[1001 Mundos]Novidade "Iluminada",de P.C. Cast

Titulo: Iluminada
Autor: P.C. Cast
N. Páginas: 360
PVP: €16.50


Cansada de encontros com egocêntricos, a designer de interiores Pamela Gray está quase a desistir dos homens. Quer ser tratada como uma deusa - preferencialmente por um deus. Quando exprime o seu desejo, invoca inconscientemente a deusa Ártemis, que possui alguns truques na sua manga celestial... Os gémeos Ártemis e Apolo foram enviados para o Reino de Las Vegas para testar as suas habilidades. A sua primeira missão é realizar o desejo de Pamela. Então Ártemis faz do irmão o voluntário. Afinal, quem seria melhor do que o lindo Deus da Luz para levar amor àquela mulher solitária? Deveria ser uma experiência, mas na Cidade do Pecado, onde a vida é um risco, tanto o deus como a mortal estão prestes a apostar um valor alto no jogo do amor.

[Porto Editora]Novidade "O Peso da Fama",de Tara Hyland

Título: O Peso da Fama
Autor: Tara Hyland
Tradutor: Isabel Alves
Págs.: 464
PVP: 17,70 €

O Peso da Fama é o mais recente romance de Tara Hyland
Depois de publicar Filhas da Fortuna, em 2011, a Porto Editora dá a conhecer o novo romance da inglesa Tara Hyland, O Peso da Fama, que chega às livrarias no dia 5 de julho.
O Peso da Fama é uma saga que percorre os difíceis e conservadores tempos da pobre Inglaterra e Irlanda do pós-guerra, até aos anos glamorosos de Hollywood, onde todos os sonhos são passíveis de serem realizados. Por entre personagens fortes e marcadamente femininas, Tara Hyland constrói um drama maravilhoso e arrebatador que nos faz refletir sobre os laços inquebrantáveis entre mãe e filha.



São Francisco, 1958. Numa noite fria de dezembro, um bebé é deixado no Orfanato das Irmãs de Caridade, em Telegraph Hill.
Um ano mais tarde, a famosa atriz Frances Fitzgerald decide pôr termo à vida. Correm vários rumores alegando que o marido, Maximilian Stanhope, um empresário abastado, sabe mais do que revela, mas nada é provado.
Qual a relação entre estes dois acontecimentos? É essa a resposta que Cara, a filha de Frances, se predispõe a descobrir. Abandonada pela mãe aos sete anos, viveu uma infância ensombrada pelo sofrimento e pela perda. Mais tarde, encontra alguma realização a trabalhar como jornalista, porém, continua a debater-se com a falta de confiança que tem nos outros e cada vez mais se convence de que descortinar o segredo por detrás da morte da mãe é a única forma de apaziguar os seus demónios. Irá a verdade destroçá-la ou serão inquebrantáveis os laços entre mãe e filha?


Tara Hyland nasceu em Surrey, Inglaterra, em 1976. Licenciada em História, teve uma breve incursão no jornalismo antes de trabalhar na City londrina. No catálogo da Porto Editora figura já o seu anterior romance, Filhas da Fortuna.
Página da autora: www.tarahyland.com



Uma saga familiar sobre traição e intriga, amor e lealdade, e a enorme coragem das mulheres.
Glücks Revue

Um drama familiar arrebatador, que acompanha uma mãe e uma filha durante a pobreza do pós-guerra em Inglaterra, até aos tempos áureos de Hollywood.
Goodreads

Para os amantes de uma autêntica, dramática e emotiva saga familiar.
Booklist

Uma leitura envolvente […] repleta de reviravoltas, num livro deveras empolgante.

