[TopSeller]Novidade "Ao Encontro do Destino", de Amy Hatvany

Depois de O Jardim das Memórias, Amy Hatvany regressa com um novo e comovente romance, Ao Encontro do Destino (Topseller I 368 pp I 18,79€), um extraordinário olhar sobre a dor de três mulheres e a esperança que persiste quando se sobrevive ao inimaginável.





Hannah perde a filha de 12 anos num acidente. Através da doação do fígado da filha, Hannah consegue salvar a vida de uma adolescente um pouco mais velha, Maddie. Saída da redoma de proteção em que vivia por causa da doença, Maddie ganha uma nova esperança de vida para enfrentar, por fim, o desafio do mundo real. Olivia, a sua mãe, é vítima da violência do marido, mas planeia um dia fugir de casa com Maddie sem que isso implique perder a custódia da filha.
Numa história arrebatadora e profundamente comovente, os caminhos destas três mulheres vão cruzar-se e as suas vidas irão alterar-se para sempre.
  


Escritora norte-americana formada em Sociologia, a experiência académica e pessoal de Amy Hatvany possibilitou-lhe um grande conhecimento da natureza humana. Nos seus livros aborda diversos temas controversos, incluindo doenças mentais, violência doméstica e alcoolismo. É autora de livros muito elogiados pela crítica, como The Language of Sisters, Best Kept Secret, Heart Like Mine e O Jardim das Memórias, também publicado pela Topseller. Ao Encontro do Destino é o seu título mais recente. Conheça melhor a autora em: www.amyhatvany.com.


«Amy Hatvany leva o leitor a refletir sobre uma multiplicidade de assuntos — a morte, a doação de órgãos, as famílias monoparentais, os maus tratos e o amor-próprio —, trabalhando cada tema com sensibilidade e compaixão.» 
 Kirkus Reviews
  

«À semelhança de Jodi Picoult, Amy Hatvany retrata com sensibilidade momentos da vida real, mantendo o leitor fascinado até à última página. Um livro que permanecerá consigo.» 
Allison Winn Scotch, autora bestseller internacional

[TopSeller]Novidade "A Mulher de Má", de Marc Pastor

A Mulher de Má (Topseller I 256 pp + 8 ilustradas I 15,98€), de Marc Pastor, CSI de manhã e escritor à noite, revela um mundo macabro, uma história verídica que nos faz duvidar de um dia ter realmente existido uma mulher tão pérfida, capaz de crimes tão monstruosos. Um livro assombroso que agarrará o leitor da primeira à última página. 


Barcelona, 1912. Há crianças a desaparecer. Quando um cadáver é encontrado numa viela estreita, dilacerado e sem um pingo de sangue, surgem rumores bizarros sobre um «vampiro» que se move pelas sombras da cidade e que anda a roubar as almas dos inocentes. 
Para a polícia trata-se apenas de mais um cadáver, num lugar onde a morte e o crime são tão frequentes que se tornaram banais. E quanto às crianças desaparecidas, ninguém quer saber dos filhos das prostitutas que povoam Barcelona. Mas para o inspetor Moisès Corvo — um polícia rude e dissoluto, com um sexto sentido peculiar — este é um mistério que tem de ser resolvido, com um criminoso que afinal é uma mulher.

Marc Pastor nasceu em Barcelona, em 1977. Estudou criminologia e política criminal, e trabalha atualmente como investigador criminal na sua cidade natal. Autor de vários romances, o livro A Mulher Má valeu-lhe, em 2008, o prémio Crims de Tinta, atribuído ao melhor policial «negro» escrito em língua catalã.

Baseado na história verídica de Enriqueta Martí, uma mulher misteriosa que aterrorizou a cidade de Barcelona no início do século XX, este livro intrigante proporcionou a Marc Pastor projeção internacional ao ser traduzido e publicado em variadíssimas línguas por todo o mundo. As recentes viagens por diversas cidades de Inglaterra e Estados Unidos granjearam-lhe enormes elogios por parte da crítica.

