[Porto Editora]Pensa num Numero, de John Verdon - Opinião

John Verdon


















Sinopse: Pelo correio chega uma série de cartas perturbadoras que terminam com uma declaração inquietante: «Pensa num número qualquer até mil, o primeiro que te vier à cabeça... Repara agora como eu conheço bem os teus segredos.» Estranhamente, aqueles que obedecem constatam que o remetente de tais cartas previu com precisão a sua escolha. Para Dave Gurney, um inspetor de homicídios recém-reformado da Polícia de Nova Iorque e amigo de um dos alvos das missivas, o que primeiro lhe pareceu um caso estranho depressa se transforma num complicado quebra-cabeças que levará a uma investigação em grande escala na busca de um pérfido assassino em série.
Convidado como consultor pelo gabinete do procurador, em pouco tempo Gurney consegue alguns avanços na descoberta de pistas que a polícia local negligenciara. Ainda assim, diante de um adversário que parece ter o dom da clarividência e antecipar-se a todos os passos, vê os seus melhores esforços dissiparem-se como areia por entre os dedos. Terá encontrado, ao fim de vinte e cinco anos de carreira exemplar, um adversário capaz de o vencer?
Considerado pela crítica internacional uma obra-prima do suspense, Pensa num Núm3ro dá-nos a conhecer uma personagem fascinante, capaz de rivalizar com Sherlock Holmes ou Poirot.


Opinião: Um livro muito envolvente que faz pensar em mil e uma possibilidades e que nos força a ter uma leitura lenta e cuidada. Apesar disso achei a trama muito envolvente, carregada de mistério e perigos a cada esquina. Cada uma das personagens está muito bem construída, tanto a nível físico, como psicológico, deixando-nos capazes de ver e sentir tudo aquilo que nos é descrito. Achei o ambiente muito bem descrito, sem parecer maçador. E todas as personagens, incluindo as secundárias, estavam muito bem inseridas no seu ambiente, sem parecer uma entrada forçada na história.
Em algumas partes da acção achei-me um pouco perdida e tinha que voltar uma ou duas páginas atrás para me centrar naquilo que estava a acontecer, mas penso que seja uma coisa normal de acontecer visto que, a meu ver, é um thriller um pouco complexo…
Gostaria de dar os parabéns à Porto Editora por publicar um livro deste calibre no nosso país e também ao autor pela sua mente incrível.

0 comentários:

Enviar um comentário