[TopSeller]Opinião "A Rapariga no Comboio",de Paula Hawkins

Titulo: A Rapariga no Comboio
Autor: Paula Hawkins


Todos os dias, Rachel apanha o comboio...
No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.
Até que um dia...
Rachel assiste a algo errado com o casal... É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada. Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afetando as vidas de todos os envolvidos.
De leitura compulsiva, este é o thriller do momento, absorvente, perturbador e arrepiante.


Antes de dar a minha opinião, gostaria de agradecer à TopSeller por me ter dado a oportunidade de ler este livro ainda antes de sair no mercado. Foi uma oportunidade fantástica e a qual espero que se volte a repetir. Já conhecia os ARC (Advanced Reading Copy) através de outros blogues estrangeiros e verificar que as nossas editoras começam a desenvolver o mesmo tipo de atividades deixa-me muito feliz.
Agora, em relação ao livro…OHMEUDEUS!!!!!
Este foi um livro completamente alucinante. Acho que, cada vez que fizer uma viagem de comboio, nunca mais irei olhar para as casas à beira da linha da mesma forma. Uma palavra para o descrever: Viciante! E, por mais que procure, não encontre uma única parte em que possa dizer mal da história ou dos seus personagens.
Na minha opinião, Paula Hawkins criou uma história fantástica e que nos prende desde a primeira página. Sendo que a conjunção entre essa historia e o mistério que envolve vão-se tornando, ao longo do livro, cada vez mais envolventes e fazendo com que o leitor se sinta mais e mais absorvido pelo que se está a passar. O que posso dizer é que a leitura acaba por ser feita de uma forma quase compulsiva, em que o leitor quase não consegue parar de ler e a vontade de saber o que se vai passar a seguir vai aumentando a um ritmo completamente alucinante.
Para aqueles que ainda não sabem, o livro estará à venda a partir do dia 8 de Junho. Não queiram perder este comboio, comprem o livro e entendam da melhor forma tudo aquilo que tenho estado a dizer. Acreditem que não se irão arrepender!

[Marcador]Novidade "Arquipélago",de Joel Neto

Título: Arquipélago
Autor: Joel Neto
Editora: Marcador
Nº de Páginas: 460
PVP: 18,95€
À Venda A Partir De 20 De Maio


No último paraíso do Planeta, a meio caminho entre o Velho e o Novo Mundo, as ventanias preparam a sua ofensiva. Ardem vulcões e terramotos, e é contra a morte que o povo dos Açores festeja, eufórico, como se em todo o caso o fim estivesse próximo. De regresso às ilhas após trinta e cinco anos de ausência, José Artur Drumonde colecciona afectos e perplexidades.
Há Elias Mão-de-Ferro, um velho endurecido pela vida no mato e pela culpa. Há Maria Rosa, uma pequena maria-rapaz, loira como só aos oito anos, conhecedora das raças de vaca e da natureza humana. Há Cabrinha, taberneiro e manipulador da consciência coletiva; há La Salete, a sua filha cozinheira e sábia; há Luísa Bretão, mulher de beleza e silêncios, a quem o regressado demorará tempo de mais a declarar-se.
A sua viagem não é a de um vencedor. Com a carreira na universidade onde ensina em risco, José Artur voltou em busca de vestígios da Atlântida, a utopia há tanto procurada por arqueólogos e historiadores, e provavelmente também da memória de José Guilherme, o avô de cuja vida de adulto a sua própria existência fora, décadas antes, uma reprodução em ponto pequeno.
A terra não treme sob os seus pés: nem o maior o terramoto o seu corpo será capaz detectar, no que constituirá o mais evidente sinal da incompletude da sua pessoa. Na autenticidade da vida do campo, na repetição dos gestos dos seus antepassados – aí se encontrará, talvez, a redenção.
Mas as entranhas da velha casa familiar escondem um segredo: os ossos de Elisabete, a criança desprovida de um braço e dotada de força sobre-humana cujo desaparecimento, quase quarenta anos antes, coincidira com o fim da sua própria infância.


