[Porto Editora]Novidade "Palavras em tempos de crise",de Luis Sepúlveda

Título: Palavras em tempos de crise
Autor: Luis Sepúlveda
Tradutor: Henrique Tavares e Castro
Págs.: 184
PVP: 13,30 €

Luis Sepúlveda escreve sobre a crise, o seu passado, os livros e as amizades
A voz de Luis Sepúlveda nunca se silenciou perante as injustiças, e ainda hoje as denuncia regularmente em jornais como o Le Monde Diplomatique. Também pela escrita ficamos a conhecer os incontáveis episódios marcantes da sua vida, que acabaram por influenciar a sua obra literária, assim como as suas deslumbrantes viagens. É de tudo isto que trata Palavras em tempos de crise, o mais recente livro de Luis Sepúlveda, que a Porto Editora publica a 13 de setembro. Aqui, o escritor narra histórias marcantes da sua vida, acompanhado por amigos como José Saramago, Pablo Neruda e Salvador Allende. Um livro íntimo, mas que não deixa de revelar o olhar atento de Sepúlveda face ao mundo que o rodeia e pelo qual continua a lutar.



A escrita, o compromisso político, as amizades, o exílio e as viagens são elementos indissociáveis numa vida fascinante como a de Luis Sepúlveda.
Nestas páginas, entrelaçam-se histórias pessoais, histórias dos trabalhadores e suas lutas, gritos de dor perante a exploração criminosa do meio ambiente, reflexões pungentes sobre a crise económica que atingiu a Europa e encenações de momentos partilhados com amigos, entre eles Pablo Neruda, José Saramago e Tonino Guerra. E emerge, acima de tudo, o Luis Sepúlveda homem: as lembranças do difícil passado no Chile, o destino dos seus companheiros dispersos no exílio e o seu reencontro numa pequena baía do Pacífico, uma viagem pelo deserto de Atacama, mas também alguns vislumbres da vida pessoal, as memórias de um fiel amigo de quatro patas, a alegria de se sentar a uma mesa de refeições com a família alargada e receber o epíteto de «velho». E, acima de tudo, a certeza de ter vivido «uma vida de formidáveis paixões».



Luis Sepúlveda nasceu em Ovalle, no Chile, em 1949. Da sua vasta obra (toda ela traduzida em Portugal), destacam-se os romances O Velho que Lia Romances de Amor e História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar. Mas Mundo do Fim do Mundo, Patagónia Express, Encontro de Amor num País em Guerra, Diário de um Killer Sentimental ou A Sombra do que Fomos (Prémio Primavera de Romance em 2009), por exemplo, conquistaram também, em todo o mundo, a admiração de milhões de leitores.
Do autor, a Porto Editora publicou recentemente História de um gato e de um rato que se tornaram amigos.

0 comentários:

Enviar um comentário