[Porto Editora]Portugueses elegem entroikado como a Palavra do Ano 2012‏

Portugueses elegem entroikado como a “Palavra do Ano” 2012
A realidade socioeconómica terá influenciado a escolha da “Palavra do Ano” 2012. Os vocábulos “desemprego” e “solidariedade” ficaram em segundo e terceiro lugar da votação.

entroikado
adjectivo
1 obrigado a viver sob as condições impostas pela troika (equipe constituída por responsáveis da Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional e que negociou as condições de resgate financeiro em Portugal);
2 coloquial que está numa situação difícil; tramado, lixado;
(Particípio passado de entroikar)

entroikado In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013. [Consult. 2013-01-03]. Disponível na www: <URL: http://www.infopedia.pt/pesquisa.jsp?qsFiltro=0&qsExpr=entroikado>.

Esta manhã, na Biblioteca Municipal José Saramago, em Loures, foi anunciada a “Palavra do Ano” 2012 eleita pelos portugueses: “entroikado”. Ao contrário do que aconteceu na edição 2011, a escolha foi clara, uma vez que “entroikado” obteve 32% dos votos, tendo “desemprego” registado 14% e “solidariedade” 12%.
Com base nestes resultados, poder-se-á dizer que “entroikado” traduzirá o sentimento geral que se vive no país: os portugueses sentir-se-ão “entroikados”, dadas as condições de austeridade impostas pela troika. A crise socioeconómica que Portugal atravessa e o impacto da mesma no quotidiano dos portugueses, tema constante na agenda do ano anterior, conduziram ao registo deste neologismo no Dicionário da Língua Portuguesa online da Porto Editora.
O vocábulo “entroikado” é, também, um excelente exemplo da produtividade da língua portuguesa: juntando um elemento à esquerda e outro à direita da palavra “troika” nasce um novo vocábulo. A equipa de linguistas do Departamento de Dicionários da Porto Editora, responsável pela seleção das palavras candidatas, continuará a acompanhar de perto a vida evolutiva desta nova palavra no quotidiano dos portugueses.
A palavra “entroikado” sucede a “austeridade” como “Palavra do Ano”, sendo de referir que, em 2010, a palavra eleita foi “vuvuzela” e, em 2009, foi “esmiuçar”. A “Palavra do Ano” (www.portoeditora.pt/palavradoano) é uma iniciativa da Porto Editora que tem como objetivo principal enaltecer o património da língua portuguesa, sublinhando a importância que as palavras e os seus diferentes sentidos representam no nosso quotidiano.

Resultado final:
Entroikado 32%
Desemprego 14%
Solidariedade 12%
Bosão 11%
Manifestação 9%
Cortes 8%
Imposto 4%
Refundar 4%
Democracia 3%
TSU 2%

0 comentários:

Enviar um comentário