barnette


Sophie Scaife quase tinha fugido ao destino, quando trocou o bilhete que a levaria para a faculdade por um bilhete para Tóquio. Mas um atraso no voo e um encontro escaldante com um desconhecido fê-la mudar de ideias, colocando-a no bom caminho para alcançar um ambicionado emprego numa revista de moda em Nova Iorque.
Quando o irresistível desconhecido daquela noite extraordinária se revela como o novo chefe, o milionário magnata da comunicação Neil Elwood, Sophie não resiste à oportunidade para reacender a chama entre os dois… e a oportunidade para explorar o seu lado submisso com o homem mais dominador que alguma vez conheceu.
Neil é o único homem que compreendeu a sua necessidade de se submeter sexualmente, o único homem que conseguiu satisfazer esses desejos. Quando a sua relação tórrida e descomprometida se transforma em algo mais, Sophie terá de escolher entre a carreira e o coração… ou arriscar-se a perder ambas as coisas.


É verdade que as nossas livrarias estão cheias de livros eróticos e que muitas de nós já se encontram um pouco saturadas deste género literário, mas o que acontece é que de vez em quando descobrimos autoras que realmente merecem a pena e que nos fazem apaixonar novamente por livros deste tipo. Abigail Barnette é uma delas!
Deslumbrada apresenta-se com uma sinopse muito semelhante a tantas outras, mas com uma historia que não irá, de certeza, decepcionar todos os leitores que gostarem deste tipo de livro. Tenho de vos dizer que me apaixonei pela trilogia! A historia, que à primeira vista parece apenas focar a parte sexual do casal, surpreende pela forma como a autora nos vai mostrando como os protagonistas se vão apaixonando e também vai focando nas dificuldades que ambos têm em manter um relacionamento tão quente. É verdade que muitas vezes me esquecia da verdadeira idade que Neil, talvez por parecer que a protagonista feminina fosse um pouco mais velha e também para não chocar os leitores mais tradicionais, não querendo dizer que se trata de uma tão grande diferença, mas é que não consigo imagina-lo com mais de 35 anos e este já está na casa dos 40 e muitos.
A forma como terminou é sem duvida de nos deixar com um nó no estômago e com uma vontade enorme de saltar logo para o segundo volume da trilogia, mas estou a conseguir segurar-me (apesar de se encontrar mesmo ali na estante a olhar para mim com um ar maroto)! Estou bastante curiosa para saber o que se vai passar de seguida e em saber o que se passa realmente com Neil. Tive tanta vontade de lhe dar com alguma coisa na cabeça no final do livro…é tão teimoso!
Espero sinceramente que a Planeta continue a publicar mais livros desta autora, parece-me que é um boa aposta!  

[Lua de Papel]Lançamento de Grey, o livro mais esperado do ano

A Lua de Papel e a Bazooka procuram nove fãs da série As Cinquenta Sombras para receberem, em primeira mão, o livro mais aguardado do ano na festa exclusiva de lançamento de Grey.

Grey, a versão de As Cinquentas Sombras narrada por Christian Grey, chegará às livrarias portuguesas a 10 de setembro, dia do aniversário de Anastasia Steele, a protagonista da série.
Antecedendo o lançamento do livro mais esperado do ano, a Lua de Papel, editora de As Cinquenta Sombras em Portugal, está a promover um passatempo, em parceria com a Bazooka, que levará nove leitoras à festa exclusiva de lançamento de Grey onde terão o privilégio de receber os primeiros exemplares do mais recente bestseller de E L James.

A iniciativa, que decorre na página Mr. Grey - Portugal até ao próximo dia 31 de agosto, premiará ainda as nove leitoras seleccionadas com um passeio de helicóptero e um CD com a banda sonora do filme As Cinquenta Sombras de Grey.
Para se habilitarem a viver esta experiência única e inesquecível, as leitoras de As Cinquentas Sombras terão apenas de gostar da página Mr. Grey - Portugal  e enviar uma mensagem privada ao Mr. Grey, convencendo-o de que devem ser escolhidas. No dia 1 de setembro serão divulgados os nomes das nove participantes seleccionadas pelo Mr. Grey que irão participar naquele que será um dos acontecimentos mais aguardados da rentrée.
Originalmente lançado nos EUA a 18 de junho (data do aniversário de Christian), Grey já bateu todos os recordes de vendas, tendo sido vendidos mais de um milhão de exemplares só nos primeiros quatro dias.