JOEL NETO passou 20 anos em Lisboa e vive agora no lugar dos Dois Caminhos, na ilha Terceira, onde tem um cão, um jardim de azáleas e uma horta. Nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974, e editou, entre outros, «Os Sítios Sem Resposta» (romance), «O Citroën Que Escrevia Novelas Mexicanas» (contos) e «Banda Sonora Para um Regresso a Casa» (crónicas). É autor de várias colunas dispersas pela imprensa nacional, nomeadamente a série de relatos «A Vida no Campo», publicada de segunda a sexta-feira no Diário de Notícias.

[Editorial Presença]Opinião "Alvorada Vermelha",de Pierce Brown

Titulo: Alvorada Vermelha
Autor: Pierce Brown


"Alvorada Vermelha" é o primeiro volume de uma trilogia que tem tudo para conquistar a legião de fãs de Os Jogos da Fome. Passa-se numa altura em que a humanidade começou a colonizar outros planetas, como Marte. Darrow é um jovem de 19 anos que pertence à casta mais baixa da Sociedade, os Vermelhos, uma comunidade que vive e trabalha no subsolo marciano com a missão de preparar a superfície do planeta para que futuras gerações de humanos possam lá viver. No entanto, em breve Darrow irá descobrir que ele e os seus companheiros foram enganados pelas castas superiores. Inspirado pelo desejo de justiça, Darrow irá sacrificar tudo para se infiltrar na casta dos Dourados… e aniquilá-los! Vingança, guerra e luta pelo poder num romance de estreia empolgante. «O livro de estreia de Pierce Brown dá continuidade à onda de entusiasmo iniciada por "Os Jogos da Fome", de Suzanne Collins, e "O Jogo Final", de Orson Scott Card.» Amazon.com


Este foi um livro que me despertou várias opiniões! Se por um lado adorei e estou ansiosa por continuar a ler, por outro não consigo avançar na leitura. O livro será mau? Não, nada disso…chega a ser tão bom que me perdi completamente e esqueci tudo o resto, mas na verdade há algo que me faz ler de uma forma mais vagarosa e em certas partes torna-se difícil avançar com a historia. Isso acaba por resultar na perca de vontade de leitura e danifica bastante a opinião de um livro que sei que é realmente bom, mas que na verdade não consigo terminar de ler.
Estou a contrariar as minhas palavras? Sim, na verdade estou, mas esta é a mais pura das verdades e não vos consigo explicar de outra forma.
O que vos posso dizer das personagem é que cada uma é especial à sua maneira.
Adorei Darrow e a forma como mostra a sua valentia perante os outros. Apesar das condições em que viveu toda a sua vida se manteve fiel aos seus ideias, contra tudo e contra todos e quando lhe roubam aquilo que tem de mais precioso, a sua mulher, decide que chegou a hora de lutar. Na verdade ele chegou, lutou e venceu…à custa de muitos sacrifícios, mas conseguiu chegar onde queria. Momentos houve que na minha cabeça pensava que tinha chegado o fim, que a autora iria assassinar a personagem principal, mas felizmente tal não aconteceu…e mesmo quando tudo parecia perdido, Darrow mostrou que me manteria fiel ao seu juramento. Agora posso dizer-vos que não gostei da mulher de Darrow. Não sei, havia algo nela que não me cativou e, quando morreu, não me senti triste.
“Alvorada Vermelha” é o primeiro volume de uma serie que promete cativar os seus leitores…Leiam e depois digam-me o que acham.


[TopSeller]Novidade "Sr. Sherlock Holmes",de Bill Condon

Sherlock Holmes, personagem criada pelo médico e escritor Sir Arthur Conan Doyle, é uma das mais interessantes personagens de romances policiais de sempre. Criado em 1887, o excêntrico e boémio detetive foi protagonista de dezenas de obras, e as suas habilidades em literatura, filosofia, astronomia, química, anatomia, entre muitas outras, tornaram-no, sem dúvida, numa intrigante e incomparável figura.

​Com o passar do tempo, e fruto do sucesso, a personagem de Sherlock Holmes saltou, através de ad​a​ptações, para páginas de livros de novos autores e para o universo audiovisual. E é com prazer que a Topseller edita em Portugal um livro que mereceu rasgados elogios pela crítica.​ ​​​
Sr. Sherlock Holmes (Topseller l 272 pp l 16,59€) é o romance mais conhecido de Mitch Cullin, cuja adaptação ao cinema, realizada por Bill Condon, tem estreia marcada em Portugal para dia 23 de julho. O conhecido Sir Ian McKellen é Sherlock Holmes no grande ecrã.


