[Quinta Essência]Opinião "Felizes para Sempre",de Patricia Scanlan

Patricia Scanlan




















Sinopse: Quando a lua de mel termina, começa a vida real… A recém-casada Debbie, preocupada com as dívidas crescentes e com as contas do casamento ainda por pagar, não sabe o que fazer com o marido, que se entrega ao consumo de champanhe e de cocaína e que não mostra o mais pequeno desejo de renunciar ao estilo de vida faustoso e tornar-se um marido mais caseiro. Ambiciosa e esforçada, mulher de carreira profissional até à medula, a segunda esposa Aimee fica horrorizada ao descobrir que está grávida. Não quer o bebé, mas Barry quer. Será que o casamento deles se aguenta? Connie, a ex-mulher de Barry, depois de levar Debbie até ao altar, e com um novo homem interessante no seu horizonte, está empenhada em refazer a sua vida. Mas a família precisa dela mais do que nunca para resolver os seus problemas. Poderá ela afastar-se e deixá-los todos sozinhos e, finalmente, começar de novo?


Opinião: Depois de ler o livro anterior “Tudo se perdoa com amor” estava com bastante curiosidade acerca do que se iria passar a seguir ao casamento da Debbie. Este livro retrata mesmo isso, em “Felizes para sempre” vamos descobrir que realmente todas as histórias não acabam com um “…e viveram felizes para sempre!”, depois do casamento começa a vida real, as responsabilidades e Debbie irá descobrir isso com alguma rapidez. Tal como o livro anterior, foi uma leitura feita com alguma facilidade, com a introdução de algumas novas personagens, mas que apenas nos veio preparar para o próximo volume. Vemos também como algumas dificuldades apresentadas anteriormente vieram fazer com certas personagens melhorassem o seu caracter e outras aprendessem a valorizar-se mais e a lutar pelo que acreditavam ser correcto. É o caso de Judith, que graças ao acidente de viação que teve irá aprender a valorizar as pessoas que a rodeiam e aos poucos melhorará o seu terrível humor.
Em todo o livro adorei principalmente o início do romance entre Connie e Drew. Fiquei feliz por ver Connie ter um pouco de felicidade na sua vida, mas algo me diz que no próximo livro essa felicidade irá ser um pouco abalada pela ex-mulher de Drew, que não suporta a ideia que o ex consiga ter uma vida feliz e tranquila.
Em relação ao Bryan, continua a ser um menino mimado que não gosta de ter problemas e que quando os tem culpa os outros das suas falhas e refugiasse em drogas. Penso que agora no final ele tenha ficado um pouco abalado com o que se passou, espero sinceramente poder vê-lo no próximo volume com um pouco mais de maturidade.
Penso que uma das principais lições deste livro seja mesmo essa, o quanto devemos aprender com os nossos erros e continuar a viver de forma correcta e de acordo com aquilo que aprendemos.
Mais uma vez Patricia Scanlan veio trazer-nos um pouco dos campos verdejantes da Irlanda que tanto nos faz sonhar, é sem dúvida um país lindíssimo e graças às palavras mágicas desta escritora podemos viajar um pouco pelas paisagens lindíssimas que nos são descritas. Fico sem dúvida à espera do próximo livro para saber a forma como a vida das nossas queridas personagens se irão desenvolver…

0 comentários:

Enviar um comentário