Mais informações sobre o livro disponíveis em: http://www.leyaonline.com/pt/livros/literatura/erotica/grey/

[SDE]Opinião "Guerreiro dos Sonhos",de Sherrilyn Kenyon

Titulo: Guerreiro dos Sonhos
Autor: Sherrilyn Kenyon


Filho de deuses violentos, Cratus passa os tempos da sua eternidade a lutar em nome dos deuses antigos que o trouxeram à vida. Ele é a morte personificada a quem quer que se atravesse no seu caminho. Até ao dia em que baixou os braços e simplesmente não lutou mais, impondo um auto exílio. É então que um antigo inimigo liberta as suas forças e usa os sonhos humanos como campo de batalha. A única esperança da humanidade reside precisamente naquele que se recusa continuar a lutar: Cratus.
Sendo uma Caçadora de Sonhos, Delphine passou a eternidade a combater os predadores que se alimentam do nosso estado inconsciente. Mas os seus aliados voltam-lhe as costas e ela sabe que, para sobreviver, os Caçadores de Sonhos precisam de um novo líder: alguém que os oriente e ensine a lutar contra os novos inimigos. Cratus é a sua única esperança. No entanto, é Delphine a amarga recordação que fez Cratus baixar os braços...


De cada vez que é publicado um livro da serie Dark-Hunter sinto-me nas nuvens! A autora, que ao longo dos anos tem mantido os fans num euforia fenomenal, é sem duvida uma referencia para qualquer amante deste género literário. É verdade que os mistérios têm crescido à mesma velocidade que publica os livros, mas mesmo assim o numero de pessoas que se mantêm fieis à serie tem-se não apenas mantido, como aumentado.
Apesar deste livro não ser referente aos Dark-Hunters, mas sim aos Dream-Hunters, mantém a qualidade a que estamos habituados e a cada página cresce a vontade de saber o que se vai passar a seguir. Claro que a ideia de rever personagens da historia principal também faz com que essa vontade se vá mantendo e de cada vez que acontece é com grande alegria que vamos devorando cada palavra.
Este livro conta-nos a historia de Delphine  e Cratus…ou melhor, Jericho. Gostei do detalhe da mudança de nome, principalmente pela ideia de “Vida nova, nome novo!”, afinal Cratus era um Deus a quem foram retirados os poderes porque não conseguiu cumprir uma ordem dada pelo Todo Poderoso Zeus, sem contar com a forma como a autora depois ligou as historias dos dois protagonistas. O que se pode mais dizer? Fenomenal!
Agora, dizer mal do livro? Desculpem, mas não o consigo fazer! É verdade que os livros anteriores tinham perdido um pouco de brilho em relação aos primeiros da serie, mas este foi sem duvida um que me fez relembrar a razão porque era tão viciada nesta serie. Kenyon é uma das minhas autores preferias e apesar de já não encontrar-mos tantos livros deste género no mercado literário, é com muita alegria que vou encontrando estas publicações que nos vão abrindo o apetite a cada livro publicado.
Quanto ao final…só posso dizer: Oh Meu Deus!!!! Quero tanto ler o próximo livro.
Para finalizar gostaria apenas de dar os parabéns à Saída de Emergência, as traduções têm melhorado bastante e só tem a ganhar com isso. Espero que não demorem muito a publicar o próximo livro.
E vocês o que acharam?

