[Quinta Essência]Novidade - "Nas Asas do Amor",de Sarah Sundin


Titulo: Nas Asas do Amor
Autor: Sarah Sundin
N. Páginas: 456 pp.
PVP: €15

Lançamento: 7 de Fevereiro

Sinopse: Separados por uma guerra e um oceano… conseguirão voltar a juntar-se?
Allie nunca foi suficientemente bonita para agradar à sua deslumbrante mãe, por isso fará qualquer coisa para ter a sua aprovação: até casar com um homem que não ama. Enquanto Allie quase se resigna ao seu destino, o tenente Walter Novak – destemido na cabina de pilotagem, mas sem jeito para as mulheres – vai a casa na sua última licença antes de ser enviado para a Europa, combater pela Royal Air Force durante a Segunda Guerra Mundial.
Walt e Allie conhecem-se e o seu amor pela música junta-os, fazendo-os começar uma correspondência que mudará as suas vidas. Enquanto as cartas vão e vêm entre a base de bombardeiros de Walt, em Inglaterra, e a mansão de Allie, a amizade que cresce entre os dois une-os. Mas serão eles capazes de resolver os segredos, compromissos e expetativas que os separaram?

Autora: Sarah Sundin é farmacêutica hospitalar e vive no norte da Califórnia com o marido e três filhos. O seu tio-avô voou com a Oitava Força Aérea dos EUA em Inglaterra. Sarah tem um bacharel em Química pela UCLA e um doutoramento em Farmácia pela Universidade de São Francisco. Este é o seu primeiro romance.

Imprensa 

«Sarah Sundin é uma contadora de histórias extremamente dotada que coloca o leitor na cabina de um B-17 com tanta facilidade como constrói um romance dolorosamente emotivo na Segunda Guerra Mundial. Esta não é só a melhor história de amor passada nesta época que alguma vez li, mas também o melhor livro que li até agora.»
Cheryl Bolen, vencedora do Holt Medallion para melhor romance histórico

«Adorei Nas Asas do Amor! Sarah Sundin escreve com lirismo e tem o raro talento de conseguir combinar humor com ação. Não consegui pousar o livro, e não creio que vá esquecer os personagens cativantes de Sarah ou a sua comovente história sobre honestidade, redenção e graça.»
Melanie Dobson

«O primeiro romance de Sarah Sundin Sundin apresenta-nos uma trilogia emocionalmente envolvente, rica em pormenores mas com um ritmo rápido. Os leitores de romances e os apreciadores de história militar irão encontrar aqui muita coisa interessante.»
Booklist

Próximo título:






[Porto Editora]Novidade - "Adão no Éden",de Carlos Fuentes


Título: Adão no Éden
Autor: Carlos Fuentes
Tradutor: Helena Pitta
Págs: 176
PVP: 15,50 €
Coleção: Grandes Autores

Uma das grandes figuras da literatura mundial
Carlos Fuentes na Porto Editora com Adão no Éden

O catálogo da Porto Editora vai ficar mais rico com a entrada de Carlos Fuentes, um dos mais importantes escritores da América Latina, e de Adão no Éden, o seu mais recente romance, que chega às livrarias no dia 9 de fevereiro.
Vencedor de vários prémios, entre os quais se destaca o Prémio Cervantes e o Prémio Príncipe das Astúrias, Carlos Fuentes é também um habitual candidato ao Prémio Nobel e, juntamente com Mario Vargas Llosa e Gabriel García Márquez, completa o «triângulo de ouro» da literatura latino-americana. Adão no Éden, um romance violento e dramático, mas com um toque de humor, é o primeiro de três livros do autor que a Porto Editora vai publicar.

