[Porto Editora] E a Palavra do Ano 2011 é…


Após uma votação surpreendentemente disputada, será conhecida a palavra que os portugueses elegeram Qual a palavra que marcou Portugal em 2011?
Foi esse o desafio lançado pela Porto Editora ao qual responderam milhares de internautas. O resultado será conhecido na Biblioteca Municipal José Saramago, em Loures, às 15:00 da próxima segundafeira, 9 de janeiro, na presença dos representantes da Porto Editora e da
Câmara Municipal de Loures, que apadrinha o evento.
A votação estiveram dez palavras selecionadas pelo Departamento de Dicionários da Porto Editora, tendo como critérios a frequência de uso, a relevância assumida ou então simplesmente a sua relação com algum tema muito marcante. As palavras foram austeridade, charter, desemprego, emigração, esperança, fado, subsídio, sushi, troika e voluntariado e tudo foi acompanhado com particular atenção em fóruns online, na blogosfera e nas redes sociais ao longo das três semanas em que decorreu a iniciativa.
Se nos primeiros dias, tudo indicava uma vitória fácil para a palavra austeridade, os dias a seguir ao Natal deram um novo élan à esperança, tornando a votação particularmente disputada até ao último minuto e acompanhada com particular atenção em fóruns online, na blogosfera e nas redes sociais.
Na próxima segunda-feira, dia 9, conheceremos a palavra que sucede a vuvuzela (2010) e esmiuçar (2009).

0 comentários:

Enviar um comentário