The Bookbag

[Porto Editora]Um “Porto de Encontro” especial para celebrar os 125 anos de Fernando Pessoa‏

Um “Porto de Encontro” especial para celebrar os 125 anos de Fernando Pessoa

Richard Zenith e Fernando Cabral Martins são alguns dos convidados para esta edição de homenagem ao poeta
A XIX edição do “Porto de Encontro — À Conversa Com Escritores” servirá para realizar uma grande homenagem a Fernando Pessoa e celebrar os 125 anos sobre o nascimento do poeta. A sessão está agendada para 30 de junho, às 17:00, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett, aos Jardins do Palácio de Cristal, no Porto.
Para esta iniciativa da Porto Editora foram convidados Richard Zenith, distinguido com o Prémio Pessoa 2012, Fernando Cabral Martins, autor de várias edições dedicadas ao poeta, Manuela Nogueira, sobrinha de Fernando Pessoa, e o cineasta João Botelho, estando confirmadas as participações do coletivo de poesia Sindicato do Credo (com a performance “Desassossegada Mente”) e de Pedro Lamares. A conversa será conduzida pelo jornalista Sérgio Almeida.
O momento será aproveitado para lançar a coleção “Pessoa Breve”, da Assírio & Alvim, da responsabilidade de Richard Zenith e Fernando Cabral Martins - uma série antológica em pequenos volumes que reúne os textos mais representativos de cada heterónimo ou de cada livro ou tema.
De sublinhar que, inserida neste XIX “Porto de Encontro — À Conversa Com Escritores”, está a exibição de “Conversa acabada”, um filme de João Botelho, numa sessão extra marcada para 29 de junho, 22:00, no Teatro do Campo Alegre, e que será antecedida pela curta-metragem “Oh Lisboa, meu lar”, também de João Botelho. Esta sessão-extra é promovida com o apoio da Medeia Filmes e tem como preço de entrada 4 €.
“Porto de Encontro” é uma iniciativa da Porto Editora com o apoio do “Jornal de Notícias”, Câmara Municipal do Porto, Rádio Nova, “Ler +, Ler Melhor” (RTP-Informação), Porto Canal, Plano Nacional de Leitura, Bombonaria Bonitos (Foco), Barros Porto e Livrarias Bertrand.
Esta iniciativa está a ser divulgada também em:

[Porto Editora]Novidade "Despaís",de Pedro Sena-Lino

Título: Despaís
Autor: Pedro Sena-Lino
Págs.: 336
Capa: mole com badanas
PVP: 15,50 €

despaís, de Pedro Sena-Lino, é um romance-provocação
A viver em Berlim, o poeta, ficcionista e investigador Pedro Sena-Lino escreveu uma obra sobre o estado da nação: a história de como Portugal poderia acabar em 2023. Este romance-provocação, intitulado despaís, chega às livrarias, com chancela da Porto Editora, a 12 de julho.
O livro mostra um país dependente da ajuda externa, pobre, emigrado, desempregado, envelhecido. Gerido por políticos corruptos, ou líricos sem ligação à realidade, acaba vendido em partes, como depois de uma insolvência.
O romance inicia-se com uma situação inimaginável hoje: e se houvesse um referendo sobre o fim do país – e este ganhasse? Será impossível? Esta é a história de como virtualmente isso poderia um dia acontecer. Eis o cenário: o país mergulhado no enésimo pacote de apoio externo, as reformas totalmente congeladas, a escola pública paga, o desemprego e a emigração galopantes; os bancos a falir; entre vários outros aspetos igualmente negativos.
O lançamento oficial de despaís, à imagem da obra, será manifestamente um evento-choque, imprevisto. Brevemente, a Porto Editora divulgará outras informações.



VENDE-SE PAÍS
VISTAS DE MAR, BOAS ÁREAS, BOA LOCALIZAÇÃO, LUZ NATURAL, CLIMATIZADO NATURALMENTE
“O país foi fundado sobre uma loucura e mantido sobre uma série de outras. É um erro histórico particularmente sobrevivente e produtivo, uma doença crónica marítima.”
Um romance-provocação sobre o estado da nação.