O LIVRO
E que outra coisa merecem os criminosos senão um criminoso mais criminoso do que eles?
Cidades perdidas, bairros de lata, favelas: é tudo a mesma coisa. Ou vives aí, ou és um dos responsáveis pela sua existência. Conscientes disso estão Adão Gorozpe − homem ambicioso que passou de estudante de Direito pobretão a figura de destaque na sociedade mexicana − e Adão Góngora − ministro da Administração Interna, corrupto e violento, que, enquanto finge combater o narcotráfico, não faz mais do que promover uma política que pune inocentes e beneficia criminosos.
Quando Góngora propõe a Gorozpe uma aliança para que este ocupe a Presidência da República e seja seu testa de ferro, a rivalidade entre os dois transforma-se numa batalha cega pelo poder. Como agir contra Adão Góngora, um adversário tão perigoso? Como deter o
remoinho que arrasta o México para o esgoto? Num país em que o  Estado, as instituições e a polícia não funcionam, há somente duas forças que se impõem de maneira implacável: a violência e a fraude. Adão no Éden combina drama e comédia, ficção e crónica jornalística,
terror e humor para traçar o mapa detalhado do poder, do narcotráfico e da violência na América Latina do século XXI.

O AUTOR
Carlos Fuentes nasceu no México em 1928. Intelectual consagrado e um dos principais expoentes da narrativa latino-americana, é autor de uma vasta obra que inclui romances, contos, teatro e ensaio. Ao longo da sua carreira recebeu numerosos prémios, entre eles o Prémio Cervantes (em 1987) e o Prémio Príncipe das Astúrias (em 1994). Em 2003 foi condecorado com a Legião de Honra pelo governo francês e em 2008 recebeu a Grã-Cruz da Ordem de Isabel a Católica.
A Porto Editora publicará os seus volumes de contos Cuentos Naturales e Cuentos Sobrenaturales.


IMPRENSA

Carlos Fuentes é uma das grandes figuras da literatura mundial.
Juan Goytisolo

Enfrentando fantasmas perentórios de um México mais atual do que nunca, Fuentes escreveu um romance determinado a enunciar as enfermidades de um país “religioso, conservador e violento, muito viril”, um romance que se insurge contra a força autodestrutiva que devora o México; um romance que, em suma, é uma busca agonizante da identidade mexicana e do destino de um povo economicamente arruinado, moralmente degradado e saciado de esperanças perdidas.
El Periódico

Adão no Éden é um romance necessário para uma reflexão profunda sobre como os diferentes atores da sociedade latino-americana permitiram que o narcotráfico funcionasse como o seu pior catalisador.
El Colombiano

Carlos Fuentes é uma das vozes imprescindíveis da literatura latino-americana e universal.
El Cultural

A sua fé no destino redentor das letras não tem limites.
Gabriel García Márquez

Carlos Fuentes é um intelectual comprometido com a sociedade do seu país, do seu continente e do mundo.
ABC

[Bertrand Livreiros] Tertúlia "Ler no Chiado"



Ler Borges

Este ano, a obra completa de Jorge Luis Borges vai ser reeditada pela Quetzal. A Ler no Chiado convidou António Mega Ferreira, José Mário Silva e Nuno Artur Silva para falar do seu Borges.
O encontro terá lugar no próximo dia 9, quinta-feira, pelas 18h30, na Livraria Bertrand do Chiado.
Nesse dia já estará nas livrarias O Livro de Areia e A História da Eternidade.
As Tertúlias “LER no Chiado” são uma iniciativa da parceria entre a Bertrand Livreiros e a Revista LER. Com moderação de Anabela Mota Ribeiro.


[Casa das Letras] Novidades de Fevereiro/Março



Titulo: 10 Histórias de Amor Portuguesas
Autor: Alexandre Borges
PVP: 12,00 €
Lançamento: 10 Fevereiro

Sinopse: Este livro inclui dez histórias de amor portuguesas. Algumas mais distantes no tempo e, por isso, sendo baseadas em dados históricos, podem envolver-se numa atmosfera de lenda. No entanto, a maioria destas histórias são romances vividos no século XX e alguns permanecem até hoje.