[Editorial Presença]Novidade "Half Wild – Entre o Humano e o Selvagem",de Sally Green

Autor: Sally Green
Título Original: Half Wild – The Half life Trilogy
Tradução: Catarina Gândara
Páginas: 336
Coleção: Via Láctea Nº 124
PVP: 16,90€
Data de Publicação: 19 Agosto 2015

SEGUNDO VOLUME DA TRILOGIA FANTÁSTICA HALF LIFE

 

Nathan consegue finalmente escapar do cativeiro. Depois de encontrar o seu pai e de este lhe oferecer um dom poderosíssimo, completando assim os três dons que o confirmam como bruxo adulto, o jovem sabe, contudo, que ainda não se encontra a salvo e que tem de continuar a fugir. Porque de um lado estão os Bruxos Negros que o odeiam e do outro, os Bruxos Brancos que desejam a sua captura. No meio deste conflito, Nathan tem de conseguir encontrar o seu amigo Gabriel e resgatar Annalise, a jovem que ama e que está prisioneira do temível bruxo negro, Mercury. Mas para ser bem-sucedido, Nathan sabe que terá de aprender a controlar o seu próprio poder…
Half Wild é a continuação do livro Half Bad ̶ Entre o Bem e o Mal, aclamado internacionalmente pela crítica e pelo público.


Sally Green vive no Noroeste de Inglaterra. Em 2010 começou a escrever livros e desde aí nunca mais parou. Cria aves domésticas, faz deliciosas compotas, tem uma imaginação prodigiosa, gosta de ler, passear pelo campo, mesmo nos dias de chuva, e adora café. O seu livro anterior, Half Bad ̶ Entre o Bem e o Mal, entrou para o Guiness World Records como o livro de estreia com o maior número de direitos vendidos a nível mundial, tendo sido traduzido em cerca de 50 países. Em 2015 foi premiado com o Waterstones Children’s Book Prize na categoria de Melhor livro de ficção juvenil. Os direitos cinematográficos foram adquiridos pela Fox 2000.

GÉNERO: Ficção e Literatura / Romance Fantástico.
PÚBLICO-ALVO: Jovens adultos.


«Uma leitura magnífica.»
The Guardian

«Extremamente interessante e perigosamente viciante.»
Time

«Um thriller sobrenatural cheio de ritmo. – Um cruzamento entre um Harry Potter mais sombrio e Identidade Desconhecida.»
Metro


[Asa]Opinião "Aquele Beijo", de Julia Quinn

Titulo: Aquele Beijo
Autor: Julia Quinn


Gareth St.Clair vive momentos difíceis. Após a morte do irmão, passa a ser o único herdeiro da fortuna do pai. Infelizmente, o ódio deste por Gareth é tanto que prefere desbaratar o seu património a vê-lo nas mãos do filho. Resta-lhe como legado um velho diário, escrito pela avó paterna, que poderá conter os segredos do seu passado e a chave para o seu futuro. O único problema é que… o diário foi escrito em italiano, uma língua que o jovem não domina de todo.
Por um golpe de sorte, Gareth conhece Hyacinth Bridgerton, a mais jovem menina do conhecido clã, que nunca recusa um desafio, embora o seu italiano deixe muito a desejar. Além disso, Gareth intriga-a, pois parece estar sempre a rir-se dela.
Juntos, embrenham-se nas páginas do velho diário, mas aquilo que vão descobrir transcende as palavras escritas em papel, e manifesta-se sob a forma de um simples - mas inesquecível - beijo…


Finalmente chegou o mais recente livro de Julia Quinn e que livro…
Sabem aquelas historias que nos deixam sem ar? Que nos fazem ansiar por mais? Pois bem, esta é uma delas.
Não consigo dizer-vos qual dos livros desta sério é o meu favorito, mas tenho de confessar que Hyacinth conseguiu com que este ficasse no óptima posição. A mais nova dos irmãos Bridgerton sempre se mostrou muito independente, com uma personalidade muito á frente para a sua época. É verdade que todos os irmãos também o eram, mas com esta personagem pareceu-me que esse detalhe estava mais vincado.
Depois de termos descoberto a identidade de Lady Whistledown tinha ficado um pouco mais desmotivada com esta serie. Apesar de gostar bastante dos livros parecia que faltava algo e a autora finalmente conseguiu tirar-me essa sensação que me fazia desgostar um pouco daquilo que estava a ler. Claro que para isso contribuiu as aparições de Lady Danbury e, sendo esta avó de Gareth, garantiu que todo o livro fosse cada vez mais envolvente sempre que se virava a página.
Em relação a Gareth deixem-me que vos diga que ele é uma personagem excepcional, um neto digno da sua avó. Não gostei do pai dele, a forma como o tratava era deplorável e, apesar de ele ser um filho bastardo, acho que não merecia o tratamento que estava sempre a ter da parte do pai. Pelo menos tinha a avó que sempre lhe deu amor, carinho e um lar estável, onde ele se tornou num homem fantástico.
O que posso dizer-vos mais? Irão ter momentos de muito riso e diversão. As personagens são completamente hilariantes e a autora sempre teve um forte sentido de humor que nos cativou desde o inicio da serie. Leiam também e digam o que acharam!

