[Quinta Essência]Opinião "Dias de Ouro",de Jude Deveraux


Jude Deveraux




















Sinopse: Escócia, 1766. Angus McTern tem tudo o que pode desejar na vida. Embora o avô tivesse perdido as terras e o castelo da família num jogo de cartas quando Angus era pequeno, ele continua a encarar seriamente os seus deveres na qualidade de laird. Por conseguinte, quando a herdeira legítima do castelo — a bonita Edilean Talbot — aparece, a calma existência de Angus fica abalada para sempre…
No início, Angus trata Edilean com frieza. Ressente-se da educação privilegiada da jovem e sente-se enraivecido pela forma como todo o seu clã parece adorá-la. Contudo, quando a herança de Edilean é roubada e ela precisa desesperadamente da sua ajuda, Angus põe o orgulho de lado. Porém, nem tudo é o que parece, e devido a uma terrível confusão Angus é acusado de se apoderar da herança da jovem. A partir desse momento, a única forma de escapar à perseguição consiste em subir a bordo de um navio na companhia de Edilean. Durante a travessia, o amor começa a nascer entre eles. Contudo, a felicidade é de curta duração pois não é a liberdade aquilo que os espera na América, mas o ganancioso noivo de Edilean, que faz tudo para obrigar Edilean a regressar à Escócia com ele. Porém, o destino volta a reunir Angus e Edilean...


Opinião: Esta é a história de como tudo começou! Adorei este livro, que na verdade foi lido em poucas horas. É um livro divertido, intenso e às vezes um pouco trágico.
Depois de ter lido o primeiro volume da série, Jardim de Alfazema, fiquei com muita curiosidade acerca da história da cidade de Edilean. Parecia que muito tinha acontecido até que aquela pequena cidade tivesse sido construída e as pequenas descrições acerca do assunto deixavam-me cada vez mais curiosa. Felizmente, não fiquei nada desiludida com o histórico apresentado. Jude Deveraux veio provar que não só consegue escrever os seus romances com destreza, mas também se sente à vontade com os históricos.
Desde o início que fiquei cativada por Angus e Edilean, eles eram perfeitos um para o outro. Com personalidades um pouco marcadas pelo passado, eles acabam muitas vezes por discutir e divertir o leitor com os seus diálogos irreverentes. Fiquei satisfeita por me aperceber que não foi um amor que aconteceu de repente, notou-se a atracção sexual inicial que aos poucos se foi transformando em algo mais.
Este livro mostra-nos também um pouco daquilo que foi o êxodo para terras americanas e do quanto essas pessoas tiveram de lutar para conseguir um lugar no mundo. O “American Dream” foi para muitos o recomeçar de toda uma vida, mas nada se consegue sem esforço e penso que isso é notório durante esta histórica.
Gostei da forma como a autora conseguiu juntar romance com conhecimento, essa é uma das razões que tornam o livro tão rico. É bom podermos ler um bom romance, se também podermos aprender algo e retirar uma lição daquilo que lemos e penso que isso a autora conseguiu, pelo menos da minha parte.

0 comentários:

Enviar um comentário