[Bertrand Editora]Opinião "Uma História Por Contar"


Sinopse: Quando a princesa Diana morreu em Paris, tinha trinta e sete anos. Se tivesse sobrevivido, faria cinquenta anos no dia 1 de julho de 2011. Quem seria ela agora se estivesse viva? O que faria? E onde?
Monica Ali, uma das escritoras mais versáteis e ousadas do nosso tempo, imaginou um destino diferente para Diana no seu novo livro.
Uma década após o acidente de Paris, uma mulher britânica chamada Lydia vive numa pequena vila norte-americana. Tem um círculo de amigas: uma tem uma loja de vestidos, outra é agente imobiliária, outra é uma mãe doméstica. Lydia é voluntária num abrigo de animais e gosta de nadar. O namorado, que a adora, sente que ela não se dá a conhecer. Quem é ela?
Uma História por Contar fala dos custos da fama, do sentido da identidade e da possibilidade (ou impossibilidade) de se reinventar uma vida. A princesa ficcional de Monica Ali é bonita, intrépida e engenhosa e conseguiu para si própria uma paz frágil. Mas depois o passado ameaça destruir a sua nova vida.


Opinião: Sem palavras! Apesar da simplicidade com que está escrito, este é sem dúvida um dos livros que mais me suscitou o interesse desde o início do ano.
Tocando num tema que levanta de novo novas teorias acerca do assassinato da princesa Diana, Monica Ali conseguiu criar um enredo completamente novo e cheio de detalhes acerca do possível plano de fuga que a própria princesa poderia ter arquitectado com a ajuda do seu secretário pessoal. Este livro passasse então dez anos depois da morte da princesa e esta, depois de várias cirurgias plásticas encontra-se a viver uma vida normal na pacata vila de Kensington, nos Estados Unidos, até ao dia em que um fotógrafo que a tinha acompanhado desde o início do seu noivado a encontrou por acaso e a descobriu. A autora conseguiu focar as dificuldades psicológicas pelas quais a protagonista terá passado e sem dificuldade fui ganhando empatia pela personagem. Claro que entre Diana e Lydia nada há a comparar, não podiam ser mais diferentes e isso é um facto notório na história.
Gostei bastante de ter a oportunidade de ler este livro, principalmente porque eu mesma coleccionei várias entrevistas e fotografias da princesa e nunca fui indiferente a todo o mundo glamoroso em que vivia.  

0 comentários:

Enviar um comentário