[SDE]Opinião "O Beijo do Highlander",de Karen Marie Moning

Titulo: O Beijo do Highlander
Autor: Karen Marie Moning


Um romance inesquecível que atravessa o tempo...

Exausta do trabalho e saturada do quotidiano, Gwen Cassidy decide marcar uma viagem à Europa. O destino escolhido são as verdes Highlands da Escócia. Mas a esperança de encontrar o homem dos seus sonhos desvanece quando percebe que a sua fantástica viagem é afinal uma excursão de idosos. Frustrada, decide deambular sozinha pelas colinas de Loch Ness, onde acaba por escorregar e cair numa caverna há muito abandonada.
Nessa caverna, jaz Drustan Mackeltar, um lorde escocês adormecido por um feitiço há quinhentos anos, que começa a desenvolver um sentimento controverso pela fascinante personalidade de Gwen. Irreverente e impulsiva, ela não é nada como as mulheres que se cruzaram na sua vida. Será ela uma mulher à altura de um lorde como Drustan?



Há alturas que preciso de ler um livro especial, daqueles que nos fazem devorar completamente uma história e que no fim nos deixe sem vontade de ler ou com receio da próxima leitura não ser tão satisfatória. Essa é a sensação que fica sempre comigo de cada vez que leio um livro desta autora. Confesso que depois de tantos livros lidos me questiono sempre porque demorei tanto tempo a pegar nesta saga. As suas personagens são sempre fantásticas e as histórias inesquecíveis. São poucas as histórias que me fazem sonhar tanto como aquelas que possuem como protagonista um Highlander lindo de morrer e com uma personalidade tão marcada que nos faz desejar começar a espalhar estaladas de cada vez que faz algum disparate ou beija-lo devido às palavras doces que também conseguem sair da sua boca. Este foi um desses livros… Desde o início que a vontade de conhecer mais um pouco deste protagonista não me deixou largar o livro até terminar a leitura, posso até dizer que não houve nenhum momento em que deseja-se apressar-me para poder passar a outro livro…na verdade foi exactamente o contrário. 
Drustan mostrou ser uma personagem incrível, que desde o início se mostrou cativante não apenas pelas suas palavras, mas também pelas suas acções. Um homem honrado, que sabe exactamente aquilo que quer e tudo fará para proteger aqueles que ama. Foi com algum pesar que conheci o Drustan do passado, pois era um pouco diferente da personagem que conhece-mos ao início. Um pouco mais imaturo e com muita vontade de fazer cumprir a sua palavra e por isso foi com muita satisfação que verifiquei que Gwen era uma mulher à sua altura. A minha parte favorita? Sem dúvida o momento que em se pronunciam os votos de casamento Druídas…palavras mágicas que fazem uma mulher suspirar! Gostei também das alterações que Gwen e Drustan conseguiram fazer no passado e que vieram mais tarde a marcar o futuro, pois apesar do choque inicial no momento do regresso ao presente, tudo acabou por acabar bem (ou quase tudo…).
Gwen também ajudou muito para que a história fosse um sucesso, ao aceitar a viagem ao passado, tornou-se ela mesma na figura central que fez com que tudo fosse possível. Foi graças à sua enorme paciência e amor por aquele homem maravilhoso que conseguiu cumprir a sua missão. A sua cena mais marcante foi o momento em que conseguiu que Drustan se lembrasse dela, algo pelo qual foi lutando ao longo do livro para acontecer. Infelizmente não se lembrou de início daquilo que ele lhe tinha dito no momento em que desapareceu e por isso demorou tanto para conseguir (leiam e vão entender o que quero dizer). Em relação ao final, quando tudo parecia perdido o milagre aconteceu e…leiam o livro, não se irão arrepender!
O livro seguinte “O Highlander Negro” conta a historia do irmão de Drustan, Dageus. Um livro que também já li e do qual irei publicar a minha opinião em breve…
Karen Marie Moning é uma autora fantástica e espero que continua a publicar no nosso país durante bastante tempo. Parabéns à SDE pela publicação desta série maravilhosa e da qual só tenho a dizer bem.

0 comentários:

Enviar um comentário