[Quinta Essência] Opinião - "Ascensão à Meia-Noite",de Lara Adrian


Lara Adrian



















Sinopse: Impelido pela dor e pela raiva por causa de uma enorme traição, o guerreiro Rio dedicou a sua vida à guerra contra os Renegados. Não deixará nada interpor-se no seu caminho – muito menos uma mortal com poderes para expor toda a raça vampírica. Mas agora um mal antigo foi despertado e aproximam-se tempos sombrios…
Para a jornalista Dylan Alexander, o que começou como a descoberta de um túmulo secular oculto acabou por se converter numa espiral de violência e segredos. Porém, nada é mais perigoso que o homem marcado e letalmente sedutor que surge das sombras para a puxar para o seu mundo de desejos sombrios e noite eterna. Ali ela não consegue resistir ao toque de Rio, mesmo enquanto revela uma ligação surpreendente ao seu próprio passado. Dylan tem então de escolher: deixar o reino noturno de Rio, ou arriscar tudo pelo homem que lhe mostrou a verdadeira paixão e os prazeres infinitos do coração.


Opinião: Desde que li o primeiro livro desta saga fiquei viciada por este mundo! Cada guerreiro, cada companheira têm um “não sei quê” que nos deixa agarradas às suas historias e que só descansamos quando chegamos à ultima página…isto é, se retirarmos aquele suspense e vontade de passar ao próximo volume. Com este livro aconteceu o mesmo, mas de uma forma especial. Ao contrario de muitas historias que lemos por aí vemos um amor puro, carinhoso e principalmente vemos esse sentimento a crescer, não há aquela urgência em sentir, em reclamar o/a companheira (o). Apesar de se passar num mundo à parte do nosso, podemos ver alguma realidade por detrás daquela cortina de fantasia onde um homem magoado de forma física e sentimental se sente aparte de tudo e todos e que de repente encontra alguém que consegue ver além de todas aquelas cicatrizes, consegue ver o homem que ele era anteriormente. É então que ficamos logo preparadas para ver uma tórrida cena de sexo em que a personagem feminina aceita de imediato o novo mundo que lhe é apresentado e que se declara logo ao personagem masculino e vivem felizes para sempre…pois bem, desenganem-se! Aqui não vai acontecer nada isso, muito pelo contrário, ela mostrasse céptica em relação a tudo o que vê e sente e a entrega de sentimentos só é feita lá mais para o final. Talvez por isso este livro me tenha parecido tão doce, tao viciante…devo dizer que o li em menos de 24h, só descansei quando dei por terminada esta leitura. Olhando para trás posso rir um pouco de mim mesma, pois muitas vezes me perguntava o porquê de toda a febre por livros sobre vampiros e que talvez fosse tudo um exagero por parte de quem os lia, mas agora vejo-me agarrada a tantas histórias do mesmo tipo que tenho de gozar comigo própria. Apesar de Lara Adrian ainda não ser para mim a rainha do romance sobrenatural, anda muito perto disso. Ela consegue, através de histórias de tamanho relativamente normais, desenvolver o romance e avançar com dados novos e algumas respostas para o que se passou. E agora, depois de ter lido a história de Rio, fico ansiosa pela continuação, para ver o destino reservado do playboy Nikolai…este também promete (mas também, qual deles não promete?)!

0 comentários:

Enviar um comentário