[SDE]Opinião "Os Pilares do Mundo",de Anne Bishop


Anne Bishop




















Sinopse: Ari, a última descendente de uma longa linhagem de bruxas, pressente que o mundo está a mudar… e está a mudar para pior. Há várias gerações que ela e outras como ela zelam pelos Lugares Antigos, assegurando-se de que o território se mantém seguro e os solos férteis.
No entanto, com a chegada da primeira Lua Cheia do Verão, as relações com os seus vizinhos azedam-se. Ari já não está segura. Há muito que o povo Fae ignora o que se passa no mundo dos mortais. Só o visitam, através das suas estradas misteriosas, quando desejam recrear-se. Agora esses caminhos desaparecem a pouco e pouco, deixando os clãs Fae isolados e desamparados. Onde sempre reinara a harmonia entre o universo espiritual e a natureza, soam agora avisos dissonantes nos ouvidos dos Fae e dos mortais. Quando se espalham nas povoações boatos sobre o começo de uma caça às bruxas, há quem se interrogue se os diversos presságios não serão notas diferentes de uma mesma cantiga. A única informação que têm para os nortear é uma alusão passageira aos chamados Pilares do Mundo…


Opinião: Quando se inicia a leitura de um livro de Anne Bishop sabe-se previamente que com certeza se irá encontrar uma história fantástica, onde dificilmente se apontará o dedo de forma negativa à autora. Tal como muitos leitores deste género de livro, li anteriormente o Trilogia das Jóias Negras e por isso fiquei bastante curiosa acerca da Trilogia “Os Pilares do Mundo”. Anne Bishop tem uma imaginação fabulosa e é incrivelmente cuidadosa com os pormenores inseridos nos seus livros. Consegue descrever mundos diferentes como ninguém, fazendo com que a leitura seja feita com prazer e sem ideias ou cenas que nada interessam para os acontecimentos. As personagens adequam-se perfeitamente ao seu ambiente, tendo elas personalidades diversas e até algumas explicações das razões pelas quais as suas foram assim moldadas. Com esta autora nada é feito ao acaso.
Alegrei-me quando Ari começou o seu relacionamento com o Lucian, odiei o Adolfo por ser completamente louco, irritei-me pelo comportamento mimado e arrogante dos Fae, aos poucos fui-me apaixonando pelo Neall e sofri com o triste destino dado a muitas bruxas existentes no mundo humano. Este é um livro que acaba por ser carregado de emoções e que nos faz vivê-las intensamente e como acontece nos bons livros é carregado de simbolismos e traz-nos também uma mensagem. Apesar do ambiente de fantasia vivido no livro, ele capta também algumas das mentalidades mesquinhas da sociedade que muitas vezes se serve dos outros para conseguir os seus ideais, em como algumas pessoas conseguem distorcer a realidade de acordo com aquilo que mais lhes convém e infelizmente consegue com que os mais frágeis acreditem naquilo que ouvem.
Recomendo esta trilogia a todos aqueles que adoram um bom livro cheio de acção, fantasia e até um pouco de romance. Venham conhecer o mundo de Tir Alainn, com personagens míticas como a Musa, o Bardo e até mesmo a Ceifeira, não se irão arrepender de entrar nesta aventura fantástica.

0 comentários:

Enviar um comentário