[5 Sentidos]Opinião "Envolvida",de Sylvia Day

Titulo: Envolvida
Autor: Sylvia Day


Desde que vi o Gideon pela primeira vez, percebi que ele tinha algo de que eu precisava, algo a que eu não conseguia resistir. Percebi-lhe também uma alma perigosa e atormentada – tal como a minha. Envolvi-me. Eu precisava dele tanto como precisava que o meu coração batesse.
Ninguém sabe o quanto ele arriscou por mim e o quanto eu fui ameaçada; ninguém imagina quão negra e desesperada se tornou a sombra dos nossos passados. Entrelaçados nos nossos segredos, tentamos desafiar o destino. Definimos as nossas próprias regras e rendemo-nos completamente ao intenso poder da obsessão.



Este foi um dos livros mais aguardados pelas fans da autora!
Sylvia Day, ao longo desta serie, tem conseguido manter os seus fans mais ou menos fieis a esta serie Crossfire, não apenas pelo seu género erótico, mas também pela curiosidade despertada com a relação entre Gideon e Eva. Todos queremos saber o que irá acontecer de seguida, se ambos conseguem fazer com que aquela difícil relação resulte e, por isso estamos sempre dispostos a ler mais um livro. A verdade é que no início apenas iríamos ter três livros, mas a autora decidiu estender a história para uma serie de cinco, algo que penso que seja um pouco exagerado da sua parte. De qualquer forma, mantenho a minha posição de fã incondicional e continuo a gostar muito de toda a história.
Em relação a este terceiro livro, podemos ver que o amor entre Eva e Gideon se vai solidificando (a própria Eva menciona que vão dando “passinhos de bébé”) e confesso que gostei de ver isso e não apenas um salto enorme para um casamento e um felizes para sempre. Claro que, no meio de coisas boas temos também coisas más e tenho de mencionar que a autora acabou por se exceder um pouco com as cenas de sexo. Penso que na ânsia de fazer render a historia, acabou por focar mais a componente sexual do que a própria historia e dou como exemplo as discussões entre o casal que Eva iniciava e no exacto momento em que iria ter a resposta que tanto queria acabava por interromper Gideon para mais um sessão de sexo escaldante…depois disso, tudo era esquecido e resolvido muito depois.
Em relação às outras personagens, Cary mantêm-se igual a si mesmo, como uma personalidade muito divertida, mas ao mesmo tempo seria e capaz de apoiar Eva em todas as situações. Penso que a situação difícil em que se encontra no momento irá fazê-lo crescer e acordar para a realidade errada que está a viver no momento. O mesmo posso dizer da mãe de Eva, aquela mulher devia de ser internada. É verdade que uma mãe se preocupada com os seus filhos, que é capaz de tudo por eles, mas penso ser demais as vezes que desculpam aqueles comportamentos obsessivos, principalmente agora que nada há a temer. Outra pessoa que não consigo desculpar é a mãe de Gideon. Aquela mulher é completamente louca e não abre os olhos para o sofrimento do próprio filho. Ela prefere manter as aparências e culpar Eva de erros que ela própria não cometeu. Não a consigo compreender e penso que perdeu qualquer hipótese de ser perdoada.
O livro acabou por terminar demasiado rápido, com muitos mistérios por resolver! Devido às cenas de sexo, o livro acabou por se tornar grande, mas a nível temporal percorrer um caminho muito curto. Acho muito estranho o desaparecimento de Megumi e tenho quase a certeza que algo lhe aconteceu e também estou muito curiosa acerca da identidade da pessoa que ajudou a absolver Gideon do assassínio de Nathan. Não sei explicar, mas estou com a sensação que algo grande está para ser acontecer. Que venha o próximo livro para matar toda esta curiosidade!

0 comentários:

Enviar um comentário