[Palavras Minhas]Dor que não desaparece


Lágrima pura que pela minha face escorre, quem és tu para mostrar a dor que vai dentro de mim. Esconde-te, foge para longe de mim doente sofrimento. Tantas vezes me pergunto porque me deixo ficar assim.
Tique-taque, tique-taque! O relógio que nunca pára, aquelas suaves batidas que me deixam irritada. Tique-taque, tique-taque, parece que goza de mim, da minha triste e malfadada dor.
Desaparece, corre, foge, não te quero ver mais…porque me persegues? Não entendes o quanto fujo de ti? Dor maldita que o meu coração sente e da qual ele foge. Dor aguda que não desaparece e que deixa marcas cada vez mais profundas, já chega, não te quero mais, mas tu não entendes e continuas aí agarrada como maldição que nunca é quebrada. Talvez um dia quem sabe, vá acordar e encontrar essa dor desaparecida e no seu lugar aparecida seja a amiga Felicidade.

by Ana Luísa Neves


0 comentários:

Enviar um comentário