Titulo: Querida Comprei um Zoo
Autor: Benjamin Mee
PVP: 13,00 €
Lançamento: 02 Março

Sinopse: Querida, Comprei Um Zoo é uma história comovente e animadora que relata os esforços da família para reconstruir o parque, em simultâneo com o declínio de Katherine, bem como os seus últimos dias e a forma como a família conseguiu seguir em frente.





Titulo: Túneis 4 - Mais Perto da Verdade
Autor: Gordon Rodericks
PVP: 15,00 €
Lançamento: 02-Mar

Sinopse: No centro da Terra, num mundo que ninguém sabe que existe, Will encontra-se em apuros. Os seus inimigos, os Styx, estão muito perto. Estão dispostos a persegui-lo até ao fim do mundo — de qualquer mundo. Entretanto, Drake — com a ajuda do mais improvável dos aliados — está a preparar-se para combater os Styx a partir da Superfície. Mas será que o seu plano temerário o ajudará a alcançar a vitória… ou o levará para uma morte certa?

[Livros D'Hoje]Opinião - "Um Longo Regresso a Casa", de Gail Caldwell


Gail Caldwell













Sinopse: «Esta é uma velha história: eu tinha uma amiga com quem partilhava tudo, até que ela morreu e também isso nós partilhámos. Um ano depois de ela ter partido, quando eu julgava já ter ultrapassado a loucura daquele sofrimento inicial, caminhava no parque de Cambridge onde durante anos Caroline e eu passeámos os cães. Era uma tarde de inverno e o local estava vazio - a estrada fazia uma curva, não havia ninguém à minha frente nem atrás de mim e eu senti uma desolação tão grande que, por momentos, os meus joelhos ficaram imóveis. "O que estou aqui a fazer?", perguntei-lhe em voz alta, habituada agora a conversar com uma melhor amiga morta. "Devo seguir em frente?"»


Opinião: No longo caminho para o amor o primeiro sentimento com que nos deparamos é a amizade. Este é o sentimento de base para todo e qualquer relacionamento, seja entre homens, mulheres ou casais. Sem amizade não conseguimos chegar a lado nenhum, é a partir dela que podemos amar ou odiar, a amizade é a ponte para tudo. É disso que trata este livro, de uma amizade pura entre duas mulheres, que ao longo dos anos foram partilhando as suas vidas através da amizade que as unia. É uma história de risos, de choros, de desabafos, de competições, de lutas… Quem não tem ou teve uma amiga a quem confiavam tudo? Neste livro podemos ver o início de uma amizade especial entre Caroline e Gail, um encontro que estava destinado a acontecer e só a morte as conseguiu separar. Cancro. Um terrível e fatal cancro num pulmão levou Caroline para o reino dos mortos e agora Gail tem que aprender a viver sem a sua amiga. Não é algo que se faça de um dia para o outro, mas um dia Gail depara-se com um cenário em que não viveu após a morte de Caroline…ela sobreviveu! Recomendo este livro a todas as pessoas que têm alguém assim do seu lado, que saibam dar o valor a uma amiga, com certeza que irão ver-se a si própria na pele da narradora.

[Asa]Novidades Fevereiro



Titulo: Uma Noite de Amor
Autor: Mary Balogh
PVP: 15,90 €
Lançamento: 10 Fevereiro

Sinopse: Ele é um aristocrata, um homem de sucesso e poder. Mas o seu coração ficou destroçado... em Portugal.  Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso… apesar do abismo que agora os separa.


Titulo: Memórias de Anne Frank
Autor: Theo Coster
PVP: 13,90 €
Lançamento: 17 Fevereiro

Sinopse: Anne Frank e os seus colegas de escola eram crianças inocentes, inteligentes e cheias de fé no futuro. Estudavam no liceu judeu de Amesterdão, o local que os nazis escolheram para segregar as crianças judias do resto da população. Para o povo judeu, cada dia representava um desafio; para as suas crianças, apenas a escola mantinha a ilusão de uma normalidade que cada cadeira vazia vinha contrariar.
Anne Frank e os seus colegas de escola eram crianças inocentes, inteligentes e cheias de fé no futuro. Estudavam no liceu judeu de Amesterdão, o local que os nazis escolheram para segregar as crianças judias do resto da população. Para o povo judeu, cada dia representava um desafio; para as suas crianças, apenas a escola mantinha a ilusão de uma normalidade que cada cadeira vazia vinha contrariar.


