A Praia do Destino

Anita Shreve


A arrebatadora história de um amor impossível. Uma meditação sobre o erotismo feminino e os preconceitos sociais.
Olympia Biddeford é a filha única de um proeminente casal de Boston - uma jovem precoce a quem o pai afastou das instituições académicas com o objectivo de lhe garantir uma educação refinada e pouco convencional. 
No Verão de 1899, Olympia tem quinze anos e a sua vida está prestes a mudar para sempre. Cheia de ideias e entusiasmada com os primeiros arrebatamentos da maturidade, é admitida no círculo social do pai, que contempla artistas, escritores, advogados e, entre eles, John Haskell, um médico carismático. Entre ambos nasce uma impensável e arrebatadora paixão. Sem ter em conta o sentido das conveniências ou da auto-preservação, Olympia mergulha de cabeça numa relação cujos resultados serão catastróficos - John tem quarenta anos, é casado e pai de quatro filhos...

“O talento de Anita Shreve é assombroso; A Praia do Destino é uma obra cheia de força e magnificamente escrita.” 
Sunday Times
 
“Um excelente romance sobre os segredos que guardam as pessoas que pensamos conhecer intimamente.”
 Daily Telegraph
 
“O livro ideal para ler numa noite de Verão com o som do mar como pano de fundo. Anita Shreve é uma excelente contadora de histórias, tem um assombroso talento para manter o leitor na expectativa até ao fim.” 
Washington Post
 
A Praia do Destino é um livro de leitura compulsiva. Anita Shreve descreve com precisão, intensidade e subtileza a forma como uma rapariga adolescente mergulha numa paixão arrebatadora e condenada.” 
Boston Globe


Eis aqui um dos meus livros preferidos. Adorei este livro de mais maneiras do que consigo contar.
Relata um romance arrebatador condenado pelo tabu e pelos preconceitos sociais numa época tão conservadora como o fim do século XIX.
Olympia e Haskell tem de enfrentar o preconceito, até mesmo o daqueles que mais amam e são por eles severamente castigados. Mas o amor não só não tem idade como resiste ao tempo e às duras adversidades.
Esta é uma história de amor, mas também de dedicação, altruísmo e sobretudo de coragem.


"O amor não tem idade. Está sempre nascendo."
Blaise Pascal

Excerto:
“…E agora interroga-se se, em todas as vidas, não haverá momentos no tempo, talvez quatro, cinco ou mesmo sete, em que a vida se transforma completamente ou dispara numa direcção não imaginada, uma direcção que parecia demasiado fantástica ou demasiado penosa para ser previamente contemplada. Estes momentos podem surgir espontaneamente, quando menos se espera, e muitas vezes em circunstâncias difíceis, desastradamente erradas ou até banais, e podem chegar tão suavemente ou tão fugidiamente que parecem meros passarinhos a pousar no ramo mais saliente de uma árvore. Com a excepção de que esses pássaros em particular não voltam a levantar voo.
…E, o que é mais extraordinário, no finito contínuo do tempo pelo qual todas as pessoas viajam, o terrível momento é fixo, inamovível, incapaz de ser obliterado, por mais fervorosa ou apaixonadamente que se possa mais tarde desejar esse apagamento.”

Scriptum - O Manuscrito Secreto

Raymond Khoury



















Deixando Acre para trás, envolta no clamor da batalha, os Cavaleiros do Templo partem a bordo do navio, transportando com ele o cofre misterioso que lhes foi entregue pelo Grande Mestre da Ordem, às portas da morte. Era o ano da graça de 1291, e o Ocidente perdia o Reino de Jerusalém para o domínio muçulmano... Mas algo de incomensuravelmente importante tinha de ser preservado, algo que revelaria a toda a civilização ocidental que havia erigido a sua fé sobre as areias movediças do logro...

Estava tudo pronto para uma memorável noite de gala - o Museu Metropolitano de Arte de Nova Iorque ia inaugurar a Exposição dos Tesouros do Vaticano. Inesperadamente, quatro cavaleiros exibindo as insígnias da Ordem dos Templários invadem violentamente o interior do museu, semeando o pânico e a destruição. A sua investida tivera um único objectivo - roubar um codificador medieval. Mas, se alguém precisava tanto daquele dispositivo, era porque algures se encontrava um documento escrito em código, e de uma importância tal que parecia justificar a morte de inocentes... Chegados a esta conclusão, Sean Reilly, um agente do FBI, e Tess Chaykin, uma arqueóloga que assistiu ao assalto ao MET, embrenham-se numa demanda de proporções homéricas que os faz mergulhar na história secreta dos cruzados e recuperar o último segredo dos Templários, a descoberta que poderá vir a alterar irreversivelmente o cenário religioso de todo o mundo cristão...
 
Scriptum - O Manuscrito Secreto é um thriller histórico e religioso empolgante que entre-tece com magistralidade as lendas do universo dos Templários; o suspense quase insustentável do policial; reflexões de cariz religioso e espiritual sobre a Igreja, os evangelhos e as seitas heréticas; e uma criatividade literária invulgar. Um romance de estreia soberbo e inspirador.

Apesar da inspiradora sinopse, devo admitir que este livro deixou algo a desejar.
Tem descrições muito ricas, claramente fruto de um intenso trabalho de pesquisa, tem suspense e muita acção e, claro, um interessante argumento. Mas tudo isto parece não chegar. Pelo menos não para mim. A realidade é que as personagens parecem não ter vida, são planas e destituídas de paixão. Tem sentimentos claro mas parecem ter receio em demonstrá-los.

