[Planeta]Novidades Outubro 2015

Titulo: Deixa-Te Levar
Autor: Megan Maxwell
N. Páginas: 504
PVP: 19,90 €
Nas livrarias a partir de 21 de Outubro


Tony Ferrasa é um compositor porto-riquenho, lindo, rico e com êxito. Não há mulher que lhe resista e que esqueça com facilidade o seu fascinante olhar verde.
Ruth é uma jovem que com apenas vinte e dois anos teve de tomar conta da irmã recém-nascida e de um irmão delinquente. Quando parece que por fim consegue orientar a vida, as coisas descambam de novo e foge, sem saber que está grávida.
Para sustentar a família, aceita qualquer trabalho digno que se apresente e, assim, Tony e Ruth acabam por se conhecer numa festa onde ela trabalha a servir. A partir daí, como o destino é caprichoso, tornam a encontrar-se em várias ocasiões e, apesar do interesse que ele demonstra, ela mantém-se fria e indiferente.
Pouco a pouco ambos vão entrando numa relação que acaba por desvendar que o que sentem um pelo outro é muito mais intenso do que estão dispostos a admitir. Tentam distanciar-se, mas quanto mais empenho põem na distância menos o conseguem e a atração torna-se ainda mais forte.


Titulo: Saudade
Autor: Linda Holeman
N. Páginas: 544
PVP: 21,95 €
Disponível a partir de 21 de Outubro


Diamantina tem apenas treze anos quando o pai, um marinheiro holandês que deu à costa na ilha de Porto Santo, a abandona para ir em busca de diamantes no Novo Mundo.
Pouco depois, a mãe, uma feiticeira e curandeira africana, adoece e morre, deixando a filha a lutar sozinha pela sobrevivência no pequeno casebre da praia onde viviam.
Por baptizar, marcada pela feitiçaria da mãe e pelo sangue estrangeiro que lhe corre nas veias, essa luta parece condenada ao fracasso. Durante algum tempo, a segurança de Diamantina parece encontrar-se em Abílio, que partilha o sonho de partir daquela ilha.
Contudo, Abílio é um homem sem escrúpulos, que a usa a seu bel-prazer. Se Diamantina fosse uma jovem respeitável, ele tê-la-ia desonrado. Mas ela não é respeitável e não consentirá que a desonrem.
Orquestra a fuga da ilha mediante um casamento de conveniência com um ex-padre, Bonifácio, que se encontra mergulhado num terrível ciclo de culpa, tentação e redenção, e que aceita esta marginal como esposa e penitência, levando-a para casa do pai, num vinhedo rodeado por montanhas, na ilha da Madeira, onde ela se sente ainda mais enclausurada.
Independentemente dos obstáculos que estes homens ponham no seu caminho, Diamantina recusa-se a aceitar o seu destino e determina-se a criar a vida que deseja para si.

0 comentários:

Enviar um comentário