«Tem um toque de Poe e de Bram Stoker, mas também de Sherlock Holmes e de Raymond Chandler. Este romance catalão, desenhado sordidamente, é a mistura do terror gótico com o crime realista. É horrífico, assustador e incrivelmente apaixonante.» The Times
 «Um enredo frenético e uma escrita extraordinariamente vívida. Altamente recomendado!» The Independent

[Porto Editora]Novidade "Uma Escolha Imperfeita",de Louise Doughty

Título: Uma escolha imperfeita
Autor: Louise Doughty
Tradução: Cláudia Ramos
Págs.: 376
Capa: mole
PVP: 16,60 €

Uma decisão impensada pode mudar o curso de uma vida para sempre.
É essa a mensagem de Uma escolha imperfeita, romance de Louise Doughty, que a Porto Editora publica a 3 de outubro.Esta é uma história sobre as relações, a verdade e a moralidade de uma sociedade que nos aprisiona, escrita num tom intimista, pleno de emoção, erotismo e com um grau de suspense de tirar o fôlego.
Louise Doughty foi nomeada para prémios importantes, como o Costa Novel Award e o Orange Prize for Fiction. É uma autora respeitada e em ascensão. Confirma-o, por exemplo, Hilary Mantel: «Louise Doughty, cada vez mais segura na sua escrita, leva o inquieto leitor a um território sombrio. Um livro irresistível e cheio de coragem». Também o The Guardian afirmou que a autora possui um «talento especial para histórias inquietantes».


Yvonne Carmichael trabalhou arduamente para conquistar a vida que sempre quis: uma invejável carreira na área da genética, uma casa fantástica, uma boa relação com o marido e dois filhos crescidos de quem se orgulha.
Um dia, ela cruza-se com um desconhecido e, num impulso, começa uma tórrida aventura amorosa – uma decisão que acabaria por colocar em causa tudo o que ela sempre valorizou. Yvonne acredita que conseguirá manter a relação extramatrimonial sem que tal venha a interferir na sua vida, tal como ela é. Só que, na verdade, ninguém consegue controlar o que acontecerá a seguir. De conceituada e respeitada cientista a adúltera acusada dos mais variados crimes, Yvonne vê todos os seus planos desmoronarem-se numa espiral de desilusões e violência.


Louise Doughty é autora de sete romances. Uma escolha imperfeita (cujos direitos estão vendidos para 21 países) é o primeiro título a ser publicado depois de Whatever You Love, que foi finalista do Costa Novel Award e do Orange Prize for Fiction.

Vencedora de vários prémios na área da escrita para rádio e contos. Doughty publicou também um trabalho de

não-ficção, A Novel in a Year, baseado numa coluna de opinião escreve para um jornal. É ainda autora de vários artigos de fundo para jornais e revistas como The Guardian, The Independent, The Daily Telegraph, The Mail on Sunday e a sua carreira na rádio inclui trabalhos em emissoras como a BBC. Vive em Londres.


Não há uma única mulher que não tenha percebido alguma vez, num momento de pânico, que está no lugar errado, na hora errada, com o homem errado. Louise Doughty, cada vez mais segura na sua escrita, leva o inquieto leitor a um território sombrio. Um livro irresistível e cheio de coragem
Hilary Mantel

A cena de abertura deixa prever que as coisas não vão correr bem para Yvonne. E será fascinante ver como uma mulher brilhante destrói a sua vida com apenas algumas decisões impulsivas. Pela mão de Doughty, as atitudes de Yvonne são simultaneamente chocantes e inacreditavelmente compreensíveis.
Entertainment Weekly

Doughty tem um talento especial para histórias inquietantes que nos fazem questionarmo-nos sobre nós próprios, as nossas relações e escolhas (…). Uma leitura absolutamente emocionante.

The Guardian

[Planeta]Novidade Setembro 2014

Titulo: O Vestido Cor De Pêssego    
Autor: R. A. Stival
N. páginas: 320
PVP: 17,76€ 
Lançamento: 24 de Setembro


Muitas batalhas são vencidas nos campos do coração 
O General Amadeus Barnard, da Cavalaria Ligeira da Grande Armée de Napoleão tinha um título de nascimento. Propriedades. Uma biblioteca preciosa. Era um herói nacional. Bonito como o diabo... Adeline Boissinot só tinha dois vestidos. Não: apenas um vestido: o que trouxera no corpo quando rumara até Paris, atrás de um sonho que nunca se realizaria... 
O outro, o vestido castanho que ela usava durante o dia e fora adaptado para o seu corpo delicado, era o vestido da criadagem. E ele era o seu patrão. 