Pedro Sena-Lino nasceu em Lisboa na Páscoa de 1977. Publicou sete volumes de poesia, estando traduzido em Alemão, Croata, Francês, Inglês e Japonês; cinco livros infantis; um livro de contos, Museu de História Sobrenatural, e um romance, 333; e três manuais de escrita criativa. Fundador e diretor da Companhia do Eu, terminou recentemente o doutoramento sobre literatura feminina do século XVII. despaís é o seu segundo romance. Atualmente, vive em Berlim.
Pedro Sena-Lino no Facebook: www.facebook.com/pedrosenalino

[TopSeller]Novidade "Departamento19",de Will Hill


A crítica foi unânime. Departamento19, à venda nas livrarias nacionais a partir de hoje (416 páginas, 19,99€) trouxe novo “sangue” à literatura fantástica. A série Departamento 19, de Will Hill, é mais uma forte aposta da Topseller num género que já tinha conquitado o leitor mais jovem, agora cada vez mais procurado pelo público adulto.


«Jamie Carpenter tem 16 anos e perdeu o pai há pouco tempo. No mesmo dia em que descobre que a sua mãe foi raptada por um vampiro, é salvo por uma criatura gigante que diz chamar-se Frankenstein e que o leva para o Departamento 19, a agência supersecreta do governo. Conhecida também por Luz Negra, esta agência foi fundada há mais de um século por Van Helsing e outros sobreviventes de Drácula para combater as forças do sobrenatural. Com a ajuda da agência, de Frankenstein e de uma jovem vampira por quem se apaixona, Jamie vai fazer tudo para salvar a sua mãe, mesmo sabendo que terá de enfrentar um exército de vampiros sedentos de violência, sangue e destruição.


«ELES NÃO EXISTEM, MAS SALVAM-NOS A VIDA TODOS OS DIAS.» 


Conheça melhor a série em  www.department19exists.com, e o autor Will Hill em www.willhillauthor.com.


«Finalmente há sangue novo no mundo dos vampiros» - Revista SFX

 «Uma história original, envolvente e cheia de ação!» - The Sun

«Bram Stoker já pode descansar em paz: o seu legado no século XXI ultrapassou a série Twilight.» - The Telegraph

«Will Hill alcança um êxito imediato nesta explosiva estreia literária. Cada capítulo é de cortar a respiração e obriga-nos a ler o próximo. Um livro que nos faz sentir a adrenalina típica do cinema.» - Publishers Weekly

[SDE]Opinião "Jogos Perversos",de Shayla Black

Titulo: Jogos Perversos
Autor: Shayla Black


Ela não sabia o que queria até ao momento em que ele a fez implorar...
Morgan O’Malley já assistiu a muitas coisas perversas como apresentadora de um talk-show sobre sexo. Mas nunca tinha conhecido um homem como Jack Cole, um alfa dominante impossível de resistir, e alguém que Morgan quer ter ao seu lado quando um sociopata começa a persegui-la.
Embora Jack seja um guarda-costas, Morgan está longe de se sentir segura na sua presença. De modo lento e sedutor, ele começa a revelar as suas fantasias mais íntimas. E quando finalmente quebra a vontade de Morgan, ela fica chocada por descobrir o quanto está a apreciar o seu toque de mestre. Rapidamente se torna uma presa nos jogos perversos de Jack, mas mesmo sabendo que os seus motivos não são inocentes, nem ela faz ideia do que a espera…


