Opinião "How to Love a Princess",de Claire Robyns


Claire Robyns



















Sinopse: Love exploded into the sheltered life of Princess Catherine de'Ariggo when she met Nicolas Vecca. But duty calls Catherine to sacrifice that love. Now, years later, she must be strong once more. Can she ignore the whisperings of her heart and stand firm in her convictions? Trusting in Nicolas, loving him, is a risk she dare not take.
When Nicolas sees Catherine again, he thinks he's looking at a ghost. Either that, or he has been cruelly deceived. Haunted love turns to hate. But even as he determines to remain unforgiving, his heart refuses to forget.


Opinião: Conhecem aquela sensação de quando a vossa cabeça se foca apenas numa coisa e não vos deixa trabalhar ou concentrar em algo diferente? Calculo que sim e queria dizer-vos que foi isso que me aconteceu a partir do momento em que li a sinopse deste livro. Básico para alguns, sem novidade para outros, esta foi uma história que me fez regressar à minha adolescência, que me fez sentir plena, que me permitiu sonhar. Desde pequena que sou fascinada com o assunto que trata este livro. Príncipes e princesas, amores proibidos, o dever acima dos sentimentos… Para muitos, tudo isto é difícil de compreender, mas para outros tudo se torna claro como água.
Esta foi uma historia que me fez recordar os muitos livros que li e que foram lançados pela Harlequin. Considero-o um romance leve, que se lê de forma fluida e sem grandes complicações de enredo. Apesar disso, considero um livro muito bem escrito e quero também mencionar que apesar da simplicidade com que está escrito, denota um cuidado extremo da autora na sua escrita. Na minha opinião, não são só os livros com temas mais “pesados” que têm qualidade ou que estejam bem escritos, até mesmo para ser simples é preciso saber-se escrever e penso que a autora esteve à altura da história que criou. Gostei particularmente de Nicolas, que apesar de ter bastantes razões para abandonar Catherine, sempre lutou por aquilo que acreditava. Muitas foram as vezes que tive vontade de colocar-me no meio deles os dois e dizer umas quantas verdades àquela princesa mimada que tudo fazia para levar a sua ideia em frente. Catherine, que no início me parecia ser a protagonista perfeita, de repente transformou-se numa protagonista que apesar de ter razões para agir daquela forma, por vezes exagerava e tomava decisões capazes de ultrapassar crianças de 10 anos e, talvez esse seja o segredo, a razão pela qual dá vontade de virar a página e seguir a história até ao final.
Com muito romance e até um pouco de mistério, este foi um livro que me prendeu bastante e também uma excelente companhia nestas longas e frias noites de inverno. Recomendo!

1 comentário:

  1. Oie!!!
    Vim conhecer teu cantinho e adorei!!
    Já estou seguindo :D
    Passa lá no blog quando quiser!!!
    Beijinhos
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br

    ResponderEliminar