Titulo: Este Homem – Vol. 3 Confissão
Autor: Jodi Ellen Malpas
N. Páginas: 528
PVP: 19,95 €
Lançamento: 24 de Setembro


Neste último livro da trilogia, o leitor vai conhecer o final empolgante da história entre o aristocrata Jesse Ward e a jovem designer de interiores Ava O’Shea. 
The Manor, o local onde começou a sua história de amor apaixonada, enche-se de convidados para o que deverá ser o dia mais feliz das vidas de Ava e Jesse. Ela aceitou que nunca conseguirá domar o lado selvagem de Jesse, e também não o deseja fazer. O seu amor é profundo, sua ligação poderosa, mas quando pensa que por fim tudo está bem, de súbito surgem mais dúvidas e perguntas, levando Ava a suspeitar que Jesse Ward poderá não ser o homem que pensa que é.  
Ele sabe como levá-la para um lugar além do êxtase… mas também a conduzirá ao desespero? É chegada a hora de este homem se confessar.

Titulo: A Mulher Louca
Autor: Juan José Millás
PVP: 16,95€
N. páginas: 192
Lançamento: 24 de Setembro


À volta deste novo romance convivem três Millás: o Millás autor, o Millás narrador e o Millás personagem, o que torna este livro numa  mistura entre reportagem e romance, a que se junta um ingrediente autobiográfico. 
O autor transforma-se no protagonista do seu próprio relato, quando ao conhecer duas mulheres que vivem na mesma casa percebe que tem ali material para escrever uma reportagem e um romance.  «Havia apenas um problema: através de que tipo de personagem iria fazer a narração? E dei-me conta de que o único personagem possível era eu», refere Millás em entrevista ao jornal El País.  
A protagonista de A Mulher Louca, Júlia, trabalha numa peixaria e à noite estuda gramática, porque está apaixonada pelo chefe, que na verdade é filólogo.  
Nos tempos livres, a jovem ajuda a cuidar de uma doente terminal, Emérita, e encontra-se com Millás, que está a fazer uma reportagem sobre a eutanásia. 
Durante as visitas, o escritor sente-se atraído pela ideia de romancear a vida de Júlia, embora para o fazer enfrente o seu bloqueio criativo com a ajuda da psicoterapeuta. 
A realidade transtorna os planos do escritor, quando Emérita revela um segredo que guardou zelosamente toda a vida. O que começara como uma crónica para o jornal converte-se então numa espécie de novela, onde se verá apanhado como personagem.    


Titulo: A Casa Azul
Autor: Claudia Clemente
N. Páginas: 176
PVP: 16,50€
Lançamento: 24 de Setembro


A moradia de uma família arruinada, no Porto, que é demolida para dar lugar a um condomínio.  
Uma mulher que desistiu de tudo desde que teve de vender a casa azul e despedir-se das suas magníficas árvores. Um agente da PIDE que segue, nos anos 60, os movimentos dos habitantes da casa azul. Duas irmãs gémeas que desconhecem a existência uma da outra: uma parisiense, outra portuense. Um homem num hospital em Paris, gravemente queimado, que todos os dias é visitado por uma jovem. 
Uma história de amor e paixão que nasceu em Paris, no único mês de Maio em que tudo foi possível.

Beast Part 4 Release



If you read Beast part three, and you should have, since these are serials, I don't think I need to entice you to one-click this novella. Beast and Annabelle are f*cked - and you know they're f*ckING, too. Grab your guns and a few extra pairs of panties! We're on the lam, and it's sexier than ever.

Purchase on Amazon:
Haven't started reading the Beast series yet?  All of them are now available!





Beast Part 1: Free on Amazon

Beast Part 1: Free on iBooks

Beast Part 1: Free on B&N

FROM HOLLYWOOD ROYALTY...

At twenty-one years old, third-generation movie star Cal Hammond was on top of the world. He had more money than God and more women than any man could need. But when a night of debauchery ends in tragedy, he forfeits a life of luxury for a ten-year prison sentence at La Rosa, California’s most violent prison.

TO BRUTAL BEAST.

Eight years later, a ruthless, cunning man runs La Rosa from the inside. He is known simply as Beast. All the wardens fear him. All the gangs obey him. He speaks to no one but his inner council. What he says is law.

ONLY SHE CAN SAVE HIM.

