[Asa]Novidade - "Vida Roubada – A Memoria de Um Rapto",de Jaycee Dugard


Titulo: Vida Roubada – A Memoria de Um Rapto
Autor: Jaycee Dugard
PVP: 13,90 eur
N. Páginas: 272 págs. 

“Sobrevivi. Esta é a minha história.”  A verdadeira história de uma sobrevivente, contada pelas suas próprias palavras.

Sinopse: A 10 Junho de 1991, aos 11 anos, Jaycee Lee Dugard foi raptada enquanto esperava o autocarro para a escola. Durante 18 anos, a sua vida tornou-se um verdadeiro pesadelo.
Abusada pelo homem que a sequestrou, deu à luz duas filhas e foi escrava dos seus raptores, o casal Phillip e Nancy Garrido. Foi sempre encorajada a esquecer a sua vida antes do sequestro, Jaycee não podia mencionar o seu nome.
Neste forte e admirável relato, em Vida Roubada, Jaycee revela tudo por que passou e o que sentiu após a sua libertação de um dos raptos mais longos da história.
Phillip Garrido foi condenado a 431 anos de prisão, e a sua mulher, Nancy, recebeu uma sentença de 36 anos a prisão perpétua.


JAYC Foundation
A pinha é um símbolo que representa a semente de um novo começo para mim. Para ajudar outras pessoas a recomeçar, através de terapia com animais, a JAYC Foundation fornece apoio e serviços para o tratamento atempado de famílias a recuperar de experiências traumáticas – famílias como a minha, que precisam de aprender a sarar as feridas. A JAYC Foundation tem também o objetivo de promover programas de sensibilização em escolas.
JAYC Foundation www.thejaycfoundation.org


OS VÍDEOS
Mensagem de sensabilização da JAYC Foundation

Entrevista com Diane Sawyer na ABC:

Booktrailer:

Imprensa
"Nunca se deve assumir que alguém perdeu a vida sem provas que o demonstrem"
Pais de Maddie McCann

“Uma história incrível de sobrevivência.”
Los Angeles Times

“Este livro foi escrito com toda a franqueza e simplicidade pela própria Jaycee Dugard, sem a ajuda de outro escritor, tornando-se desta forma ainda mais poderoso.”
The Washington Post

“Ao ler sobre o seu sofrimento, fiquei espantada com a sua resistência, a sua temosia ao não desistir e ceder, por mais que a sua situação piorasse… Quando acabei o livro não achei que ela tivesse ficado traumatizada. Ao terminá-lo fiquei completamente arrebatada com a sua coragem.”
 Entertainment Weekly

“Há escritores que tentam imaginar uma provação como esta. Há tabloides que tentam tirar proveito da sua obscenidade. E há muitos sobreviventes de crimes hediondos que contaram as suas histórias em termos sórdidos e pontuados pela autocomiseração. Mas Jaycee Dugard é diferente. O seu livro é corajoso, digno e tremendamente honesto.”
The New York Times

0 comentários:

Enviar um comentário