Os romances eróticos estão na moda! Esta é uma frase muito popular no meio literário nos dias de hoje, mas encontrar um romance erótico de qualidade já não é uma tarefa muito fácil. Porquê? A razão é muito simples, a oferta está a tornar-se tão grande que todos já começam a parecer-se iguais uns aos outros…pior, a comparação é sempre feita com As Cinquenta Sombras de Grey, o que torna ainda mais difícil de selecção! É verdade que adorei a trilogia, mas confesso-me um pouco cansada com tanta comparação e tento imaginar quem não gostou dessa trilogia. Mesmo que fiquem com vontade de ler estes livros devido às sinopses, assim que vêm a comparação só pensarão em correr para bem longe.
Em relação a este livro, fiquei surpreendida pelo seu conteúdo. É verdade que a maior parte tem a ver com as descobertas sexuais da protagonista feminina, mas também tem uma aura de mistério excepcional e que nos deixa presos desde a primeira página. A isto se junta o facto da autora não é nenhuma novata nestas andanças, apesar de este ser o primeiro livro lançado no nosso país, ela já possui um currículo extenso e uma escrita muito versátil. O seu trabalho passa não só pelo erótico, mas também pelo contemporâneo, paranormal e histórico. Ela escreve também com o pseudónimo Shelley Bradley. Fiquei cativada pelo estilo de escrita da autora. Ela consegue, através de uma simples frase deixar o leitor ansioso por saber o que vai acontecer a seguir. A sua linguagem, apesar de muitas vezes ser um pouco crua (será problema com a tradução?), não é chocante e na comparação com o resultado final merece todo o mérito e destaque.
As cenas de BDSM são muito semelhantes com aquelas que já estamos habituados em outros livros do género, mas talvez devido à personalidade das personagens, tudo se torne um pouco diferente. A verdade é que desta vez não temos personagens com passados obscuros e que nos fazem, de certa forma, “desculpar” os seus comportamentos. Aquilo que é descrito passa-se entre pessoas perfeitamente normais e que fazem uma escolha consciente dos seus desejos e fantasias. É verdade que há sempre a componente de dominador/submissa e que à primeira vista tudo parece forçado ou até mesmo manipulado pelo dominador, mas eu vi algo mais que isso. Vi o desejo de Morgan em fazer aquelas coisas, em experimentar aquilo que tanto queria. É verdade que o tipo de BDSM apresentado é muito leve comparado com outros romances, mas este é sem dúvida aquele que mais aprecio ler. Quando Deke, o sócio de Jack, aparece na história e quando acabam os três na cama, tudo me pareceu muito natural devido à forma fantástica com que a autora nos foi descrevendo tudo o que se ia passando. Não houve pormenores sórdidos, nem cenas de nos fazer torcer o nariz, tudo foi apresentado de maneira a que o leitor se sentisse bem consigo próprio, o que fez com que a cena fosse realmente apreciada.
A acção do livro, apesar do curto espaço de tempo em que tudo se passa, também é descrita de forma clara, sem recorrer a saltos que deixariam o mais desatento dos leitores desorientado e a ideia de ter um romance erótico, com todo aquele suspense também acaba por cativar o leitor, pois a curiosidade de descobrir a identidade da pessoa que andava a assediar Morgan faz aumentar a vontade de ler mais e mais.
É por tudo isto que, na minha opinião, Shayla Black se consegue destacar num meio tão concorrido como o romance erótico. Está no meu TOP!

[Porto Editora]Novidade "O Império das Asas",de Claire Corbett

Título: O Império das Asas
Autor: Claire Corbett
Tradução: Raquel Lopes
Págs: 512
PVP: 17,70 €

Romance de estreia de Claire Corbett passa-se num futuro próximo dividido entre voadores e não-voadores
Claire Corbett estreia-se na ficção com O Império das Asas, um livro que nos faz viajar para um futuro próximo, onde a tecnologia está tão avançada que os humanos podem voar – mas só os que conseguirem pagar essa transformação. O Império das Asas, que a Porto Editora publica a 5 de julho, é um romance original sobre sacrifícios, traições e amor, onde se levantam questões sobre a sociedade atual e as suas disparidades, e sobre como podemos traçar o caminho a seguir no que diz respeito à evolução do ser humano.
No centro da história está uma rapariga que, vivendo na terra, ambiciona voar e conhecer o céu e a vida nas nuvens. As descrições desse mundo são das facetas mais originais do livro de estreia de Claire Corbett, que simultaneamente engloba fantasia, thriller e romance.