Annabelle Mitchell’s stepfather is the warden at La Rosa. He deals as dirty as his trustees, and after years of smooth relations with Beast and the gangs he runs, Holt lands on the powerful prisoner’s hit list. That very afternoon, Annabelle pays a surprise visit to La Rosa, hoping to use her new counseling license at a place she thinks she could make a difference. When Beast sees her, he releases the warden and grabs the nameless girl who played a starring role in the worst night of his life. The price for the warden’s error is not death. It’s his precious Belle.



Beast Part 2: Purchase on Amazon

Beast Part 2: Purchase on iBooks

Beast Part 2: Purchase on B&N


Continue the dark, erotic journey of Annabelle, the warden's daughter, and the man she's pined for since high school. No longer Cal Hammond, actor, Beast is a brutal man who runs La Rosa Prison's gangs from behind a shroud of secrecy and lies. Can Annabelle's love save him from his tainted past, or will his deceit ruin both of them?



Beast Part 3: Purchase on Amazon

Beast Part 3: Purchase on iBooks

Beast Part 3: Purchase on B&N

Return to La Rosa Prison as Annabelle tries to save Beast from his grizzly fate. Her tongue and hands are doing most of the saving.

Okay, not really.

There's suspense and a healthy dose of smut, too. You know that's how you like it...

About Ella James

Ella James is a Colorado author who writes teen and adult romance. She is happily married to a man who knows how to wield a red pen, and together they are raising a feisty two-year-old who will probably grow up believing everyone’s parents go to war over the placement of a comma.

Ella’s books have been listed on numerous Amazon bestseller lists, including the Movers & Shakers list and the Amazon Top 100; two were listed among Amazon’s Top 100 Young Adult Ebooks of 2012.

To find out more about Ella’s projects and get dates on upcoming releases, find her on Facebook at facebook.com/ellajamesauthorpage and follow her blog, www.ellajamesbooks.com. Questions or comments? Tweet her at author_ellaj or e-mail her at ella_f_james@ymail.com.

Website       Facebook      Twitter    Amazon Author Page

[TopSeller]Opinião "Um Caso Perdido",de Colleen Hoover

Titulo: Um Caso Perdido
Autor: Colleen Hoover


Preferia saber a verdade, ainda que isso fizesse de si um caso perdido, ou continuar a viver uma mentira? Quando Sky conhece Dean Holder no liceu, um rapaz com uma reputação tão duvidosa quanto a dela, sente-se aterrorizada, mas também cativada. Há algo naquela figura que lhe traz memórias do seu passado mais profundo e perturbador. Um passado que ela tentou por tudo enterrar dentro da sua mente. Ainda que Sky esteja determinada a afastar-se de Holder, a perseguição cerrada que ele lhe dedica, bem como o seu sorriso enigmático, fazem-na baixar as defesas, e a intensidade da relação entre os dois cresce a cada dia. Mas o misterioso Holder também guarda os seus segredos, e, quando os revela a Sky, ela vê-se confrontada com uma verdade tão terrível que pode mudá-la para sempre. Será Sky quem ela pensa que é? E será que os dois conseguirão sarar as suas feridas emocionais e encontrar um modo de viver e amar sem limites? Um Caso Perdido (Hopeless) é um romance intenso que o irá comover e arrebatar, ao mesmo tempo que o fará recordar o seu primeiro amor.


Foi com alguma alegria que recebi a notícia de que este livro iria ser publicado em Portugal. Já conhecia o nome da autora, através do Goodreads e, pelas críticas lá publicadas tinha as expectativas muito elevadas para este livro.
“Um Caso Perdido” foi, para mim, umas das melhores publicações do ano, em Portugal! A autora conseguiu criar uma história simples, mas especial. Holder e Sky foram duas personagens que me deixaram fascinada e que me prenderam à história desde o primeiro instante. O livro trata também temas bastante reais, os quais muitas vezes podem acontecer com o nosso vizinho do lado e nem termos conhecimento disso. Confesso que desde o início que suspeitei do que realmente se tinha passado durante a infância de Sky, mas conhecer a realidade e a verdadeira relação entre Holder e Sky foi bastante surpreendente.
Gostei muito da forma com fomos conhecendo as personagens e como foram retratados, os sentimentos entre Sky e Holder também foram crescendo de uma forma bastante credível, tendo apenas uma forte atracção no inicio e que aumentou ao longo do tempo, não apresentando uma paixão tremenda logo do inicio e que depois acalma e quase desaparece. A autora mostrou bastante cuidado com aquilo que foi revelando, não deixando antever o que iria acontecer. Simplesmente perfeito!
Tenho também de dar os parabéns à TopSeller por não ter estragado o significado de “Hopeless”, a tatuagem no braço de Holder. Este foi um detalhe que receei que fosse destruído devido ao facto do título ter sido traduzido para português, mas que depois percebi que tinha sido preservado ao longo da história. Obrigada TopSeller, pelo trabalho desenvolvido ultimamente! A vinda destes autores têm-nos trazido muitas alegrias e apenas fortalece a relação de confiança que temos depositado em vocês. Continuem com o bom trabalho!