Titulo: O Colégio de todos os Segredos
Autor: Gail Godwin
PVP:17,50 €
Lançamento: 24 Fevereiro

Sinopse: Mount St. Gabriel’s é um dos mais prestigiados colégios femininos americanos. Cada ano lectivo vê chegar novos rostos e dita um novo equilíbrio na hierarquia social da escola. No Outono de 1951, uma das turmas destaca-se pela excelência e singularidade, duas características que, juntas, são potencialmente imprevisíveis. Apenas a jovem professora Kate Malloy e a rígida matriarca da escola, a madre Suzanne Ravenel, se apercebem de que as espera um ano invulgar. Não poderiam, claro, imaginar até que ponto a história do próprio colégio se alteraria.

[Oficina do Livro]Novidades de Fevereiro


Titulo: Diário de um Gangster Português
Autor: André Rito
Género: Biografias e Memórias
PVP: 12,90 €
Lançamento: 10 Fevereiro

Sinopse: Baseado nesses escritos e narrado com o ritmo absorvente de um romance, Diários de um Gangster Português reconstitui a vida de um bandido implacável mas fiel a uma certa ética. Um homem que, no fim, conseguiu cumprir o seu maior desejo: morrer em liberdade. 





Titulo: O Bairro
Autor: Carlos Ademar
Género: Policial
PVP:14,90 €
Lançamento:17 de Fevereiro

Sinopse: O Bairro, baseado numa história verídica, é o retrato intenso de um mundo onde o crime e a honestidade convivem diariamente, onde prolifera o sentimento de abandono a que foi votado quem ali cresceu, para onde foi viver quem não tinha alternativa e onde é real a coragem de suportar o estigma de um nome. Mais do que um romance, O Bairro é a metáfora de tantos vulcões existentes em redor das grandes cidades contemporâneas, cuja eventual erupção todos temos o dever de evitar.

[Asa] Opinião - "A Visita Inesperada",de Agatha Christie


Agatha Christie















Sinopse: Numa noite de nevoeiro cerrado, o carro de Michael Starkwedder despista-se numa estrada rural. Em redor, há apenas uma casa isolada. Quando Michael se aproxima para tentar pedir ajuda, o cenário com que se depara é arrepiante: numa cadeira de rodas, jaz o cadáver de um homem; a seu lado, está uma atraente mulher com uma arma na mão. A solução do caso parece simples, não fosse o facto de o morto ter uma longa lista de inimigos. Michael percebe que está perante o cadáver de um monstro. Quem de entre os muitos alvos da sua malvadez poderá ter cometido o crime? A resposta pode estar dentro da própria casa e dos seus inúmeros suspeitos…
Escrito originalmente por Agatha Christie em 1958 como uma peça de teatro, A Visita Inesperada (The Unexpected Guest) foi adaptado para romance por Charles Osborne em 1999.


Opinião: Agatha Christie foi e sempre será a rainha do romance policial! Por melhores que sejam outros livros existentes no mercado literário nenhum consegue superar esta diva que será sempre lembrada pelas suas histórias imortais. Já não lia um livro desta autora à muitos anos, o outro titulo que li chamava-se “Matar é facil” e pertencia à colecção “Vampiro”. Este é mais um livro viciante que nos faz devorar cada página de forma quase doentia, com a certeza que nada é aquilo que parece. Devo dizer que nunca pensei no final apresentado, foi uma completa surpresa para mim. No início vemos a introdução de uma personagem misteriosa, que de repente se vê a ajudar alguém que nunca viu na vida e os acontecimentos ao longo do livro são um pouco previsíveis neste tipo de livro, o ponto alto do livro é mesmo o final, pois pensamos que vai terminar de uma forma e é apresentada outra completamente diferente. Bem, acho que me começo a repetir, deve ser da emoção que o livro de despertou, o que quero dizer é que todos os amantes do romance policial vão adorar mais esta história de Agatha Christie e vão ler o livro de uma forma quase tão rápida como eu…foram precisas apenas quatro horas para devorar as cerca de 160 páginas. Espero que gostem também do livro e vou ficar à espera do próximo volume desta colecção editada pela Asa, que já se encontra no volume 69.