Voar deixou de ser um sonho impossível, mas apenas os ricos e poderosos podem pagar a cirurgia, medicamentos e manipulação genética para tal. Peri, uma jovem de classe baixa, está disposta a qualquer coisa para conseguir as suas asas e juntar-se à elite, mas cedo descobre que o preço do seu sonho é mais elevado do que alguma vez imaginara. Será ela capaz de abdicar de tudo o que lhe é fundamental na vida?



Claire Corbett nasceu no Canadá e trabalhou em cinema. Os seus artigos e contos têm sido transmitidos na Radio National e publicados em várias revistas e jornais, nos quais se incluem Rolling Stone, Cinema Papers, Picador New Writing e Sydney Morning Herald.
O Império das Asas é o seu primeiro romance. Claire vive com o marido e os filhos nas Montanhas Azuis, na Austrália.



Um livro inebriante, que me fez sonhar com coisas nunca imaginadas. O mundo de voar é tão completo, pormenorizado e real que fiquei com a impressão de eu própria ter voado e sentido as minhas asas.
Jane Campion, realizadora do filme O Piano

Uma história inebriante.
Sunday Territorian

Um livro fascinante que nos vai lançando questões ao longo das suas páginas… e também acicatando o desejo de termos asas próprias. Impossível parar de ler.
Townsville Bulletin

Um voo de fantasia altamente estimulante.
Sunday Heral Sun

Este livro despertará nos leitores o desejo de voar. Indispensável em todos os clubes de leitura do género.
Salt

[Civilização]Novidades Junho 2013

Titulo: O Livro Negro
Autor: Hilary Mantel
Páginas: 440
Tradução: Miguel Freitas da Costa
Capa Mole
PVP: 17,50 €


Com esta vitória histórica de O Livro Negro, Hilary Mantel torna-se o primeiro autor britânico e a primeira mulher a receber dois prémios Booker, além de ser o primeiro autor a consegui-lo com dois romances consecutivos. Continuando o que começou com o premiado Wolf Hall, regressamos à corte de Henrique VIII para testemunhar a ascensão de Thomas Cromwell enquanto planeia a destruição de Ana Bolena.
Em 1535 Thomas Cromwell é Primeiro-ministro de Henrique VIII, e o seu sucesso ascendeu a par do de Ana Bolena. Mas a cisão com a Igreja Católica deixou a Inglaterra perigosamente isolada e Ana não deu um herdeiro ao rei. Cromwell vê o rei apaixonar-se pela discreta Jane Seymour. A gerir a política da corte, Cromwell tem de encontrar uma solução que satisfaça Henrique VIII, salvaguarde a nação e assegure a sua própria carreira. Mas nem ele nem o próprio rei sairão ilesos dos trágicos últimos dias de Ana Bolena.
Um incrível feito literário, O Livro Negro é o relato deste terrível acontecimento da História, por uma das melhores romancistas da atualidade.


Titulo: O Fundamentalista Relutante
Autor: Mohsin Hamid
Páginas: 128
Tradução: Sofia Castro Rodrigues
Capa Mole
PVP: 11,09 €


Numa mesa de café em Lahore, um paquistanês com barba conversa com um desconhecido e apreensivo americano. Enquanto anoitece, o paquistanês começa a contar a história que conduziu a este encontro fatídico…
Changez está a viver o sonho americano. À frente da sua turma em Princeton, é contratado por uma firma de “avaliação” de elite, a Underwood Samson. Ele prospera na energia de Nova Iorque e a sua paixão pela bonita e elegante Erica é uma promessa de entrada na alta sociedade de Manhattan. Mas após o 11 de Setembro, a situação de Changez na sua cidade adotiva altera-se subitamente e a sua relação com Erica é eclipsada pelo despertar dos fantasmas do passado desta. A própria identidade de Changez sofre também uma enorme mudança, revelando fidelidades mais fundamentais do que o dinheiro, o poder e talvez até mesmo o amor.


