[Quinta Essência]Opinião - "Obsessão",de Sandra Brown


Sandra Brown



















Sinopse: Um milagre da medicina proporciona à estrela de televisão Cat Delaney mais do que um novo coração. Com a sua segunda oportunidade de vida, Cat troca Hollywood por San Antonio, onde apresenta um programa de televisão em prol de crianças com necessidades especiais. É nesta cidade que conhece Alex Pierce, um antigo polícia que optou por escrever romances policiais - o primeiro homem a vê-la como uma mulher depois da sua cirurgia. Mas o novo mundo de Cat torna-se assustador quando «acidentes» fatais começam a ceifar a vida de outras pessoas que receberam transplantes do coração e alguém começa a seguir todos os seus movimentos. Cat não tarda a aperceber-se de que Alex talvez - ou talvez não - seja o seu aliado mais importante e que o seu novo coração lhe custa um preço terrível: uma teia de segredos e alguém determinado a acabar com a sua vida.
Com o seu novo mundo a tornar-se cada vez mais assustador e um perseguidor misterioso a seguir cada um dos seus movimentos, Cat é apanhada num labirinto sombrio de traição e segredos... e talvez veja demasiado tarde a máscara que esconde o rosto de um assassino.


Opinião: Este foi o quinto livro de Sandra Brown lançado pela Quinta Essência e antes de dar qualquer opinião acerca da história, gostaria de falar do seu titulo. De todos, creio que o titulo “Obsessão” foi aquele que mais foi acertado para a história. Sempre que há uma tradução da obra encontramos algum problema com a tradução dos títulos que nada têm a ver com o original ou até mesmo com a história, mas este foi o mais acertado. Acho deliciosa a forma como a autora consegue entrar dentro das personagens e criar todas aquelas histórias paralelas que tanto têm em comum. Desde personagens românticas, até criminosas e psicopatas, pouco deixa à nossa imaginação e dificilmente haverá algo mais para ela aprender nessa matéria. Não é fácil escrever um livro, mais difícil ainda é escrever um romance policial de qualidade, mas Sandra Brown parece fazê-lo sem qualquer dificuldade pois todos os seus livros parecem transpirar as mesmas qualidades exímias. Apesar de todos os elogios dados, e porque não é só de elogios que um autor vive, posso também dizer que este não é o melhor livro que já escreveu, apesar não se ficar muito atrás das outras obras. Não sei explicar qual a razão, pois dei por mim bastante envolvida na trama, mas de vez em quando sentia que faltava algo, talvez fosse o mistério do verdadeiro assassínio, porque na verdade para mim esse mistério foi praticamente nulo, pois apesar de não conseguir compreender as razões certas, consegui sem qualquer dificuldade encontrar qual a personagem que se encontrava a cometer todos aqueles crimes sem ser precisa muita atenção da minha parte.
Em relação ao personagem principal masculino, Alex Pierce, achei-o muito divertido. Apesar de todo aquele seu ar misterioso, ele transpirava humor, uma das suas frases mais engraçadas é-nos dirigida a nós críticos, encontra-se na página 130, " - Ah, temos um mas. Você devia ter sido crítica literária. Eles atiram-nos flores e depois dão-nos um pontapé nos tomates.”.
Por outro lado, temos Cat Delaney, que apesar de ser atriz de Hollywood me pareceu ingénua demais. Quer dizer, não quer dizer que só por ser atriz tem que ser má pessoa, mas não consigo acreditar que alguém desse meio consiga sobreviver muito tempo no meio de tanto glamour, intrigas e falsidades e consiga manter-se puro. Mas pronto, é ficção e por isso os personagens podem ter as características que o autor mais apreciar. Essa é uma das coisas boas de se ser autor, naquele mundo tudo é como queremos e imaginamos, o resto que se lixe…
Muitos parabéns também á editora por se ter atrevido a trazer esta autora para Portugal e a mostrar-nos esta sua outra faceta. Eu sou das pessoas que apenas conhecia a autora através dos romances eróticos da Harlequin e tenho ficado bastante satisfeita com este novo tipo de literatura escrito pela Sandra Brown. Esperarei ansiosa pelo próximo livro, até lá… 

0 comentários:

Enviar um comentário