[Quetzal]Novidade "Mao – A História Desconhecida"


Titulo: Mao – A História Desconhecida
Autor: Jung Chang e Jon Halliday
N.º de páginas: 856
PVP: 24,40 €
Data de lançamento: 5 de abril


Sinopse: Esta é a grande biografia de Mao Tsé-Tung, o livro que resultou de mais de uma década de pesquisa e de inúmeras entrevistas com muitos dos que privaram com Mao dentro da China, e com todos os que com ele tiveram contactos relevantes no estrangeiro.
Mao, a História Desconhecida, de Jung Chang – autora do romance Cisnes Selvagens – em colaboração com o marido, o historiador britânico Jon Halliday, considerado livro maldito e totalmente banido da China, é um documento fascinante quer para o leitor especializado, quer para o leitor comum.


Autores: Jung Chang nasceu na China, na província de Sichuan, em 1952. Aos catorze anos pertenceu, durante um curto período, ao Exército Vermelho. Foi camponesa, depois operária, até se ter tornado estudante de inglês e, mais tarde, assistente na Universidade de Sichuan. A partir de 1978 passou a viver em Inglaterra. Jung Chang doutorou-se em Linguística pela Universidade de York em 1982. Foi a primeira pessoa da República Popular da China a fazer o doutoramento numa universidade britânica. Jon Halliday é membro do King’s College, Universidade de Londres.


Imprensa:
«O grande atributo desta nova biografia é precisamente esse: despir Mao e o maoismo de qualquer generosidade ideológica, do mínimo idealismo, e radicá-lo antes nas tradições mais brutais da milenar tradição política chinesa.»
José Manuel Fernandes, Pública

«Jung Chang soltou a fúria adormecida e lançou uma biografia impiedosa do Imperador vermelho.»
Rita Ibérico Nogueira, Diário Económico

«Em 1978, dois anos após a morte de Mao, Jung Chang emigrou para a Grã-Bretanha e veio a doutorar-se em linguística pela Universidade de York. Só voltou à China, depois de publicar o romance Cisnes Selvagens, para investigar a história de Mao. O resultado é um volume de 800 páginas do qual Mao e o maoismo não saem nada bem.»
João Paulo Guerra, Diário Económico

«Nota-se a clareza da escrita de Jung Chang e a facilidade com que junta à história mais política os pequenos episódios do quotidiano.»
Leonídio Paulo Ferreira, Diário de Notícias

«Mao – a História Desconhecida se não vem revelar aos concidadãos do citado líder as suas tenebrosas facetas ocultas, vem pelo menos repor a verdade junto dos que não foram seus súbditos diretos.»
Luís Almeida Martins, Visão

«Há horrores que são quase inimagináveis e daí a importância de os tornar públicos, como faz esta biografia. Não é garantia de que não voltam a acontecer, mas, pelo menos, não estão revestidos de um manto de credibilidade.»
Raquel Vaz Pinto, Nova Cidadania

0 comentários:

Enviar um comentário