Titulo: D. Henrique, o Navegador
Autor: Elaine Sanceau
Páginas: 328
Tradução: Dr. José Francisco dos Santos
Capa Mole
PVP: 13,99 €


O Infante D. Henrique, a quem os entendidos, entre os quais Cadamosto, haviam de chamar o “primeiro desvendador de mares e de terras, que ia lançando em cartas de marear”, foi, sem qualquer dúvida, o grande impulsionador dos Descobrimentos Modernos. Na sua vila de Sagres, rodeado de um escol de matemáticos, cosmógrafos e cartógrafos, ele preparava, com empenho e pertinácia, as viagens ao desconhecido, a fim de desvendar, paulatinamente, os mistérios em que se encontrava envolvido o oceano Atlântico. Civilizações após civilizações floresceram no mundo, formaram-se e desmoronaram-se grandes impérios, e todos passaram sem conhecerem a Terra em que viviam. D. Henrique foi quem encontrou a chave que abriu ao homem de par em par as portas do seu património. Ele realizou a maior transformação que o mundo vira ou viu até hoje.
Este livro é uma narrativa cheia de interesse, onde a vida palpita nos quadros grandiosos em que se moveu a figura do grande herói dos Descobrimentos. E a gente assiste a essa persistente campanha de dar novos mundos ao mundo.


Titulo: Ideologia e Razão de Estado
Autor: Jaime Nogueira Pinto
Páginas: 1032
Capa Mole
PVP: 32,90 €


No Inverno de 2003, em Washington, debatia-se a invasão do Iraque de Saddam Hussein, acusado da posse de armas bioquímicas e nucleares e de ligações ao terrorismo internacional. Para justificar a invasão, o Presidente Bush vai procurar apresentar provas nesse sentido e invocar a necessidade de democratizar o Médio Oriente, a bem dos povos e da segurança da América e do Mundo Livre. No século anterior, no Verão de 1917, em Berlim, com a Alemanha em guerra, discutia-se o apoio a Lenine e aos bolcheviques para que fizessem uma revolução na Rússia. Instalado ali o caos, esperava-se que o Império dos Czares se visse forçado a pedir a paz. Entre o entusiasmo dos diplomatas e o cepticismo dos oficiais da inteligência militar, a decisão foi difícil. Mas foi tomada e assumida, com os resultados que se conhecem. Em mais de 2500 anos de História o dilema repete-se. Na sua base, está eterno o conflito entre duas forças rivais ou convergentes na raiz da decisão política: a Ideologia e a Razão de Estado. Em Ideologia e Razão de Estado, uma História do Poder, Jaime Nogueira Pinto percorre a História política do Ocidente à luz destes dois motores da guerra e da paz entre as nações.


Titulo: Mensagem
Autor: Fernando Pessoa
Páginas: 64
Capa Dura
PVP: 6,99 €


A obra-prima de um dos maiores poetas portugueses, Mensagem faz uma viagem pela história de Portugal, descrevendo de forma brilhante episódios heroicos e personagens fascinantes, históricas ou míticas. Esta glorificação da pátria, a única obra que o poeta viu publicada em vida, é um tributo sentido aos descobrimentos, ao sebastianismo, à conquista portuguesa dos mares e ao Quinto Império, culminando com um sentimento de esperança em relação ao futuro de Portugal.

Titulo: Viagens na Minha Terra
Autor: Almeida Garrett
Páginas: 232
Capa Dura
PVP: 7,99 €


Em Viagens na Minha Terra, publicado inicialmente em folhetim entre 1845 e 1846, Almeida Garrett descreve a viagem que fez entre Lisboa e Santarém, bem como as suas impressões sobre os locais por que passou. No meio destas deambulações, conta a história de Joaninha, a menina dos rouxinóis, de Carlos, que encarna o herói romântico, e de Frei Dinis, entrelaçando a tragédia que liga estas personagens com as suas crónicas de viagem.



