[Alfarroba]Opinião "Percepção, uma estranha realidade",de Sara Farinha

Titulo: Percepção, uma estranha realidade
Autor: Sara Farinha

Joana cedo descobriu que os estados emocionais dos outros toldavam o seu raciocínio e moldavam o seu comportamento.
Em busca duma vida anónima, Joana esconde-se em Londres, procurando ignorar a maldição que a impede de viver uma vida normal. É aí que a sua vida se cruza com a de Mark, um arqueólogo americano que viaja pelo mundo à procura de outros sensitivos como ele. Joana relutantemente aceita a amizade de Mark, acabando por encontrar nele o seu maior aliado na aprendizagem sobre a vivência dum sensitivo.
As capacidades crescentes de Joana atraem as atenções não só de Mark como do Convénio, uma organização ilegal que pretende reunir sobre o seu domínio todos os Sensitivos. É apenas quando a sua melhor amiga é posta em perigo, que Joana descobre que a sua maldição pode ser um dom, e que a vida ultrapassa todos os seus receios e expectativas.



A Sara Farinha não é uma novata por estas andanças da escrita. Através das redes sociais podemos encontrar o seu trabalho e verificar as letras fazem parte do seu dia-a-dia. Apesar disso, tenho a dizer que ainda não tinha tido a oportunidade de ler o seu livro “Percepção, uma estranha realidade”.
Gostei muito da temática, é algo diferente, que desperta a atenção e que, de certa forma, se destaca dos inúmeros livros que estão à venda no momento. Notei que ela foi bastante cuidadosa na construção da sua história, às vezes até em demasia, não deixando nada ao acaso. Quando menciono que a autora foi demasiado cuidadosa, refiro-me às longas descrições do estado de espírito ou pensamentos da protagonista, penso que poderia ter demonstrado o que se ia passando de uma forma mais suave e até através de diálogos, pois este detalhe (que não é totalmente mau) acaba por tornar toda a trama demasiado pesada fazendo com que a leitura se torne muito mais demorada. Mesmo assim, como qualquer romântica que se preze, gostei muito da relação de Mark e Joana. Uma relação que não me pareceu forçada e que se foi fortalecendo ao longo do livro.
Outra coisa a melhorar poderia ser a formatação. Penso que ter os diálogos entre aspas apenas complica a leitura e o leitor não consegue “descansar” entre a narração e os diálogos, coisa que não iria acontecer se fosse usado o travessão nas falas das personagens.
Bem, com este discurso todo até parece que não gostei da história, mas isso não é verdade. De todo! É uma história bonita, romântica e com alguma acção mais para o final.Gostei muito de o ler e fico à espera do próximo! Muitos parabéns à autora e espero ter a oportunidade de ler o próximo livro.

0 comentários:

Enviar um comentário