[Porto Editora]Novidade - "Ágape",de Padre Marcelo Rossi


Título: Ágape
Autor: Padre Marcelo Rossi
Págs: 120
Capa: mole com badanas
PVP: 13,30 €

Livro mais vendido de sempre no Brasil chega a Portugal
Vendas superam 7 milhões de exemplares

Tirando, claro está, a Bíblia, o maior sucesso editorial de sempre no Brasil é um livro de um padre católico. Mas não de um padre comum: o Padre Marcelo Rossi é uma referência para os brasileiros e o sucesso de Ágape – mais de 7 milhões de exemplares vendidos – comprova-o. A obra propõe interpretações do Evangelho de São João e está à venda em Portugal a partir de 27 de fevereiro.
Ex-professor de Educação Física, e formado também em Teologia e Filosofia, o Padre Marcelo Rossi possui um percurso assinalável na divulgação da fé através da música e da comunicação social. Tem quatro programas semanais na televisão (um deles na Rede Globo) e um programa diário numa rádio nacional. Celebra missas campais para milhares de pessoas (já encheu estádios de futebol e um autódromo com 3 milhões de pessoas!) e, ao longo da carreira, viu os seus discos venderem mais de 12 milhões de exemplares.
Figura extraordinária, o Padre Marcelo Rossi recebeu das mãos do Papa Bento XVI o Prémio Van Thuân – Solidariedade e Desenvolvimento 2010, como reconhecimento pela sua «dedicação ao catolicismo», enquanto «evangelizador moderno».
Os direitos de autor relativos a Ágape revertem para a construção do Santuário Nossa Senhora Mãe de Deus – Theotókos, em Jurubatuba, Santo Amaro, São Paulo, no Brasil.

PADRE MARCELO ROSSI EM PORTUGAL
O Padre Marcelo Rossi vai estar em Portugal de 5 a 9 de março para apresentar Ágape. As sessões de lançamento vão ter lugar no auditório da Rádio Renascença, a 7 de março, e na FNAC Norteshopping, a 9.
● Lisboa – 07/03, 17:30 – Auditório Rádio Renascença (Rua Ivens)
● Porto – 09/03, 18:30 – FNAC Norteshopping (Matosinhos)


O AUTOR
Nascido na cidade de São Paulo em 1967, Marcelo Mendonça Rossi formou-se em Educação Física, em 1989. Um ano depois, ingressou no Seminário da Diocese de Santo Amaro, onde foi ordenado sacerdote. Em poucos anos tornou-se num ícone do catolicismo no Brasil. Além da sua intensa atividade eclesiástica, o Padre Marcelo Rossi atua fortemente na divulgação da fé nos meios de comunicação: no seu programa de rádio diário, em missas transmitidas pela televisão e numa prolífica carreira musical.
Ágape é já o maior sucesso da edição brasileira, tendo vendido até ao momento mais de 7 milhões de exemplares.
Mais informações em: www.padremarcelorossi.com.br

SINOPSE
Ágape é o amor incondicional, o amor generoso, o amor sem limites. Partindo desse conceito, o Padre Marcelo Rossi constrói uma obra bela e tocante. Uma pausa, um instante de paz no meio das turbulências diárias. Propondo interpretações do Evangelho de São João, Ágape aborda questões como o amor, a tolerância, a humildade e o perdão. E, no fim de cada capítulo, o livro é iluminado por inspiradoras orações que retomam cada um desses temas. Uma dádiva que se amplia no recolhimento da prece.
Como tão bem aponta Gabriel Chalita no prefácio: «O mal não pode vencer o bem. Se as atrocidades nos incomodam, se a banalização da violência nos assusta, é preciso ir além. Além do que os nossos olhos podem ver, além do que os nossos sentidos podem captar. É preciso ir além e chegar ao recôndito do nosso coração onde só a linguagem da alma, dos sentimentos, da simplicidade e da fé é capaz de alcançar.»

EXCERTO DO PREFÁCIO
Este livro é uma resposta amorosa a uma parte significativa da sociedade que desconhece a essência da natureza humana: a bondade. A bondade é filha do amor. Ágape gera a bondade. A bondade é o amor em ação. O convite que Padre Marcelo nos faz com este livro é (…) que sejamos bons! Que a leitura de trechos da vida de Jesus nos ajude a compreender melhor esse Homem extraordinário que foi capaz de superar a lei e apresentar a razão da própria lei: a pessoa humana. Jesus surpreendeu e surpreende. Seu olhar apaixonante nos impulsiona a desacreditar de teses que nos apresentam um mundo mesquinho, materialista, egoísta.
Do prefácio de Gabriel Chalita, escritor e doutor em Filosofia do Direito e em Comunicação e Semiótica

1 comentário:

  1. Este livro deve ser lido em oração,quando se sentirá o toque e a transformação de Deus na vida de quem lê.

    ResponderEliminar