[Asa]Opinião "A Casa dos Primatas",de Sara Gruen


Sara Gruen




















Sinopse: Sam, Bonzi, Lola, Mbongo, Jelani e Makena não são símios normais. Estes bonobos, como outros membros da sua espécie, são capazes de raciocinar e de manter relacionamentos intensos. Mas, ao contrário da maioria dos bonobos, também conhecem a linguagem gestual.
Isabel Duncan, investigadora do Laboratório de Pesquisa da Linguagem dos Símios, não compreende as pessoas mas está perfeitamente à vontade com os animais, em especial com os bonobos. Isabel sente-se mais confortável no mundo deles do que alguma vez se sentiu entre os humanos… até conhecer John Thigpen, um jornalista bem casado que desafia os manifestantes pelos direitos dos animais, que se mantêm eternamente à porta do laboratório, para ver o que está a acontecer lá dentro.
Quando uma explosão abala o laboratório, ferindo gravemente Isabel e «libertando» os símios, a reportagem de interesse humano de John torna-se a reportagem da sua vida, que o fará pôr em risco a carreira e o casamento. É nessa altura que os bonobos desaparecidos são apresentados num reality show televisivo, emitido em circunstâncias misteriosas e capaz de se transformar no maior – e mais improvável – fenómeno da história da moderna comunicação social. Milhões de fãs ficam colados ao ecrã, a verem os símios a encomendar fast food cheia de gordura, a terem relações sexuais por tudo e por nada e a gesticularem a Isabel para os salvar. Agora, para conseguir libertar a sua família de bonobos desta paródia da vida humana, Isabel tem de se aliar aos que a podem ajudar: John, um vegan de cabelo verde chamado Nathan e uma estrela porno reformada com prioridades muito específicas.
A Casa dos Primatas é um ótimo entretenimento que também nos abre a porta do mundo animal como poucos romances o fizeram, garantindo a Sara Gruen o lugar de uma contadora de histórias magistral que nos faz olhar para nós próprios como nunca antes foi possível


Opinião: Um romance simplesmente maravilhoso! Vou ser sincera, não sou muito dada a livros que tenham animais como personagens principais. Talvez seja uma mania minha, fico sempre com a ideia que vou odiar, mas o que aconteceu neste livro foi exactamente o oposto. Logo no início apaixonei-me pelos bonobos e a cada momento ficava ansiosa por saber o que se iria passar de seguida. Para mim ficou para segundo plano o que se passava com Isabel e John, só me interessava realmente saber o que iria acontecer aos animais, qual o futuro que os esperava, quem seria o culpado pela explosão do laboratório…enfim, uma serie de acontecimentos que continuavam sem resposta e que iria definir o que iria acontecer de seguida com os pobres animais. Mais uma vez e apesar de este ser um livro ficcional, fica provado que os humanos não são os únicos com inteligência ao cimo do planeta Terra, nesta história fica também retratada a capacidade mental com que outros animais aprendem e agem com uma intelectualidade para além de muitos humanos. Apesar de como disse anteriormente as outras personagens terem ficado para segundo plano, adorei a Isabel que tudo fez para salvar aqueles que mais amava, mesmo depois de ter passado por aquele acidente traumático e gostem também de ver o relacionamento de John com a sua mulher Amanda. Muitas das vezes achei que a relação era muito doce, devido á forma como ele muitas vezes “engolia” aquilo que mais queria para que a mulher pudesse concretizar os seus sonhos.
Um livro carregado de sentimentos que fará a todos sonhar e acreditar que afinal não estamos sozinhos no mundo!

0 comentários:

Enviar um comentário