[Quinta Essência]Opinião "Coração Selvagem",de Elizabeth Hoyt

Titulo: Coração Selvagem
Autor: Elizabeth Hoyt


Irá ela conseguir derrubar as defesas dele?
Reynaud St. Aubyn passou os últimos sete anos num cativeiro infernal. Agora meio louco com febre, surge de repente no seu lar ancestral e exige o que lhe é devido. Pode este homem de aparência selvagem ser realmente o último herdeiro do conde, julgado morto por índios anos atrás?
Beatrice Corning, sobrinha do atual conde, é uma boa jovem inglesa. Mas tem um segredo: nenhum homem em carne e osso a excitou mais do que o belo jovem do quadro pendurado em casa do tio. De repente, esse mesmo homem está ali, em carne e osso… e a atraí-la para a sua cama.
Apenas Beatrice consegue ver o homem nobre dentro do aspeto selvagem de Reynaud. Reynaud sente-se atraído por aquela jovem encantadora, embora desconfie da lealdade dela. Mas poderá o amor de Beatrice domar um homem que não se deterá diante de nada para recuperar o seu título… mesmo que isso signifique sacrificar a inocência dela?


Finalmente chegamos a fim desta série e é com muita pena minha que isso acontece.
Elizabeth Hoyt trouxe-nos uma série fantástica, uma série que vejo acabar e que me deixa já com um pouco de saudades. Foram horas que preenchi com histórias lindíssimas e que me puseram sempre com os nervos acima da pele, na expectativa do que iria acontecer…
Neste ultimo livro, voltei a ter as mesmas sensações. Mesmo seguindo a mesma linha de acção dos livros anteriores, fiquei sempre curiosa com o que poderia acontecer de seguida… Lembro-me do momento em que li acerca de Reynaud St. Aubyn, da forma como sempre falaram dele… Confesso que foi uma personagem que sempre me deixou um pouco desconfiada, pois até certa altura pensei que tinha algo a ver com a tragédia que envolveu os soldados. Fiquei também muito contente pelo responsável ser quem eu desconfiava desde o livro anterior.
Em relação aos protagonistas, foram duas personagens muito bem conseguidas. Achei que ambos se mostraram à altura, Reynaud com o seu comportamento meio selvagem e Beatrice com uma personalidade forte, mas ao mesmo tempo inocente. Gostei da forma como ele se ia dobrando perante as ordens de Beatrice, mostrando que de certa forma o deixa desconcertado. O tio de Beatrice, que sempre me pareceu um pouco duro, acabou por me deixar enternecida, pois se por um lado era uma velho cruel, também se mostrava preocupado com o futuro da sobrinha, justificando de certa forma o seu comportamento.
Foi sem dúvida um desfecho perfeito para uma série perfeita! Cinco estrelas e sem margem para dúvidas.

0 comentários:

Enviar um comentário