[Porto Editora]Novidade "A Marca do Herege",de Susana Fortes


Título: A Marca do Herege
Autor: Susana Fortes
Tradutor: Helena Pitta
Págs: 224
PVP: 16,60 €


Novo romance de Susana Fortes
A Marca do Herege chega este mês às livrarias

Susana Fortes estreia-se no catálogo da Porto Editora com o seu mais recente romance, A Marca do Herege, que será publicado a 21 de janeiro. A escritora apresenta-nos uma trama policial passada em Santiago de Compostela, onde o assassínio de uma jovem e o desaparecimento de um manuscrito de Prisciliano vão colocar em evidência crentes e hereges, o passado e o presente.
Os cenários misteriosos e frios desta cidade milenar e os personagens, complexos e profundos, são os ingredientes deste romance negro, cuja história é narrada com uma particular sensibilidade poética, inteligência e ironia subtil, que convidam à reflexão sobre a sociedade atual e os interesses que a regem.
Susana Fortes é uma das convidadas do encontro Correntes d’Escritas 2013, que se realiza em fevereiro na Póvoa de Varzim.


O LIVRO
A descoberta do cadáver de uma jovem na Catedral de Santiago de Compostela cai como uma bomba na cidade. Ao mesmo tempo desaparece um manuscrito de Prisciliano, o grande herege galego. O comissário Castro ocupa-se de ambos os casos com a ajuda de dois jornalistas determinados: Laura Márquez, uma jovem bolseira que chega à cidade fugindo dos seus próprios fantasmas, e Villamil, um repórter veterano e meio anarca que já conheceu dias melhores na profissão.
Uma trama em ritmo crescente onde se cruzam ecologistas, peregrinos, professores universitários, tubarões das finanças e padres que fazem as suas próprias apostas de salvação numa cidade levítica.
A Marca do Herege é um thriller viciante que nos convida a viajar no tempo, transferindo a atmosfera ameaçadora do melhor romance policial para as ruas inesquecíveis de Santiago de Compostela.


A AUTORA
Licenciada em Geografia e História pela Universidade de Santiago de Compostela e em História da América pela Universidade de Barcelona, reside atualmente em Valência, conjugando o ensino com o jornalismo e a crítica de cinema.
Os seus romances estão traduzidos em 12 línguas e obtiveram numerosos prémios. Em Portugal, estão publicadas as suas obras Querido Corto Maltese, Ternos e Traidores, Fronteiras de Areia, O Amante Albanês e Quattrocento – A Conspiração Contra os Médicis.


IMPRENSA
Um enredo bem concebido, sem pontas soltas. Além disso, a autora trata com notória mestria a história da heresia religiosa na Galiza.
El País

Laura Márquez, a jornalista que nos traz à memória Lisbeth Salander.
El Mundo

A cidade galega surge como um personagem que lança sombras sobre as relações entre os que buscam a verdade e os que procuram ocultá-la a todo o custo.
Europa Press

A Marca do Herege é uma autêntica boneca russa com inúmeras capas de realidade, onde lendas milenárias de sociedades secretas convivem com o narcotráfico e a corrupção da sociedade atual […] o divino e o humano, o sórdido e o sublime.
hoyesarte.com

0 comentários:

Enviar um comentário