[Editorial Presença]Opinião "Half Bad - Entre o Bem e o Mal",de Sally Green

Autor: Sally Green


Uma estreia literária surpreendente, plena de magia. Um livro que é um fenómeno internacional.
Na Inglaterra dos nossos dias, bruxos e humanos vivem aparentemente integrados. Na realidade, os bruxos têm a sua própria sociedade secreta, as suas regras e a sua guerra, que divide os Bruxos Brancos, considerados «bons», e os Bruxos Negros, odiados e perseguidos pelos Brancos. O herói, Nathan, é filho de uma Bruxa Branca e de um Bruxo Negro e, portanto, considerado perigoso. Nathan é constantemente vigiado pelo Conselho dos Bruxos Brancos desde que nasceu e aos 16 anos é encarcerado e treinado para matar. Mas Nathan sabe que tem de fugir antes de completar 17 anos e a sua determinação é inabalável.
Half Bad é o romance de estreia de Sally Green e o primeiro volume de uma nova trilogia do género fantástico aguardado por todo o mundo com grande expectativa.


Nos últimos tempos tenho sido surpreendida pela Editorial Presença devido aos últimos livros que têm publicado. É um facto que as melhorias têm sido notadas por diversos leitores e tudo temos a ganhar com estas mudanças.
Com a entrada do livro de Sally Green no mercado literário português voltou um género de literatura que me deixou muito contente. A autora fez renascer um mundo de bruxos e feiticeiros, que várias vezes me fez lembrar o nosso amado Harry Potter – apesar da historia em nada ter a ver com essa serie. Não consigo bem explicar a razão da associação com o herói criado por J.K. Rowling, mas esse facto em tudo ajudou no aumento das expectativas em relação a este livro. Não fiquei decepcionada em nenhum momento e, apesar das referidas expectativas serem muito altas, fiquei muito satisfeita com o enredo que encontrei neste livro.
Não vou estar a analisar cada uma das personagens, nem o papel que vão desempenhando a longo do livro, digo apenas que todas são importantes e foram desenvolvidas de uma forma perfeita de maneira a serem enquadradas na história. Este é um livro com diversos ingredientes, que nos prende desde a primeira página e que no final nos deixa com o desejo de ler o próximo livro. Adorei o livro e se a Editorial Presença continua assim vamos ter sérios problemas em fazer alguma poupança…algo que não é necessariamente mau! Este é, sem duvida, um livro fantástico e o qual recomendo a todos, pois para além da historia, posso também revelar que a linguagem utilizada complementa o livro de uma forma maravilhosa, de forma a que este seja direccionado para todas as idades. Que mais dizer? Bem, melhor nem dizer mais nada…leiam e digam-me vocês!
Obrigada, Editorial Presença! Continuem com o excelente trabalho que tem sido desenvolvido.


[TopSeller]Novidade "Uma Semana para te Amar",de Monica Murphy

Autora bestseller do New York Times e USA Today, Monica Murphy estreia-se nas livrarias portuguesas com o romance Uma Semana para te Amar (Topseller I 208 pp I 14,99€). Uma história que vai prender os que se apaixonaram pela escrita de autores como John Green.




Temporária. É a palavra que melhor descreve a minha vida nos últimos anos. Sou a mãe temporária do meu irmão mais novo, já que, aparentemente, a nossa mãe não quer saber de nós. Tenho um trabalho temporário num bar, pelo menos até conseguir arranjar outra coisa. E sou a namorada temporária que todos os rapazes querem ter, porque me deixo seduzir facilmente. Ou, pelo menos, é o que dizem os rumores. Sou neste momento a namorada temporária do Drew Callahan, lenda da equipa de futebol da universidade e de quem toda a gente gosta. Ele precisava de alguém que fingisse ser sua namorada durante uma semana. Em troca de dinheiro. Muito dinheiro. Levou-me para o seu mundo falso, onde toda a gente me detesta e onde toda a gente quer alguma coisa dele. Mas a única coisa que o Drew parece querer… sou eu. Já não sei em que acreditar. Tudo o que eu sei é que o Drew parece precisar muito de mim. E eu quero estar lá para ele. Para sempre.




