[Asa]Opinião "Mariana",de Susanna Kearsley


Susanna Kearsley


















Sinopse: Julia Becket acredita no destino. Ela tinha apenas cinco anos quando viu Greywethers pela primeira vez, mas soube de imediato que aquela era a sua casa. Vinte e cinco anos depois, tornou-se finalmente sua proprietária. Mas Julia depressa começa a suspeitar de que existe algo de poderoso e inexplicável por detrás da sua decisão radical de abandonar Londres e começar de novo numa pequena aldeia. Os novos vizinhos são calorosos e acolhedores, muito particularmente Geoff, o aristocrático proprietário de Crofton Hall, com quem sente uma ligação imediata. Mas a vida tal como ela a conhecia acabou, e outra bem diferente está prestes a começar. Uma vida que inclui Mariana, que habitou aquela mesma casa trezentos anos antes e cujo destino ficou tragicamente por cumprir. A história de Mariana vai- se revelando a pouco e pouco, apoderando-se da sua vida como um feitiço. Ao longo dos séculos que separam as duas jovens, uma promessa de amor eterno aguarda o desfecho que o destino lhe negou. Conseguirá Julia desvendar no presente os enigmas do passado? Será que Mariana esteve sempre à sua espera?


Opinião: Fazendo justiça ao livro anteriormente lançado pela Asa, Susanna Kearsley volta com mais um sucesso literário e deixa-me completamente boquiaberta e com aquela doce sensação de vazio e vontade de reler toda a história. Tudo isto acontece com o seu livro “Mariana” pois, ao mesmo tempo que a história segue uma estrutura muito semelhante ao anterior livro “O Segredo de Sophia”, este vem trazer até nós um clímax totalmente novo e que nos faz questionar tudo aquilo que até então tinha sido interiorizado.
Cheio de detalhes e momentos inesquecíveis vividos entre a Inglaterra do século XVII e o presente, este é um livro fabuloso que nos irá fazer viajar no tempo por diversas vezes e que ao mesmo tempo faz com que o leitor vá aprendendo um pouco acerca da Historia de Inglaterra numa altura conturbada pela guerra e pela peste. Ao mesmo tempo vamos também conhecendo um pouco da protagonista que aos poucos vai preenchendo lacunas da sua vida anterior que irá estar, de forma inesperada, cheia de acção, romance, mistério e traição. Mariana, que no princípio se apresenta uma menina recatada, com uma vida aparentemente normal e enfadonha irá viver uma serie de acontecimentos que mudarão a sua vida por completo e irá esconder também imensos segredos que irão colocar a sua vida e daqueles que ama em perigo. É então que, ao pensarmos que já se conhece o final a autora lança a sua ultima lasca para a fogueira e a história dá uma reviravolta completa, deixando o leitor ficar até um pouco confuso com aquilo que acabou de ler e dando uma importância enorme para aqueles que tanto pensávamos que seriam as personagem secundárias da historia.
Apesar de ter ficado maravilhada com este livro, tenho também de dizer que muitas das vezes acabava confundida com as cenas passadas no passado, ou seja num momento estava Julia a fazer alguma tarefa doméstica ou até mesmo a olhar para o seu jardim e de repente era transportada para o passado. Estas mudanças um pouco bruscas podem fazer com que um leitor menos cuidadoso fique confuso pois ele só se irá aperceber algumas frases depois do sucedido, obrigando a fazer uma leitura mais cuidada e atenta para que se perceba exactamente aquilo que está a acontecer. Gostei particularmente da Vivien (personagem que continuo com a sensação que também outro no livro “O Segredo de Sophia”) e do Iain, tendo estes um relacionamento muito engraçado e que me fizeram dar umas quantas gargalhadas.
Terminando esta opinião apenas quero exprimir a minha vontade em continuar a ver os livros desta autora nas nossas livrarias, é sem dúvida uma das melhores (senão a melhor) autoras que escrevem romances e que incluam como tema as viagens no tempo. Parabéns e obrigada à Asa por trazer até nos estes livros maravilhosos.

1 comentário:

  1. Tb adoro esta autora. Mas não a classificaria como autora de viagens no tempo. Neste livro não sei pois ainda não li, mas em O Segredo de Sophia nenhuma das duas heroínas - a do presente e a do passado - viajavam no tempo. É um autora que escreve histórias que abordam duas épocas temporais mas penso que dizer que ela escreve sobre viagens no tempo vai induzir muita gente em erro. Sobre viagens no tempo escreve a Diana Gabaldon, por exemplo.

    ResponderEliminar