[Papiro Editora]Opinião - "Hoje Lembrei-me Que Te Amo",de Miguel Novo


Miguel Novo



















Sinopse: Este pequeno mas inquietante livro fala-nos de amor, de angústia, de desespero, revela-nos os mais extremos polos do amor que são sempre negativos, porque extremados ao expoente máximo da loucura. De repente, quem assina as cartas são outras personagens que podem muito bem ser os heterónimos de Fernando Pessoa, como uma defesa que Bartolomeu usa para não assumir que está a cair, a morrer de amor aos poucos por causa de Maria Alice. Devo chamar a atenção para a simbologia do número três: São três as personagens; as cartas são todas escritas ao dia três de cada mês. Miguel Novo é um jovem escritor que está a lançar o seu segundo livro. Não podemos definir ainda nenhum estilo literário, mas a magia de se ler com surpresa algo que se situa entre a poesia e a prosa, acaba por lhe dar uma virgindade puríssima, que outros autores, por força dos hábitos que criam, não conseguem mais repetir. Há uma contemporaneidade que se lê a todo o instante, como também um viajar ao modernismo de Pessoa, de Sá Carneiro ou outra ainda a uma Atenas clássica onde Platão também está presente. O texto de Miguel Novo é, coerentemente, o texto mais incoerente sem nunca perder o sentido. Poderia dizer que são viagens em palavras, mas isso seria muito redutor. Há uma explosão de sentimentos que rasgam as palavras, saem delas, fogem e espalham-se de tal forma, que nunca mais são as mesmas. Há uma confusão que não é mais do que um espelho do que podemos sentir, e quando amamos alguém o sentido não faz sentido absolutamente nenhum. Há uma frescura em cada frase e a certeza de que estamos a ler o que nos é inevitavelmente familiar.


Opinião: Acabei de ler esta obra e estou um pouco sem palavras! É um livro pequeno, mas carregado de emoções, emoções essas descritas ora de forma doce, ora de forma doentia, mostrando-nos que o amor nem sempre é algo bom. Este livro é nos apresentado na sua maioria na forma de cartas, onde cada uma nos apresenta um estado de espirito diferente e só no final nos é explicado quem são aquelas personagens e também os acontecimentos por detrás de certas cartas, mas é no prefácio que a cortina se abre e nos desperta a atenção para certas simbologias ao longo das páginas. Recomendo a leitura deste livro e também quero dar os parabéns ao autor, Miguel Novo por conseguir transmitir-nos tantos sentimentos através da sua escrita, penso que tem uma longa e brilhante carreira pela frente. Mais não tenho a dizer, só mesmo lendo irão entender as minhas palavras… 

[Dom Quixote]Novidade - "Limite",de Frank Schatzing


Titulo: Limite
Autor: Frank Schatzing
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 1096
Editor: Dom Quixote
ISBN: 9789722039895

Sinopse: Maio de 2025: o fornecimento energético da Terra parece estar assegurado, desde que os Estados Unidos começaram a extrair Hélio-3 da Lua. As tecnologias pioneiras da corporação gigante Orley Enterprises revolucionaram a aeronáutica; americanos e chineses disputam direitos de exploração numa renhida corrida espacial.
A ação transporta-nos para o meio das tumultuosas guerras mercenárias africanas, uma contenda pelo petróleo e energias alternativas, onde imperam ambições de domínio espacial - acabando depois na Lua, onde um grupo de viajantes de Orley se vê subitamente confrontado com uma ameaça mortífera.