Monica Murphy é uma autora norte-americana cuja coleção de livros intitulada One Week Girlfriend Quartet já é bestseller do New York Times e do USA Today. Uma Semana para te Amar é o primeiro título desta série. Escreve ficção para jovens adultos, além de romances contemporâneos. Vive com o marido e os três filhos no sopé das montanhas de Yosemite, na Califórnia. Adora livros e acha que tem o melhor trabalho do mundo. Saiba mais sobre a autora em monicamurphyauthor.com.



«O livro perfeito que parou o meu mundo por algumas horas.» 
 The Obsessive Reader

«Uma história doce e sexy que vai agarrá-lo desde a primeira página.» 
 Under the Covers

«Um romance delicioso e sexy, com personagens complicadas e drama intenso.»  
Literary Cravings


«Um livro fantástico! Mal posso esperar pelo resto da viagem emocional do Drew e da Fable.»  
A Bookish Escape

[TopSeller]Novidade "Os Inocentes",de Taylor Stevens

A crítica internacional rendeu-se à escrita de Taylor Stevens. Depois de Informacionista, o 1.º volume da série Vanessa Michael Munroe, ter arrancado excelentes elogios ​ no estrangeiro e em Portugal, já chegou às livrarias o segundo volume da série: Os Inocentes (Topseller I 352 pp I 19,99€)​. Um livro onde o cinematográfico e dramático passado da autora Taylor Stevens volta a soltar-se ao longo das páginas.



Vanessa «Michael» Munroe trabalha com informação. Após fugir a uma infância traumática, a sua aprendizagem e o seu treino permitem-lhe obter todo o tipo de informações, independentemente do cenário ou do país onde se encontre. Por isso, é agora contratada por empresas, instituições ou privados que pagam os seus serviços únicos no mundo.
Destacada para uma missão de alto risco, Vanessa tem de resgatar Hannah, uma rapariga de treze anos, da sua reclusão no seio de uma fanática comunidade religiosa conhecida como «Os Eleitos».
O processo de libertação de Hannah vai resultar em situações complexas e perigosas, mas, com a ajuda do especialista em segurança Miles Bradford, vai também permitir uma nova vida para esta heroína intrigante e com um passado devastador. O lado mais violento e instintivo de Vanessa irá revelar-se em nome da justiça: ​​matar pode não ser necessariamente mau, se houver inocentes envolvidos. 


Taylor Stevens é uma autora premiada, cujos livros estão presentes nas listas de bestsellers do New York Times.​ ​Nascida em Nova Iorque, Taylor foi criada em várias comunas espalhadas pelo globo, no seio de um culto religioso dos anos 60 chamado Children of God. Foi separada da sua família aos doze anos e não lhe permitiram frequentar a escola além do 6.º ano. Em vez de uma infância normal, Taylor Stevens chegou a viver em três continentes e numa dúzia de países antes de atingir os catorze anos, e passou grande parte da adolescência a mendigar nas ruas de cidades como Zurique e Tóquio, a mando de líderes do culto, a realizar trabalho infantil e a cuidar das crianças mais novas residentes nas comunas, lavando e cozinhando para centenas de cada vez. Aos vinte anos, Taylor Stevens libertou-se das amarras que a prendiam e permitiu-se viver a sua vida, através da aprendizagem e da escrita.​ A série de três livros (A Informacionista, Os Inocentes e A Boneca), cuja personagem principal é a heroína Vanessa Munroe, foi amplamente aclamada pela crítica e já se encontra publicada em vinte línguas. O livro A Informacionista foi comprado pela produtora de James Cameron, Lightstorm Entertainment, para ser adaptado ao cinema.


