[Bertrand]Novidade "Isto é um Assalto",de Francisco Louçã e Mariana Mortágua


Titulo: Isto é um Assalto
Autor: Francisco Louçã e Mariana Mortágua
Ilustrações: Nuno Saraiva
N.º de páginas: 176



Em março de 2012, a Bertrand Editora publicou
A Dividadura, de Francisco Louçã e Mariana Mortágua.
Um ano depois, regressamos ao tema que tem dominado a vida dos portugueses, numa edição em Banda Desenhada.
Do texto de contracapa:
«Este livro descreve o assalto que Portugal está a sofrer. Eles estão a cobrar impostos acima das nossas possibilidades, a retirar subsídios de férias e de Natal, que eram as nossas possibilidades, a destruir o Serviço Nacional de Saúde, a escola pública e a Segurança Social que deveriam ser a devolução dos nossos tributos. Eles querem tudo. Eles, a finança, cobram uma renda sobre o nosso futuro e ainda querem convencer-nos de que somos culpados. Por isso, em Isto é um Assalto, faz-se a conta e cobra-se a fatura: verá como os bancos foram financiados pelos nossos impostos, como a austeridade e a chantagem da dívida estão a criar o maior desemprego da história do nosso país, como a troika destrói a vida das pessoas.»
A banca floresceu com a especulação e a dívida: os seus ativos cresceram para 800% do produto nacional em Chipre, 700% na Islândia, 500% na Irlanda. Até ao dia do colapso. E os impostos foram convocados para pagar o resgate bancário: 60 mil milhões em Espanha só para a banca, 80 mil milhões em Portugal para a banca e credores. Tragédia na Grécia, desastre em Chipre, Portugal a empobrecer.
Para financiar este desastre, a troika impôs colossais aumentos de impostos, queda de salários e pensões, mais desemprego. A consequência é mais dívida. Isto é um assalto.
Então e se discutíssemos a dívida? É o que se faz neste livro. Da Bíblia à história de D. Sebastião, da restruturação da dívida da Alemanha ao Jogo do Monopólio e ao Feiticeiro de Oz, de Júlio César a Filipe II, dos bancos mafiosos ao triângulo do Espírito Santo com os nazis e com Salazar, aqui tem a história deste assalto moderno.
Francisco Louçã, professor catedrático de Economia, e Mariana Mortágua, economista, escreveram os textos. Nuno Saraiva ilustrou e criou a BD. A Rita Gorgulho coube o design.

0 comentários:

Enviar um comentário