Titulo: Coração Impaciente
Autor: Stefan Zweig
Páginas: 296
Capa Dura
PVP: 7,99 €


Hofmiller, um oficial de cavalaria austro-húngaro, de passagem por uma pequena cidade da fronteira húngara, é convidado para uma festa em casa de um abastado proprietário local, para uma fuga à rotina militar. As instalações são fascinantes, o vinho corre livremente mas, quando o jovem e entusiasmado Hofmiller convida a bela filha do seu anfitrião para dançar, descobre que uma doença a deixou inválida. Este acontecimento aparentemente insignificante irá gradualmente destruir a sua vida, enquanto a piedade e a culpa lhe invadem o coração e o implicam num enredo trágico.


Titulo: Acaso
Autor: Joseph Conrad
Páginas: 360
Capa Dura
PVP: 8,99 €


Acaso (1914), a obra que tornou Joseph Conrad conhecido, conta a história de Flora de Barral, uma jovem vulnerável. Após a prisão do pai, que entrou em falência, Flora descobre que uma mulher na sua posição apenas pode contar consigo mesma. Refletindo a realidade da época, nomeadamente a luta das mulheres pelos seus direitos, é uma narrativa brilhante de um prolífico autor.



Titulo: O Paraíso das Damas
Autor: Émile Zola
Páginas: 408
Capa Dura
PVP: 8,99 €


O Paraíso das Damas conta a história de Denise Baudu, uma jovem órfã de vinte anos que acaba de chegar a Paris, vinda da província, na companhia dos dois irmãos. Denise começa a trabalhar na loja de tecidos e confecções “Paraíso das Damas”, um dos primeiros armazéns de Paris, uma loja em constante expansão sob a chefia do magnata Octave Moret. No universo turbulento das grandes lojas de Paris, que começavam a revolucionar o comércio da época, o romance de Zola descreve uma cidade moderna, mostrando as mudanças de comportamento dos sexos e das classes.


Titulo: História de Duas Cidades
Autor: Charles Dickens
Páginas: 424
Capa Dura
PVP: 9,99 €


Ao fim de dezoito anos de prisão na Bastilha como prisioneiro político, o envelhecido Dr. Manette é libertado e parte para a Inglaterra, onde volta a encontrar a filha. Aí, dois homens, Charles Darnay, um aristocrata francês exilado, e Sydney Carton, um advogado brilhante mas de má reputação, apaixonam-se por Lucie Manette. Das ruas pacíficas de Londres, são levados para a Paris do Reino do Terror, onde a sombra fatal da guilhotina abarca tudo e todos.



Titulo: Os Maias
Autor: Eça de Queirós
Páginas: 600
Capa Dura
PVP: 10,99 €


Uma das obras mais conhecidas de Eça de Queirós, Os Maias, publicado inicialmente em 1888, conta a história de uma família ao longo de três gerações. No outono de 1875, Afonso da Maia instala-se em Lisboa, no Ramalhete, na companhia do neto, Carlos, acabado de se formar em Medicina. Após várias aventuras amorosas, Carlos da Maia conhece Maria Eduarda, com quem começa uma relação. Mas o passado de ambos esconde um terrível segredo…



Titulo: Ana Karenina
Autor: Leão Tolstoi
Páginas: 700
Capa Dura
PVP: 10,99 €


Ana Karenina parece ter tudo – beleza, dinheiro, popularidade e um filho adorado. Mas sente um vazio na sua vida até ao momento em que conhece o arrebatador conde Vronsky. A relação que em breve se inicia entre ambos escandaliza a sociedade e a família, e traz no seu encalce ciúme e amargura. Em contraste com esta história de amor e autodestruição, encontramos Konstantin Levin, um homem em busca da felicidade e de um sentido para a sua vida.


Titulo: A Princesa Lara e o Gato Traquinas
Autor: Laetitia Etienne
Páginas: 24
Ilustrador: Rozenn Folio-Vrel
Capa Dura
PVP: 5,99 €


Haverá alguma pequena princesa que faz asneiras e sonha partir à aventura? Claro que há! É a pequena princesa Lara! Caprichosa, endiabrada, destemida e adorável! Junta-te a ela e embarca nas suas aventuras, conhece o seu pai, o rei inventor, o seu grandioso castelo e todos os que lá moram! A Lara encontra um gatinho traquinas e quer ficar com ele! Mas não vai ser nada fácil: o gatinho farta-se de fazer asneiras por todos os aposentos do castelo! E como irá ela escondê-lo dos seus pais, o rei e a rainha, e até do cozinheiro? Será que ela vai conseguir ficar com o gatinho?



