[Porto Editora]Novidade "O Estranho Caso de Sebastião Moncada",de João Pedro Marques

Título: O Estranho Caso de Sebastião Moncada
Autor: João Pedro Marques
Págs.: 336
Capa: Mole com badanas
PVP: 16,60 €

Autor de Uma Fazenda em África regressa com romance passado nas Guerras Liberais
28 de janeiro é a data de publicação do novo romance de João Pedro Marques, O Estranho Caso de Sebastião Moncada. Combinando intriga, crimes e paixões no tempo das Guerras Liberais, este é o novo livro do autor que, com Uma Fazenda em África, um dos bestsellers de 2012, publicado pela Porto Editora, se guindou ao primeiro plano do romance histórico português.
Para além das personagens ricas e da trama misteriosa, o rigor histórico a que o autor já nos habituou completa este livro surpreendente e permite-nos conhecer melhor os primeiros passos da guerra civil portuguesa e o Cerco do Porto de 1832.


Correm tranquilamente os primeiros dias de junho de 1832 quando um casal desconhecido vem alojar-se numa estalagem da Foz do Douro. Ele é um homem de meia-idade e porte altivo, chamado Sebastião Moncada, e ela, uma mulher mais nova, de olhar assutado e gestos inquietos.
O casal chega rodeado de uma atmosfera de mistério, cuja persistência vai exigir a intervenção da Polícia. Mateus Vilaverde é o oficial da Guarda Real que fica encarregado do caso, mas a sua investigação complica-se extraordinariamente com a chegada do exército liberal de D. Pedro, que, desembarcado nas praias do Mindelo, ocupa a cidade do Porto. É, então, num cenário de guerra que Mateus vai descobrindo a história de Sebastião Moncada. Mas à medida que o vai fazendo vê-se impelido a investigar-se a si próprio e a confrontar-se com os seus afetos, desejos e fantasmas. Tendo como pano de fundo o Portugal das Guerras Liberais e o estoicismo das gentes do Porto, cercadas durante mais de um ano pelo enorme e impiedoso exército miguelista, O Estranho Caso de Sebastião Moncada é um romance sobre a importância do acaso e das coincidências na vida humana e sobre a coragem necessária para enfrentar e viver as consequências de um grande amor.




João Pedro Marques nasceu em Lisboa, em 1949. Foi professor do ensino secundário e depois, durante mais de duas décadas, investigador do Instituto de Investigação Científica Tropical, a cujo Conselho Científico presidiu em 2007-2008. Doutorado em História pela Universidade Nova de Lisboa, onde lecionou durante a década de 1990, é autor de dezenas de artigos sobre temas de história colonial e de vários livros, dois dos quais publicados em Nova Iorque e Oxford (The Sounds of Silence, 2006, e, em co-autoria, Who Abolished Slavery? A Debate with João Pedro Marques, 2010). Em 2010, a Porto Editora publicou o seu primeiro romance, Os Dias da Febre, e, em 2012, Uma Fazenda em África, que, com várias edições, constituiu um dos grandes sucessos do ano.

0 comentários:

Enviar um comentário