«Stevens escreve a um ritmo acelerado, emocionante, tenso e misterioso, e dá-nos a conhecer uma heroína que até Lisbeth Salander iria admirar.» 
Library Journal


«Todos os que aguardavam impacientemente pela sequela de A Informacionista ficarão encantados por descobrir a mesma escrita inteligente, o ritmo magistral, cenas de ação tensas, fluidas e cinematográficas.» - Associated Press

[Quetzal]FIL Literary Award atribuído ao escritor italiano Claudio Magris‏


O escritor italiano Claudio Magris venceu a edição deste ano do prestigiado FIL Literary Award. O prémio, no valor de $150,000, é outorgado anualmente a escritores de línguas românicas e distingue o conjunto da respetiva obra. A entrega do prémio será realizada durante a inauguração da Feira do Livro de Guadalajara, no México, no próximo dia 29 de novembro. Entre os anteriores galardoados contam-se grandes nomes da literatura contemporânea como o poeta chileno Nicanor Parra, os romancistas brasileiros Rubem Fonseca e Nélida Piñon e António Lobo Antunes. 
A Quetzal tem vindo a publicar a obra de Claudio Magris, em que se destacam Danúbio, A História Não Acabou, Às Cegas e Alfabetos, livro que o escritor apresentou o ano passado na Casa Fernando Pessoa.

[SDE]Opinião "Highlander - Amante Imortal", de Karen Marie Moning

Titulo: Highlander - Amante Imortal
Autor: Karen Marie Moning



Com os seus longos cabelos negros e olhos escuros magnetizantes, Adam Black significa Sarilhos com S maiúsculo. Imortal, arrogante e intensamente sensual, ele vive através dos tempos e dos continentes em perseguição dos seus apetites insaciáveis. Até ao dia em que uma maldição o destitui da sua imortalidade e o torna invisível - cruel destino para homem tão irresistível. Agora a única esperança de sobrevivência para Adam está nas mãos da única mulher que o pode realmente ver. Para Gabrielle, uma estudante de Direito amaldiçoada com a capacidade de ver ambos os mundos, é o início de uma longa e perigosa sedução. Quando a demanda de Adam para recuperar a sua imortalidade os faz mergulhar num mundo de magia intemporal, o preço da rendição bem pode ser a própria vida. Tudo por um destino que poucos mortais jamais conhecem: um glorioso, assombroso, infindável amor…


Karen Marie Moning, um nome que dificilmente irei esquecer! Esta é uma autora que dificilmente irá ser esquecida no nosso país. Os seus livros são mágicos, as suas palavras soam perfeitas dentro da história que nos vai sendo contada e se me se me fosse solicitado uma palavra para descrever este livro só poderia dizer: Perfeito!
Este foi um livro pelo qual esperei ao longo de toda a série, Adam Black foi aparecendo em quase todos os livros, em alguns mais do que noutros, mas a sua presença irradiava sempre um mistério imenso ao qual ninguém conseguia ficar indiferente. Sentia sempre que esta era uma personagem que tinha algo a esconder, nunca conseguindo definir exactamente o que poderia ser, até mesmo no seu próprio mundo ele apresentava ser diferente dos outros Fae e talvez por isso sentisse que algo de especial estava guardado para ele. Felizmente não estava enganada e este revelou ser o melhor livro de toda a série Highlander, pois conseguiu no mesmo livro contar uma história de amor fantástica, mas também juntar nela dois dos meus personagens favoritos, os gémeos Drustan e Dageus MacKeltar. Acredito que a autora não poderia ter conseguido melhor enredo.
Adam mostrou ser um protagonista fantástico, capaz de prender o leitor ao livro e de surpreender a cada página, mostrando com isso a força que veio adquirindo ao longo de cada livro em que foi aparecendo. Este livro é por isso o auge de algo que já vem sido preparado ao longo de toda a série, mas ao mesmo tempo não estragando o que ainda está por vir. Ele tem um sentido de humor incrível que apenas foi amplificado devido ao facto da autora ter criado a parceira perfeita para ele. A verdade é que Gabrielle, apesar de aparentemente ser uma personagem muito semelhante às usadas nos dois livros anteriores (Gwen e Chloe), esta consegue brilhar por si própria e deixar o leitor fascinado pela sua personalidade irreverente. Adorei a forma brilhante como a autora foi mostrando a evolução da relação entre os dois e dei por mim a dar gargalhadas quando ela conversava com Adam à frente de outras pessoas, quando mais ninguém o conseguia ver. O final foi perfeito para um livro perfeito! Confesso que não consigo encontrar algo de mau deste livro e talvez alguém me bata por causa disso mesmo, mas é o que sinto e não posso ir contra aquilo que penso. Simplesmente perfeito!