[SDE]Opinião "Pureza Mortal",de J.D. Robb

Titulo: Pureza Mortal
Autor: J.D. Robb


Um misterioso caso sangrento relacionado com vírus de computadores causa terror e espanto. Louie Cogburn tem um ataque de fúria depois de dias em frente a um computador, causando um morto. A detetive Eve Dallas é encarregada da investigação do caso, não havendo, porém, nada que consiga explicar a fúria súbita do homem ou a sua morte. A única pista existente é uma mensagem bizarra no ecrã do computador: Pureza Absoluta Cumprida.
Eve divide-se entre um difícil caso de trabalho e a intensa relação de amor que vive com o marido, no seio da qual finalmente encontra o seu equilíbrio e paz de espírito. Mas para se concentrar no trabalho, será que descompensa no coração de Roarke? Quando um segundo homem morre em circunstâncias quase idênticas, Dallas apercebe-se da coragem e força intelectual, para além do apoio incondicional de Roarke, de que necessita para deslindar o caso e encarar o impossível… será isto um vírus de computador passível de contágio da máquina para o homem?


Com a chegada do décimo quinto volume deste serie poderia ser dito que os leitores estavam cansados ou que a historia não era desenvolvida, mas o que acontece é que a cada livro há sempre algo de novo para ser contado e mais um pouco para ser descoberto.
O que se pode dizer? Nora Roberts é a autora desta serie, e apesar de escrever sob o pseudónimo de J.D. Robb e de ser algo tão diferente daquilo a que estamos habituados, consegue manter os seus leitores fieis através da forma fantastica como vai contando as suas historias, sendo elas de romance ou acção.
Este foi sem duvida um livro que me interessou bastante. Não apenas pelo romance ou pelo crime, mas também por tocar um pouco num tema que me interessa bastante: a informatica. A autora pegou no tema e sem duvida conseguiu criar uma historia fantastica e soube fundamentar bem o seu conteudo, pois seria bastante mais simples pegar na historia e quase destruir o seu conteudo utilizando metodos que nunca iriam corresponder à realidade. Mas claro que não foi isso que aconteceu e, apesar de se passar num ambiente futurista nota-se o trabalho de pesquisa que a autora teve de fazer para fundamentar a forma com as pessoas eram assassinadas, pois não bastava dizer que morriam porque o virus era introduzido no seu cerebro (algo que seria impossivel). Foi brilhante!
Gostei bastante das cenas entre o McNab e a Peabody! O romance entre os dois sempre foi muito bonito, mas a forma como os dois se uniram neste livro foi inesquecivel. Se o Roarke não tivesse todo aquele charme e se não existisse uma quimica tão grande entre ele e a Eve, concerteza que Peabody e McNab seriam o meu casal preferido.
Agora irá começar a tortura de esperar pelo proximo volume! É uma pena que estes livros sejam publicados com tanto tempo de intervalo uns dos outros, mas posso dizer que vale cada dia de espera… Obrigada Saída de Emergência por não desistirem da publicação desta serie fantastica e tenho também de dar os parabéns porque tenho notado um grande esforça do vossa parte para melhorar a qualidade das traduções. Assim é que é!!! :D