Titulo: A Princesa Lara e o Sapo
Autor: Laetitia Etienne
Páginas: 24
Ilustrador: Rozenn Folio-Vrel
Capa Dura
PVP: 5,99 €



Haverá alguma pequena princesa que faz asneiras e sonha partir à aventura? Claro que há! É a pequena princesa Lara! Caprichosa, endiabrada, destemida e adorável! Junta-te a ela e embarca nas suas aventuras, conhece o seu pai, o rei inventor, o seu grandioso castelo e todos os que lá moram! Hoje, Lara persegue um pobre sapo na esperança de o beijar e de fazer aparecer o seu príncipe encantado! Mas o sapo não gosta tanto de beijos como poderia esperar a pequena princesa. Deste encontro engraçado vai nascer uma nova amizade!

[Oficina do Livro]Novidade "Um Pouco Mais De Fé",de Patrícia Costa Dias

Titulo: Um Pouco Mais De Fé
Autor: Patrícia Costa Dias
N. Páginas: 368
PVP: € 14,90
E-book: € 10,98


“É no mais escuro de nós mesmo, no sítio onde reside o medo, a culpa, a vergonha, a agressividade, que podemos encontrar a vontade de aceitar, perdoar e seguir em frente. Um acreditar que vai ficar tudo bem, mesmo depois de me revelar”.


Verídica e contada na primeira pessoa, Um Pouco Mais de Fé é uma história de sofrimento (distúrbios alimentares), fé e amor.
Quando uma jovem se vê imersa num comportamento compulsivo totalmente fora de controlo, os pensamentos de suicídio instalam-se, misturados com uma veia cínica perante a sociedade. Ao ser apanhada em flagrante pela família, a opção da morte torna-se verdadeiramente clara.
Afinal, como viver sem a máscara de «linda menina», de «boazinha», que todos pensavam que era? Como revelar não ser uma força da natureza, mas tão-só humana, com erros cometidos e segredos terríveis por revelar? Nos reveses de fugazes encontros, duas conversas inusitadas e repletas de mistério, cinco desejos lançados a Deus numa igreja que nem conhecia e uma viagem longa e confusa marcam o início de uma lenta mudança que tem lugar entre amores, desamores e personagens caricatas. E no meio de todos eles estará aquele chuvoso dia de Novembro, aquela sala suada e abafada que ela jamais esquecerá.
O leitor não ficará indiferente a este convite para partilhar uma vida que poderia ser a sua, a de um filho, familiar ou amigo. Porque nunca conhecemos realmente as pessoas, mas apenas aquilo que elas nos permitem conhecer…


Lisboa, 1980. Licenciada em Comunicação Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa, exerceu jornalismo no semanário O Emigrante/Mundo Português e na revista Negócios & Franchising. Colaborou entre 2005 e 2008 com a Editora Ésquilo, primeiro na área da Coordenação Editorial e depois como escritora. Casada e mãe de um filho, é defensora da amamentação, tendo sido segunda premiada no Concurso Montepio Desafia 2011, com o ensaio A Solidariedade entre Gerações, como promotora de uma cultura de aleitamento materno em Portugal. Desde 2007 que aprende e ensina Comunicação Não-Violenta (CNV). Fundou em Portugal a Academia Acalentar Emoções para o ensino da CNV, com especial enfoque em crianças e jovens, mas, como actualmente reside no Gana, em África, faz apenas formações presenciais quando visita Portugal, sendo mais regular o seu trabalho online, quer de CNV quer de apoio a pessoas que sofrem de distúrbios do comportamento alimentar, nomeadamente de bulimia.