[Ésquilo Edições] Novidade - "Grandes Enigmas da História de Portugal, vol. III"



A já consolidada marca editorial Ésquilo edições e multimédia e a Associação Cultural Nova Acrópole irão realizar uma apresentação pública do mais recente volume, III, da obra «Grandes Enigmas da História de Portugal – Dos Descobrimentos ao Marquês de Pombal», o qual retrata os conflitos ideológicos, políticos e sociais, sobre uma teia histórica, que vai do século XVI ao século XVIII.
A colecção Grandes Enigmas é coordenada pelos historiadores Miguel Sanches de Baêna e Paulo Alexandre Loução, reconhecidos especialistas nos temas de história, estratégia militar e filosofia.
A sessão terá lugar no Espaço S. Jorge da Nova Acrópole do Porto, sito na Av. da Boavista, 1057, no dia 27 de Janeiro, sexta-feira, pelas 21h30. Apresentará uma comunicação o autor-coordenador, Prof. Paulo Alexandre Loução sobre o «O Pêndulo na História de Portugal e o conflito entre os Jesuítas e o Marquês de Pombal». A historiadora Fina d’Armada e o Prof. José Antunes farão duas alocuções, respectivamente, sobre: «Inovação e Censura no Século XVIII» e «A encruzilhada da Literatura no século XVII: A Arte pela Arte e a Arte como meio Filosófico-Político».
Estamos certos de que será uma sessão inovadora sobre história de Portugal, e é com muito gosto que contamos com a sua presença. 


Título: Grandes Enigmas da História de Portugal, vol. III - Dos Descobrimentos ao Marquês de Pombal
Autor: Miguel Sanches de Baêna e Paulo Alexandre Loução (Coord.)
Formato: 17x24 cm.
Nº de páginas: 496 (Ilustrado com fotos)
Preço: 23,90 euros


OS GRANDES TEMAS DA HISTÓRIA DE PORTUGAL DIVULGADOS ATRAVÉS DOS SEUS ENIGMAS

Depois das grandes descobertas portuguesas que revolucionaram científica e geopoliticamente o mundo, o império português entrou em decadência ainda no século XVI. Alcácer-Quibir é disso um símbolo, no entanto, a história de D. Sebastião foi alvo de uma lenda negra que ainda permanece com muitos enigmas por decifrar.
Após sessenta anos de domínio espanhol, Portugal reergue-se para um novo ciclo onde a figura multifacetada e poliédrica do Padre António Vieira assume destaque no século XVII. Já o século XVIII é palco do conflito ideológico protagonizado pelos Jesuítas e Marquês de Pombal, após o Terramoto de 1755.

Todo um período histórico pleno de enigmas por desvendar:

- O Cavaleiro da Cruz que apareceu em Veneza era mesmo D. Sebastião que sobreviveu à Batalha de Alcácer-Quibir? Filipe II de Espanha sabia que D. Sebastião de Portugal ainda estava vivo?
- D. Sebastião foi representado como Cavaleiro do Graal?
- A Casa de Bragança tem ascendência judaica?
-  O Paço ducal de Vila Viçosa foi um centro de resistência ao domínio filipino?
- Os espanhóis tentaram assassinar D. João IV?
- O Quinto Império do Padre António Vieira era herético à luz da ortodoxia católica?
- Há um mito negro sobre o século XVII português?
- Há uma relação entre as doutrinas alquimistas e o V Império?
- Foi uma portuguesa que escreveu o primeiro livro feminista?
- Ainda há segredos por revelar relativamente ao grande sismo de 1755?
- O Marquês de Pombal descendia de uma «escrava negra»?
- O Marquês de Pombal era um tirano ou um grande estadista iluminado?
- Os reis absolutistas festejavam com o povo?


CONHEÇA OUTRAS PERSPECTIVAS SOBRE A HISTÓRIA DE PORTUGAL

O livro está enriquecido com a colaboração de uma equipa notável de especialistas:
Anete Costa Ferreira, António Vicente, Eduardo Magalhães, Fernando António Baptista Pereira, Fina D’armada, Heitor Baptista Pato, Miguel Real, Jorge Preto, José Antunes, José Carlos Fernández, José Eduardo Franco, José Patrão, Maria Luísa Martins Da Cunha, Nuno Castro, Sandra Neves da Silva, Severina Gonçalves, Sofia Barroso. 

0 comentários:

Enviar um comentário