[TopSeller]Opinião "Enlaçados", de Emma Chase

Titulo: Enlaçados
Autor: Emma Chase  


Ele é sedutor e um apaixonado pela vida. Ela é sensual e determinada. Nenhum dos dois quer assumir um compromisso. Mas estarão os seus destinos enlaçados?
Matthew Fisher é um banqueiro bem-sucedido, posição que lhe permite desfrutar dos prazeres materiais e morar num apartamento com vista para o Central Park. Matt sempre foi um sedutor e um mulherengo incorrigível. Ele admite que, enquanto não encontrar a «mulher certa», se vai divertindo com todas as «mulheres erradas». Apesar disso, ele quer assentar. Delores Warren é uma mulher diferente. O seu trabalho como engenheira espacial não a impede de ser sensual, extravagante e espontânea. Dee (como é conhecida) é decidida, principalmente no que respeita aos homens. Por ter vivido uma sucessão de relações que correram mal, resolve desistir dos compromissos sérios e aproveitar apenas os encontros casuais pelas noites de Nova Iorque.
Quando se conhecem, Matt acredita que encontrou finalmente a pessoa certa. Conseguirá ele fazê-la mudar de ideias e levá-la a aceitar um relacionamento sério?


No momento em que o trabalho de Emma Chase chegou ao nosso país e tive a oportunidade de o ler verifiquei que se tratava de algo especial. A autora não escreve apenas romances, os seus livros vêm carregados de momentos de grande humor e utiliza uma linguagem bastante divertida, que apenas serve para que o leitor se sinta mais próximo de acção e por isso sinta prazer naquilo que está a ler. Tenho a dizer que quando tive conhecimento que se tratava de uma serie fiquei um pouco relutante, pois quando temos livros com esta qualidade é muito fácil ficarmos apaixonados pelo primeiro livro, mas o segundo deixa-nos sempre um pouco desiludidos...mas a verdade é que já estamos no terceiro livro publicado em Portugal e mantenho-me fiel e a ansiar para que o quarto apareça por terras lusas.
Há algo que é mencionado neste terceiro livro e que tenho de também dizer nesta opinião. Já conhecemos a historia de Drew e Kate, uma história que me levou às lágrimas de tanto rir...mas a verdade é que existem historias paralelas que são tão boas como a deles. Uma dessas historias é a de Matt e Dee.
Ao longo dos livros anteriores estas foram duas personagens que me foram mantendo em alerta. Dee pela sua personalidade explosiva parecia ser o par adequado para Matt. Foi muito bom conhecer as aventuras pelas quais estes dois tiveram de passar até ao momento de ficarem juntos. Emma Chase escreveu logo no inicio do livro “...a melhor parte de uma viagem não é chegar ao destino. São as aventuras e desventuras que acontecem pelo caminho.”  e tenho de concordar com as suas sábias palavras. Quando lerem este livro iram concordar comigo também, porque a vida não tem apenas inicio e fim, tem um desenvolvimento que nos vai moldando de acordo com as experiências vividas ( sejam elas boas ou más). Os livros da autora estão sempre recheados de pequenos trechos que nos deixam a pensar na nossa própria vida. Essa é sem duvida uma das razões que me fazem gostar tanto de os ler. Claro que tenho de dizer que também foi muito bom rever a irmã de Drew e a sua adorada filha. Aquela míuda é uma das personagens que mais adoro, não apenas pela forma engraçada como consegue sempre com que os adultos façam as suas vontades, mas também pela maneira subtil de mostrar que as coisas nem sempre são tão complicadas como as julgamos...
Gostaria imenso de vos poder dizer que existe algo de errado com este livro, mas a minha opinião é que mais uma vez a autora conseguiu deixar-me encantada e com vontade de continuar a ler os seus livros, sejam eles desta série ou não! Romance e humor...estas são as duas palavras que surgem no meu pensamento sempre que penso neste livro.
O trabalho que a TopSeller tem desenvolvido com os autores que têm sido publicados no nosso país tem sido magnifico e espero sinceramente que assim se mantenha. Muitos parabéns!