[Papiro Editora]Novidades


Titulo: Gota Vermelha de chama sagrada
Autor: Hilda Martins
N. Páginas:76
PVP: 9.80€

Sinopse: Jardins desertos
Estátuas geladas ao amanhecer
Elas esperam-te nos jardins desertos

Onde nenhuma flor se atreve
Cinzento é o dia e geométricos
Os caminhos inutilmente traçados
Jardins de portões escancarados
Loucura que os humanos temem

Vê a tua pátria – reconhece-la?

Autor: Hilda Martins nasceu há muitos anos. Precoce quando criança. Revoltada quando adolescente. Desadaptada quando adulta. De tanto ter errado conseguiu, finalmente sossegar.



Titulo: Investigação em Trabalho Social – N.º1: Exclusão social e políticas sociais
Autor: Coord. Adriano Zilhão (vários)
N. Páginas: 140 pp.
PVP: €10,00
Sinopse: Este é o primeiro número da revista Investigação em Trabalho Social, uma série de publicações de divulgação de estudos no âmbito na investigação social. Exclusão social e políticas sociais contém quatro artigos de especialistas na área.

Autores: Vincent de Gaulejac: Sociólogo e professor de sociologia na Université de Paris VII;
Maria Cidália Queirós: Professora auxiliar do ISSSP. Doutorada em Sociologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto
Marielle Christine Gros: Professora auxiliar do ISSSP. Doutorada em Ciências Aplicadas ao Meio Ambiente pela Universidade de Aveiro
Stéphane Rullac: Educador especializado e doutor em Antropologia (EHESS de Paris);
Manuela Pires de Carvalho:Professora auxiliar do Instituto Superior de Serviço Social do Porto. Doutorada em Filosofia pela Universidade do Porto.
Coord. Adriano Zilhão :Professor auxiliar do Instituto Superior de Serviço Social do Porto. Doutorado em Urbanismo pela Universidad de Valladolid

[Quinta Essência] Opinião - "Ascensão à Meia-Noite",de Lara Adrian


Lara Adrian



















Sinopse: Impelido pela dor e pela raiva por causa de uma enorme traição, o guerreiro Rio dedicou a sua vida à guerra contra os Renegados. Não deixará nada interpor-se no seu caminho – muito menos uma mortal com poderes para expor toda a raça vampírica. Mas agora um mal antigo foi despertado e aproximam-se tempos sombrios…
Para a jornalista Dylan Alexander, o que começou como a descoberta de um túmulo secular oculto acabou por se converter numa espiral de violência e segredos. Porém, nada é mais perigoso que o homem marcado e letalmente sedutor que surge das sombras para a puxar para o seu mundo de desejos sombrios e noite eterna. Ali ela não consegue resistir ao toque de Rio, mesmo enquanto revela uma ligação surpreendente ao seu próprio passado. Dylan tem então de escolher: deixar o reino noturno de Rio, ou arriscar tudo pelo homem que lhe mostrou a verdadeira paixão e os prazeres infinitos do coração.


