[Palavras Minhas] Vida de repetições


Hoje dediquei-me às recordações! Boas ou más, todas elas passaram pela minha vida. Recordei-me de ti, daquilo que vivemos, das dificuldades que passamos. Recordei principalmente aquilo que conseguimos ser, os obstáculos que conseguimos ultrapassar. 
Nada foi fácil, desde o início o nosso amor estava condenado. Sabíamos disso, mas mesmo assim não quisemos saber. Foi tudo tão bonito, vivido de uma forma tão intensa que ainda hoje me questiono acerca dos motivos que nos separamos.

Quando tudo aconteceu, eu sabia que não ia ser o fim…sabia que podia espera um, dois, três anos talvez, mas sabia que irias voltar. Era tão certo que fosse acontecer! Nunca ninguém pensou nessa hipótese, e quem pensou conhecia-nos muito bem, mas veio a acontecer. Sabes, pensei estar preparada para esse momento. Na verdade, ansiava pelo instante em que te visse novamente, ouvisse a tua voz, sentisse que afinal sempre tinhas sido meu. Tinha tamanha sensação de preparação que quando aconteceu foi como levar um murro no estômago. Afinal, não estava assim tão pronta! Os sentimentos que julgava já não existirem estavam lá, como se aqueles anos não tivessem existido.

Foi duro saber aquelas coisas. Ter conhecimento da verdade, tomar consciência que apesar de tudo algo ainda existia entre nós foi o que mais doeu. O passado tinha-me marcado de uma forma que nem consigo explicar direito, tu tinhas-me magoado com uma profundidade imensa, mas mesmo assim ali estava eu, disposta a lutar novamente, ansiosa pelo momento em que fosses meu novamente. Mas a vida é madrasta e não nos quis ver juntos! Tinha de voltar a acontecer, tínhamos de voltar a reviver tudo novamente, mas com uma diferença…desta vez fomos adultos, principalmente tu, que antes tinhas agido de forma errada. Ainda nem posso acreditar naquilo que aconteceu, na forma irónica como tudo se voltou a repetir. É verdade que ninguém te pode tirar a culpa, a responsabilidade, mas não deixa de ser triste. Agora sei, agora tenho a certeza que não estava errada acerca de ti, acerca dos teus sentimentos…tu és meu, mesmo não estando comigo. Penso que de certa forma iremos ser sempre um do outro! A vida irá tomar novamente o seu rumo, mas agora eu sei e agora tu sabes…


Já não és meu, mas as palavras e as acções ficaram e para sempre irei recordar aquelas últimas palavras. Para sempre estarei no teu coração e isso, de certa forma, deixa-me feliz. E como diz a música “What Goes Around... Comes Around”, quem sabe se um dia não volta tudo e possamos estar finalmente juntos. 
Neste momento seguimos em frente, vivemos o dia de hoje como senão houvesse amanhã…o depois, o depois logo se verá!

Ana Luisa Neves

0 comentários:

Enviar um comentário