[Palavras Minhas]Perdida Em Recordações

Todos os dias me perco. Todos os dias me lembro.
Lembro-me de quando estavas comigo, lembro-me dos momentos que passamos juntos, das dificuldades de ultrapassamos, daquilo que conquistamos.
Já passou um tempo desde que tudo terminou, mas ainda tenho em mim aquela esperança de um dia te ter comigo, de te voltar a ver, a sentir. Não consigo explicar a razão de tal ideia, é como se tudo estivesse um pouco adormecido, como se um dia fosse acordar de manhã e nada tivesse acontecido. Que estarias novamente do meu lado, que acordaria com uma doce palavra tua. Já passaram alguns anos desde a última vez que nos vimos, mas parece que foi ontem que nos despedimos com um simples beijo, com um “até amanhã”. Tudo o que aconteceu parece tão ridículo e a importância dada na altura parece agora não importar tanto… A verdade é que a vida aconteceu, seguiu o seu curso de uma maneira que não esperávamos e cada um seguiu o seu caminho. Bateste com a cabeça que uma forma tão injusta. No fundo não merecias aquilo, um castigo tão terrível que acabou por arrastar todos aqueles que mais te amavam. Erraste, todos sabemos, mas punição pelos teus pecados foi horrível demais. Apesar de tudo, e por incrível que pareça, houve algo que permaneceu. Algo que lá no fundo ainda hoje nos continua a unir. Muitas são as vezes que me questiono sobre o porquê da existência de tais sentimentos, afinal cada um tomou um rumo diferente, mas a verdade é que continuamos unidos de uma forma muito especial, mesmo sem estarmos juntos fisicamente. Quem sabe se um dia não poderei ver-te, sentir-te junto a mim e, nesse momento saberemos aquilo que realmente ficou em nós, saberemos dar aquela explicação que ainda não foi dada, compreender as razões que levaram a que tudo acontecesse. A nossa história ainda não terminou. Sinto que algo ainda falta acontecer para que o círculo se feche, para que possa viver a minha vida de uma forma plena, sem aquela mancha do passado a pairar sobre a minha cabeça. Serás sempre a melhor parte de mim, terás sempre aquele meu “eu” que mais ninguém irá ter. Contigo consigo ser uma pessoa diferente, consigo dar o melhor de mim. Tu desafias-me, fazes-me questionar tudo aquilo que faço, aquilo que penso, ao mesmo tempo que me sinto protegida. Sinto falta disso, da forma como me sentia invencível quando estavas comigo, dos teus braços protectores que estavam sempre lá para me segurar quando estava prestes a cair, do teu sorriso maroto que me deliciava, das brincadeiras que me deixavam sempre alegre... Sinto falta disso tudo e, talvez por isso, a esperança ainda não tenha morrido. Quem sabe se, um dia, as forças invisíveis que nos separaram sejam as mesmas que nos irão juntar novamente? Nunca se sabe o dia de amanhã e, por isso, a esperança é sempre a ultima a morrer. A vida é tão cheia de obstáculos e de surpresas maravilhosas, que nos faz questionar acerca do que nos está reservado. É por isso que tento levar a minha vida com a ideia de que algo está reservado para mim e que, se um dia ainda podermos ser felizes juntos, tudo se irá resolver. Nunca desistir dos meus sonhos, essa é a mensagem que digo a mim mesma todos os dias e é por isso que me levanto e luto por aquilo que mais acredito.

Escrito por: Ana Luísa Neves

2 comentários:

  1. Este texto hoje foi a cereja no topo do bolo... após uma conversa entre amigas a recordar primeiros amores e namorados antigos, eis que isto vem ao encontro disso. O que poderia ter sido se as nossas vidas não tivessem seguido caminhos diferentes e a questão do que acontecerá se um dia as tais forças nos voltarem a colocar no mesmo caminho... Não percamos a esperança de um dia isso acontecer :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia, muito obrigada pelo comentário! Fico muito contente que tenha gostado, os textos que publico costumam ter sempre um pouquinho de mim... Espero que continue a acompanhar estes meus pensamentos e sinta-se à vontade para deixar sempre o seu comentário.
      Beijinhos e bom fim de semana^^

      Eliminar