Opinião: Desde que li o primeiro livro desta saga fiquei viciada por este mundo! Cada guerreiro, cada companheira têm um “não sei quê” que nos deixa agarradas às suas historias e que só descansamos quando chegamos à ultima página…isto é, se retirarmos aquele suspense e vontade de passar ao próximo volume. Com este livro aconteceu o mesmo, mas de uma forma especial. Ao contrario de muitas historias que lemos por aí vemos um amor puro, carinhoso e principalmente vemos esse sentimento a crescer, não há aquela urgência em sentir, em reclamar o/a companheira (o). Apesar de se passar num mundo à parte do nosso, podemos ver alguma realidade por detrás daquela cortina de fantasia onde um homem magoado de forma física e sentimental se sente aparte de tudo e todos e que de repente encontra alguém que consegue ver além de todas aquelas cicatrizes, consegue ver o homem que ele era anteriormente. É então que ficamos logo preparadas para ver uma tórrida cena de sexo em que a personagem feminina aceita de imediato o novo mundo que lhe é apresentado e que se declara logo ao personagem masculino e vivem felizes para sempre…pois bem, desenganem-se! Aqui não vai acontecer nada isso, muito pelo contrário, ela mostrasse céptica em relação a tudo o que vê e sente e a entrega de sentimentos só é feita lá mais para o final. Talvez por isso este livro me tenha parecido tão doce, tao viciante…devo dizer que o li em menos de 24h, só descansei quando dei por terminada esta leitura. Olhando para trás posso rir um pouco de mim mesma, pois muitas vezes me perguntava o porquê de toda a febre por livros sobre vampiros e que talvez fosse tudo um exagero por parte de quem os lia, mas agora vejo-me agarrada a tantas histórias do mesmo tipo que tenho de gozar comigo própria. Apesar de Lara Adrian ainda não ser para mim a rainha do romance sobrenatural, anda muito perto disso. Ela consegue, através de histórias de tamanho relativamente normais, desenvolver o romance e avançar com dados novos e algumas respostas para o que se passou. E agora, depois de ter lido a história de Rio, fico ansiosa pela continuação, para ver o destino reservado do playboy Nikolai…este também promete (mas também, qual deles não promete?)!

[Bertrand Livreiros]Apresentação do livro "A Ligação Secreta e Outras Vidas",de Isabel Antunes


No dia 28 de janeiro, sábado, decorrerá o lançamento do livro «A Ligação Secreta e Outras Vidas» (Chiado Editora), de Isabel Antunes, na Bertrand Arena Shopping – Torres Vedras, a partir das 13h30. A obra será apresentada pela autora. O evento será seguido de uma sessão de autógrafos.


[Asa] Opinião - "Mil Noites de Paixão",de Madeline Hunter


Madeline Hunter



















Sinopse: Eles não têm absolutamente nada em comum.
Lady Reyna é uma mulher virtuosa e erudita, que preferia morrer a quebrar uma promessa ou voto.
Ian de Guilford é um sensual mercenário, um cavaleiro errante cujo temperamento fogoso lhe valeu a alcunha de Senhor das Mil Noites.
Ela não conhecia a sua fama quando, fazendo-se passar por cortesã, transpôs as linhas inimigas com um plano desesperado para salvar o seu povo. Agora que está frente a frente com o guerreiro a cujos encantos, diz-se, é impossível resistir, Reyna apercebe-se de que subestimou o seu inimigo. Ele está decidido a tudo para subjugar a sua virtude. A bem do seu povo, ela não pode ceder... e a sua audácia leva-a a fazer algo com que nunca sonhou: pôr em jogo o seu coração.


Opinião: Madeline Hunter no seu melhor! Acho que não poderei dizer muito mais que isto em relação a este livro. Tenho todos os livros desta autora que saíram até hoje em Portugal e apesar de ainda não ter lido todos adoro a forma como ela escreve e nos puxa para dentro dos seus livros, adoro principalmente os seus “bad boys”, homens fortes, rígidos, playboys, e com uma honra um pouco duvidosa, mas que perante a mulher certa conseguem transformar-se no príncipe encantado de qualquer uma de nós. Em relação a este livro, devo dizer que fiquei apaixonada por Ian de Guilford, pergunto-me mesmo se não haverá por aí um desses só para mim, é apresentado como um homem bastante atraente e com uma fama bastante grande de mulherengo, sendo conhecido com o “Senhor das Mil Noites”, mas que um dia encontrou uma mulher pequena, mas com uma língua viperina que o desconcertou desde o início. Acho que é isso que adoro nestes livros, a forma um tanto real como a autora nos descreve as suas personagens, pois mesmo o homem ou mulher mais forte tem o seu ponto fraco, tem um lado mais suave. Em relação à personagem feminina, tal como disse antes tem uma personalidade bastante forte e não se vai deixar subjugar por Ian, mesmo tendo sentimentos por ele. Neste livro voltamos a ver Morvan e Anna e também David e Christiana, casais que nos voltam também a retirar bastantes sorrisos durante a leitura. No final fiquei bastante surpreendida, pois não pensei que os responsáveis pela morte do marido de Reyna fossem aquelas personagens. Estarei ansiosa pelo próximo livro que a Asa nos quiser apresentar desta grande autora.