Prazer da Noite

Sherrilyn Kenyon




















“Querida leitora, alguma vez quis saber como era ser imortal? Viajar pela noite caçando os vampiros que perseguem os humanos? Ter riqueza e força ilimitadas? Essa é a minha vida e é escura e perigosa. Sou herói de milhares, mas ninguém me conhece. E adoro todos os minutos. Pelo menos era o que eu pensava até que, certa noite, acordei algemado ao meu pior pesadelo: uma mulher conservadora, de camisa apertada de cima a baixo. Ou, no caso de Amanda, abotoada até ao queixo. É inteligente, sensual, espirituosa e não quer ter nada a ver com o paranormal, por outras palavras, comigo. A minha atracção por Amanda Devereaux vai contra tudo aquilo que represento. Já para não dizer que, da última vez que me apaixonei, isso me custou não só a minha vida humana como a minha alma. Ainda assim, sempre que olho para ela, dou por mim a desejar tentar de novo. A desejar acreditar que o amor e a lealdade existem. Ainda mais perturbador, dou por mim a perguntar se haverá alguma forma de uma mulher como Amanda amar um homem cujas cicatrizes da guerra são profundas, e cujo coração foi ferido por uma traição tão selvagem que não sei se voltará a bater de novo."
Kyrian da Trácia


Há muito tempo que não líamos uma voz tão poderosa, uma escritora tão imaginativa e cenas de amor tão intensas." 
Pinerock Book Reviews

Os Céus de Montana

Nora Roberts



















Quando Jack Mercy morreu deixou um rancho no valor de muitos milhões de dólares. Agora, as suas três filhas - cada uma nascida no seio de um casamento diferente e sem ligação com as irmãs - reúnem-se para ouvirem a leitura do testamento. Mas as jovens ficam chocadas ao descobrirem que, antes de qualquer uma delas poder herdar a sua parte, terão de viver em conjunto no rancho durante um ano. Será isso possível sendo irmãs...mas completamente estranhas?
Cedo vão ter de descobrir, pois ao herdarem o rancho também herdaram um antigo inimigo. E se o azedume e as feridas antigas as dividirem, serão destruídas sem piedade.

Nora Roberts, a autora bestseller do New York Times volta a exceder-se, com um romance extraordinário e avassalador como o próprio céu do Montana...


Highlander Amante Imortal

Karen Marie Moning



















ATENÇÃO: Macho alfa letalmente sedutor, de uma força imensa e sombrio erotismo. Não olhar. Não tocar. Não se deixe tentar. Não se deixe seduzir…

Com os seus longos cabelos negros e olhos escuros magnetizantes, Adam Black significa Sarilhos com S maiúsculo. Imortal, arrogante e intensamente sensual, ele vive através dos tempos e dos continentes em perseguição dos seus apetites insaciáveis. Até ao dia em que uma maldição o destitui da sua imortalidade e o torna invisível - cruel destino para homem tão irresistível. Agora a única esperança de sobrevivência para Adam está nas mãos da única mulher que o pode realmente ver.
Para Gabrielle, uma estudante de Direito amaldiçoada com a capacidade de ver ambos os mundos, é o início de uma longa e perigosa sedução. Quando a demanda de Adam para recuperar a sua imortalidade os faz mergulhar num mundo de magia intemporal, o preço da rendição bem pode ser a própria vida. Tudo por um destino que poucos mortais jamais conhecem: um glorioso, assombroso, infindável amor…


«Um banquete cheio de sensualidade para todas as leitoras que adoram romances de fantasia com humor e repletos de Highlanders misteriosos.»
Booklist

A Viela da Duquesa

Sveva Casati Modignani






















Humildes e poderosos vivem intensas tragédias e paixões num romance que tão bem retrata todo o século XX.

Nápoles, 1910.
Numa das muitas casas pobres da Viela da Duquesa, onde Rosa Avigliano vive com a sua numerosa família, surge de repente uma jovem mulher elegantemente vestida: ela quer que Rosa lhe prepare um feitiço para conquistar o amor do marido. Teresa, a mais velha das crianças Avigliano, fica boquiaberta perante tão extraordinária aparição. Imaginativa e sonhadora, ela gostaria de poder transpor os limites daquelas vielas sem ar e sem luz, onde viu morrer de miséria, de doença e de fome amigos, vizinhos e até um irmão mais novo. Aquela visitante misteriosa encarna aos seus olhos de rapariga tudo aquilo que até ali lhe foi vedado. Mas a bonita desconhecida não é tão feliz como Teresa imagina: a condessa Josepha Paravicini abandonara há alguns meses o seu castelo no Tirol, terra então austríaca, para casar com o príncipe Enrico Castiglia e se mudar para Nápoles, renunciando aos costumes, às pessoas que amava, às paisagens, aos aromas e à sua língua de infância. Tudo isto para vir a descobrir que o marido nunca a amara. Com o destino por cúmplice, nasce entre a princesa e a rapariga do povo uma ligação que as irá manter unidas durante toda a vida. Ambas atravessam o século que há pouco terminou, sofrem duas guerras mundiais, vivem os dramas da ditadura fascista e os tempos difíceis da reconstrução, empenhando-se na luta pelas reivindicações sociais e pela conquista do direito das mulheres à dignidade.
Narrando as histórias pessoais destas personagens, marcadas por tragédias e paixões, Sveva Casati Modignani percorre todo o século XX num romance que exprime os pontos de vista dos humildes e dos poderosos. Este entre tecer de vidas privadas e grandes eventos, propicia aos leitores páginas intensas que reconstituem com realismo o espírito de uma época e exaltam a força dos sentimentos e dos ideais.