[Chiado Editora] Opinião "Memórias de um Caçador de Vampiros", de Ardo Antas


Ardo Antas


















Sinopse: Numa época de luzes em que os seres sobrenaturais são pouco mais do que personagens de ficção para os que nunca com eles se cruzaram, um estranho símbolo foi visto gravado numa Harley Davidson. O símbolo de um grupo de pessoas que declarou guerra a um dos mais antigos mitos da civilização: as criaturas com dentes de sabre e olhar a sangrar, popularmente conhecidos como "vampiros". Mas afinal, o que são eles? De onde vêem? Quais as suas origens? Quais os seus intentos? E, sobretudo, como se combatem? Rick Chambers sabe responder a esta última questão e, quanto às outras, tem fortes suspeitas que partilha nos seus diários de caçador de vampiros. Mas quem é, na verdade, o homem de calças de ganga e botas de cowboy que se desloca numa Harley Davidson em diversos locais com acontecimentos inexplicáveis? O que sabe ele que as restantes pessoas parecem ignorar? Aqui fica a sua visão original do mundo e de duas das espécies que o habitam.


Opinião: Um livro surpreendente. Sinceramente não sei explicar o que estava à espera, mas como ultimamente tenho devorado quase todos os livros sobre vampiros achei a sinopse completamente deliciosa.
Sabia que não seria um romance como tantos outros que andam pelo mercado literário, mas a historia contada deixou-me mesmo muito satisfeita. Adorei a ideia de haver tantos contos e lendas misturados na história, bem como a descrição de todos os clãs de vampiros existentes naquele mundo. Mesmo com tanta informação, esta é contada em partes estratégicas do livro, fazendo com que tudo se torne ainda mais delicioso. Adorei ver o pequeno Rick transformar-se em caçador de vampiros e também acompanha-lo nas suas aventuras. Só tive pena de uma coisa, da história acabar tão rapidamente… Claro que não podíamos ter um livro que nos contasse toda a vida de Rick, mas eu queria mais!
A parte que mais gostei foi da lenda da Bloody Mary…amei todo o capítulo…
Só houve um senão, que acontece varias vezes ao longo do livro…há expressões em inglês por toda a parte. Não sei se foi erro de tradução ou propositado, mas acho que era escusado, pois dá a sensação de ser erros de tradução. Coisa que não acredito que seja, pois o autor é português.

1 comentário:

  1. Concordo com o seu comentário sobre o livro...eu também li e digo que é praticamente impossível não se envolver e se "apaixonar" pelo Rick que, ao meu ver, é um personagem rico em personalidade :)

    ResponderEliminar