[Asa]Opinião "Amor e Enganos", de Julia Quinn

Titulo: Amor e Enganos


Sophie Beckett tinha um plano ousado: fugir de casa para ir ao famoso baile de máscaras de Lady Bridgerton. Apesar de ser filha de um conde, ela viu todos os privilégios a que estava habituada serem-lhe negados pela madrasta, que a relegou para o papel de criada. Mas na noite da festa, a sorte está do seu lado. Sophie não só consegue infiltrar-se no baile como conhece o seu Príncipe Encantado. Depois de tanto infortúnio, ao rodopiar nos braços fortes do encantador Benedict Bridgerton, ela sente-se de novo como uma rainha. Infelizmente, todos os encantamentos têm um fim, e o seu tem hora marcada: a meia-noite. Desde essa noite mágica, também Benedict se rendeu à paixão. O jovem ficou até imune aos encantos das outras mulheres, exceção feita... talvez... aos de uma certa criada, que ele galantemente salva de uma situação desagradável. Benedict tinha jurado tudo fazer para encontrar e casar com a misteriosa donzela do baile, mas esta criada arrebatadora fá-lo vacilar. Ele está perante a decisão mais importante da sua vida. Tem de escolher entre a realidade e o sonho, entre o que os seus olhos veem e o que o seu coração sente. Ou talvez não...


Já passaram alguns dias desde o término da leitura deste livro, mas ainda é um pouco difícil de escrever esta opinião. Julia Quinn tem este efeito em mim, os seus livros são tão inspiradores e espantosos que deixam qualquer pessoa sem palavras. Ao longo das páginas dos seus romances, dou por mim a sentir o mesmo que as personagens, sofro quando elas sofrem, rio quando elas riem, desespero quando elas desesperam... A autora tem uma forma de escrever tão perfeita que tudo nos é relatado de forma muito clara, fazendo a nossa mente viajar até ao que está a acontecer no livro.
Este terceiro volume da série Bridgerton foi claramente uma surpresa para mim. Apesar da autora manter a qualidade a que já estou habituada, basear estar história num conto de fadas deixou-me muito surpreendida. A ideia de ter uma Cinderela neste livro foi um golpe de génio e que veio tornar o enredo ainda mais bonito e Araminta ficou tão bem no papel de madrasta que foi quase como reler o conto de fadas. Claro que a história não se fica por aqui, muitas mais coisas acontecem e chega a um momento em que a história começa a seguir um rumo próprio e a desligar-se do inicial.
Gostei muito de rever os irmãos Bridgerton e de entender que já alguns anos tinham passado, penso que a autora fez muito bem em fazer o leitor entender que não acontece tudo de seguida e também é muito bom saber o que vai acontecendo na vida dos irmãos que já conhecemos nos livros anteriores. Mesmo assim o mistério continua, ainda ninguém conhece a identidade da nossa querida Lady Whistledown e todo esse enigma paira sobre a sociedade londrina e arredores.
Gostei muito de Sophie e Benedict, penso que formavam o casal perfeito. O relacionamento entre eles acabou por se tornar bastante engraçado, principalmente quando a rapariga lhe negava aquilo que ele mais desejava. Na minha opinião esse foi um dos detalhes mais importantes de toda a trama, pois ele definia o caracter da rapariga. Só tive pena que Colin aparecesse tão pouco neste livro, mas houve uma cena-chave com Penélope Featherington que nos prepara para o que aí vem… Depois de ler este livro fiquei mesmo muito ansiosa pela chegada por próximo! Tenho de confessar que a autora tem esta leitora na palma da sua mão.

0 comentários:

Enviar um comentário