[Sextante Editora]Novidade - "Cinzas de Abril",de Manuel Moya


Título: Cinzas de Abril
Autor: Manuel Moya
Tradução: Henrique Tavares e Castro
Págs.: 328
PVP: € 16,60

Uma história de amor em tempos de revolução
Manuel Moya elege Revolução dos Cravos como pano de fundo de Cinzas de Abril

No dia 2 de fevereiro, a Sextante Editora publica Cinzas de Abril, de Manuel Moya, um romance que tem como pano de fundo a tensão social e política nas vésperas da revolução de Abril e como protagonista um amor impossível.
Vencedor do Prémio Fernando Quiñones, Cinzas de Abril é um romance realista e poderoso sobre uma felicidade impossível, que tem lugar em Lisboa e em Paris.
Manuel Moya, poeta espanhol e tradutor de Fernando Pessoa e Miguel Torga, vai estar presente no encontro Correntes d’Escritas, onde participará numa sessão na Póvoa de Varzim e, posteriormente, na mesa-redonda que se realiza em Lisboa, no Instituto Cervantes, no dia 28 de fevereiro.

O LIVRO
Nas vésperas da revolução de Abril, uma rapariga de família burguesa apaixona-se por um idealista radical, antigo amigo de infância, que transformará a sua perceção da vida social e política.
Envolvem-se ambos na luta contra a ditadura e formam um comando terrorista que terá por missão sequestrar um agente da PIDE. Este caso, e um mistério familiar a ele ligado, vai mudar a vida pessoal de Sophia.
Em Paris cruza-se com outro português, desertor e vivendo de esquemas, cuja amizade a acompanhará por toda a vida.
Ambos atravessam os dias da revolução de Abril com paixão, vivendo a ilusão desses tempos em que o «impossível foi possível».

O AUTOR
Escritor, tradutor e crítico literário, nasceu em 1960 em Fuenteheridos (Huelva), onde reside. Como poeta tem uma obra já vasta, distinguida, entre outros, pelo Prémio Ciudad de Córdoba, o Prémio Ciudad de Las Palmas e o Prémio Fray Luis de León. É autor de livros de contos e de vários romances. Além do Livro do desassossego, de Fernando Pessoa, traduziu autores como José Saramago, Miguel Torga, Lídia Jorge e Mia Couto. Cinzas de Abril, o seu mais recente romance, obteve em 2010 o Prémio Fernando Quiñones.

IMPRENSA:
Investigação histórica, narração transbordante e personagens entranháveis confluem neste esplêndido fresco de época que ilumina o presente e o abre a novas leituras e interpretações.
Júri do Prémio Fernando Quiñones 2010

O sofrimento de indivíduos erráticos que procuram a realidade do seu destino colide com o trauma de saber a verdade. Uma verdade que também humaniza os torturadores, porque mesmo o horror se humaniza e dá a ver o seu lado amável quando se convive com ele. Essa, a existir alguma, é a verdadeira mensagem deste romance.
Isabel Llauger, Qué Leer

Esta história sem heróis nem vilões, com seres mais ou menos desvalidos, apresenta uma grande visão panorâmica de uma das últimas ditaduras europeias, mas é, acima de tudo, uma história de demandas vitais.
Revista Cultura

A prosa, repleta de matizes, por vezes líricos, molda-se à história que relata, com uma técnica que se alia à arte de interessar o leitor, página a página, até ao final.
Mercurio