[Bertrand]Novidade "Primeira Linha de Fogo",de José Viale Moutinho



Titulo: Primeira Linha de Fogo - Da Guerra Civil de Espanha aos Campos de Extermínio Nazis
Autor: José Viale Moutinho
N.º de páginas: 552
PVP: 18,80€
Data de lançamento: 12 de abril



Por alturas do 25 de Abril, contavam-se pelos dedos da mão os livros sobre a Guerra Civil de Espanha publicados em Portugal. Geralmente, eram recolhas dos textos de imprensa marcados por um nacionalismo exacerbado, alguns deles dedicados a Carmona e a Salazar. Tiveram de passar alguns anos para começarem a surgir novos textos sobre o conflito – de César Oliveira, Iva Delgado, Varela Gomes, entre outros. No Diário de Notícias, no verão de 1995 e 1996, saíram numerosos textos de José Viale Moutinho, fazendo com que alguns leitores exigissem a edição desses textos em livro e outros explodissem de ira contra os termos com que o autor se exprimia. Alegava este que haviam sido demasiados anos em que o franquismo e respetivos apaniguados beneficiaram de tempo de antena, cabendo agora a vez às vozes libertas com a chamada transição.
Conversando com protagonistas de várias linhas de intervenção no conflito, José Viale Moutinho encontra, por exemplo, Álvaro Cunhal, que nunca se referira ao tema. Neste livro, o leitor encontrará o que decerto nunca descobriu noutros livros sobre o mesmo tempo. É o seu interesse.



José Viale Moutinho nasceu no Funchal, em 1945. Jornalista durante 40 anos, dedicou à Guerra Civil de Espanha e aos Campos de Concentração Nazis alguns dos seus projetos de investigação. Isso levou-o a percorrer a raia luso-espanhola, toda a Espanha e parte da Europa que esteve dominada pelos nazis. Às reportagens, publicadas no Diário de Notícias, foram atribuídos o Prémio Norberto Lopes e uma Menção do Bordalo da Casa da Imprensa de Lisboa. Sobre estes temas escreveu também os livros No Pasarán! (1998), Trincheiras (2003) e Nas Cinzas do Inferno (2004), bem como prefácios, conferências e comunicações a congressos internacionais. José Viale Moutinho tem obras publicadas no Brasil e traduzidas em italiano, alemão, russo, búlgaro, castelhano, esloveno, húngaro, romeno e galego. É membro de honra da Real Academia Galega. Em 2012 recebeu o Prémio de Carreira do Pen Clube da Galiza.

0 comentários:

Enviar um comentário