[Porto Editora]Novidade "República Popular",de Robert Muchamore


Título: República Popular
Autor: Robert Muchamore
Coleção: CHERUB
Tradução: Miguel Marques da Silva
Págs.: 400
Capa: mole
PVP: 12,90 €


A nova série da CHERUB
Robert Muchamore vem a Portugal apresentar o primeiro livro
A 15 de outubro, a Porto Editora publica o primeiro livro da nova série da coleção CHERUB, intitulado República Popular. No dia 20 do mesmo mês, o autor, Robert Muchamore, vem a Portugal apresentá-lo. O evento está marcado para a FNAC do centro comercial Colombo, em Lisboa, às 17:00. Esperam-se centenas de jovens leitores.
Com 200 mil livros vendidos no nosso país, a primeira série da coleção está a terminar – o último livro sai no início de 2013 –, mas a segunda já vem a caminho, com novo design, novos agentes, novas missões e a promessa de ainda mais ação.
O autor esteve, este ano, na Feira do Livro do Porto, onde contactou com centenas de fãs e autografou mais de 700 livros.


REPÚBLICA POPULAR
Ryan é o mais recente recruta da CHERUB. Tem apenas 12 anos, acabou a recruta há oito meses e está ainda muito verde. Foi destacado para a sua primeira missão: tornar-se amigo de Ethan Aramov, um miúdo rico e mimado que vive na Califórnia e é neto da mulher que comanda, a partir do Quirguistão, um multimilionário império internacional de crime organizado. Ryan não imagina que a sua primeira missão se vai tornar numa das mais importantes da história da CHERUB...


A CHERUB
É o braço juvenil dos serviços secretos britânicos (MI5). O grupo foi criado a partir do pressuposto de que nenhum criminoso desconfiaria de que crianças perfeitamente normais pudessem ser espiões. Porém, os membros da CHERUB, embora o pareçam, não são jovens normais, mas sim profissionais treinados com rigor – todos eles órfãos –, enviados para missões de espionagem contra terroristas e traficantes de droga temidos internacionalmente.


O AUTOR
Robert Muchamore nasceu a 26 de dezembro de 1972, em Islington, Inglaterra. Trabalhou durante treze anos como detetive privado, mas abandonou a profissão para se dedicar à escrita a tempo inteiro.
Costuma levar quatro a cinco meses a escrever um livro, sendo que dedica o primeiro à pesquisa e o segundo à planificação da história. Só depois escreve. Segundo o próprio, tentar escrever aquilo que gostaria de ter lido aos 13 anos de idade foi a principal razão para a criação da coleção



IMPRENSA
É o autor estrangeiro preferido dos jovens leitores portugueses.
Diário de Notícias

Num país em que os pais se queixam sobre a falta de leitura dos filhos, Muchamore contraria esta situação.
Diário de Notícias

Robert Muchamore é o escritor infantojuvenil da atualidade.
Jornal de Notícias

Robert Muchamore criou um novo tipo de agente secreto: miúdos órfãos. Os livros da coleção Cherub dirigem-se a jovens entre os 12 e os 17 anos. E são um sucesso.
Sol

Robert Muchamore, autor juvenil das séries CHERUB, arrasta multidões.
Diário Económico

Escritos com um ritmo de thriller e com uma imaginação contagiante, os episódios de cada livro marcam o estilo jovial e atraente de contar histórias dos nossos tempos.
Carlos Pinto Coelho

0 comentários:

Enviar um comentário