Corre o ano de 1947, e o nonagenário Sherlock Holmes vive em Inglaterra, numa casa de campo perto da costa. Holmes vive com a sua caseira e o filho desta, o jovem Roger, a quem o desconhecimento da diferença entre abelhas e vespas se revelará fatal.
A rotina decorre entre a solidão pacífica do seu escritório e as abelhas — as «criaturas metódicas» que habitam o seu colmeal —, enquanto tenta lutar diariamente contra os efeitos da idade sobre a sua prodigiosa mente e o receio da perda irreversível das memórias de casos passados.
Eis que surge então um manuscrito inacabado, sobre um caso de há 50 anos que o detetive nunca solucionou e que agora se sente determinado a concluir: Londres, uma mulher bonita com um comportamento instável, um marido irado, um misterioso jardim e uma morte súbita. Holmes embrenha-se na difícil tarefa de reavivar a memória e assim terminar o manuscrito.
Em Sr. Sherlock Holmes, Mitch Cullin revela-nos a experiência de uma mente brilhante ao longo de décadas, que desvendará o mais importante dos mistérios: o da natureza humana.


Mitch Cullin é autor de oito livros de ficção, e o seu romance mais conhecido. O seu romance Tideland foi também adaptado ao cinema, sob direção de Terry Gilliam. Até ao momento, os seus romances foram traduzidos para 14 idiomas. Mitch Cullin vive na zona de Los Angeles, Califórnia.


«Uma belíssima história sobre Sherlock Holmes... com todos os ingredientes que um bom romance deve ter.» 
The Washington Post

«Mitch Cullin atribui a Sherlock Holmes uma existência de carne e osso, tornando-o real.» 
The New York Times

[5 Sentidos]Novidade "Eve e as Trevas", de Sylvia Day

Título: Eve e as Trevas
Autor: Sylvia Day
Tradução: Cláudia Ramos
Págs: 342
Capa: mole com badanas
PVP: 16,60 €

Um livro provocante e de deixar os sentidos em brasa
Num mundo onde os demónios podem estar ao virar da esquina, a poderosa e sensual Eve protagoniza uma aventura vibrante, provocadora e de deixar os sentidos em brasa. É assim Eve e as Trevas, livro de Sylvia Day que a 5 Sentidos publica a 8 de maio e que inaugura uma nova série da autora.
Líder das principais listas de vendas internacionais, Sylvia Day é autora da série Crossfire, protagonizada por Eva e Gideon. Esta coleção é composta, até ao momento, pelos livros Rendida, Refletida, Envolvida e Atraída. A 5 Sentidos também já publicou, com grande sucesso, uma outra obra da autora, intitulada Feitiço.
Recentemente, os famosos estúdios Lionsgate adquiriram os diretos para adaptação à televisão da série Crossfire.


Para Evangeline Holis, aquilo que parecia ser apenas uma aventura com um mau rapaz acabou por se transformar num desastre de proporções bíblicas.
Uma noite com o misterioso homem vestido de cabedal foi quanto bastou para a punição divina: a Marca de Caim.
Presa num mundo onde os pecadores são recrutados para matar os demónios, Eve tem pouco tempo para se adaptar. Agnóstica desde sempre, ela vê-se obrigada a uma série de manobras na burocracia celestial onde passa a ser um valioso mas maltratado peão.
Eve passa também a ser mais um ponto de discórdia num dos mais antigos casos de rivalidade familiar da História… Mas para já, ela está mais preocupada em matar para se manter viva e salvar a alma que nem ela própria sabia ter.
Amaldiçoada por Deus, perseguida pelos demónios, desejada por Caim e Abel… tudo num só dia. 


Sylvia Day é autora n.º 1 nas listas de bestsellers do New York Times e bestseller internacional de cerca de 20 romances premiados e publicados em mais de 40 países. Autora de eleição para seguidores de vários géneros, é bestseller em 28 países e conta já com dezenas de milhões de livros impressos em todo o mundo.
Os direitos para televisão da série Crossfire foram adquiridos pela Lionsgate.